Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis chega ao fim

Depois de alcançar 10 mil pessoas e cerca de 100 escolas, a 18ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis chegou ao fim neste final de semana comemorando a infância de várias maneiras e se confirmando como o mais importante evento audiovisual voltado ao público infanto-juvenil.

O curta-metragem “Bicho do Mato”, sobre a mudança de Jussara e sua família do campo para a cidade, foi o escolhido pelo Júri Infantil. “Gostei muito da personagem principal, que sofria bullying por ser do interior e ter um sotaque diferente, e ela provou ser uma pessoa muito especial”, conta Marina Vale Queiróz, de 9 anos, uma das 6 crianças do júri, que também atribuiu uma menção honrosa ao vídeo “Dela”.

Para o público, composto por crianças e adultos, o melhor curta-metragem nacional foi “Carlitos Esfomeado”, uma animação em stop motion onde um dos mais icônicos personagens do cinema, Carlitos, se diverte criando uma pizza imaginária. O filme fez parte de um projeto disciplinar desenvolvido por alunos e alunas da Escola dos Sonhos, de Florianópolis. Entre os filmes estrangeiros, quem se destacou foi o curta-metragem de animação chileno “Pichintún”, que mostra a história de Miguel, um menino cego cheio de energia.

Bicho do mato, de Juliana Sanson

Para o Júri Técnico, a melhor ficção foi “O Véu de Amani”, que retrata o cotidiano de uma menina paquistanesa no Brasil. “Um tema contemporâneo acerca dos imigrantes, uma personagem muçulmana, que perdeu mãe e irmão na guerra, foi lindamente retratado, do formato a fotografia, da estética narrativa a construção dos personagens, nos prendendo desde o começo”, afirma Gláucia Dias da Costa, uma das três juradas desta edição, que também brindou o filme “Dono de Casa” com uma merecida menção honrosa.

A melhor animação foi “Vivi Lobo e o quarto mágico”. “A temática do bullying e do empoderamento feminino apresentado no curta foi muito bem realizado, com delicadeza e um estilo visual lindo”, finaliza Glaucia, que, em conjunto com o Júri Técnico, ofereceu a série Mytikah, o livro dos heróis, outra menção honrosa.

O auditório do Teatro Pedro Ivo estava lotado para o encerramento, que contou com o espetáculo musical “Festa”, da premiada Banda Mirim, de São Paulo, e a exibição ao ar livre, no início da noite, dos filmes premiados, pelo projeto Cinesolar, que se utiliza de energia solar.

Vivi Lobo e o quarto mágico, de Isabelle Santos e Edu MZ Camargo

Confira os premiados da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 2019

Prêmio Júri Infantil

Prêmio Júri Técnico

Júri Popular

Mais informações no site do evento.