Série em Cenas

As Casas Mais Extraordinárias do Mundo

(The World’s Most Extraordinary Homes, GBR, 2017-2018)
Documentário
Temporadas: 1 e 2
Duração média: 59 min.
Canal: BBC
Onde ver: Netflix

Um bloco de concreto que quase se oculta com a sombra, a luz do sol entra na abertura superior que projeta a silhueta de uma árvore de porte médio que em sua companhia tem um banco que repousa voltado a uma vista com montanhas e vilarejos indianos: todas as casas que você não vai poder ter na vida! Mas, ao menos já se pode “viajar” pelo mundo explorando feitos arquitetônicos com visuais lindos na companhia desta dupla mais que carismática e conhecedora do assunto.

A cada local visitado é inevitável se que venha à mente questionamentos sobre sua funcionalidade, bem no estilo: “é para se viver lá?” ou “um lugar doido e grande desses só para um casal passar férias?”, mas a grandeza da beleza que se revela no desafio da construção pelo capricho da arte é o que se declara de mais magnânimo da arquitetura, com toda sua extravagância (como a casa Hemeroscopium feita com vida de ponte ou viaduto que precisou de um contrapeso de toneladas para se manter de pé), integração (Casa de Sonora no Arizona que no meio do deserto com experiências sensoriais), excentricidade (casa Solo Circle na Espanha que é em formato de rosquinha) ou jeitão maluco (casa Flexhouse que é em formato de cobra e no seu interior as paredes não tem ângulos retos).

As Casas Mais Extraordinárias do Mundo

É evidente que a série possui sempre três principais personagens principais: Piers Taylor, Caroline Quentin e a casa da vez, construída com inovações em design e muitos desafios de construção para que possam se adaptar ao relevo, ao isolamento ou ao clima, falando com seus arquitetos e proprietários, conhecendo suas histórias, desafios e principalmente: experimentando e explicando o local.

Caroline é o tipo de pessoa que dá vontade de ter longos papos despretensiosos. E é assim que a atriz e apresentadora britânica se relaciona com cada casa que visita, investigando cômodos, se emocionando com vistas e nadando nas piscinas. É ela quem dá o tom de contemplação e experiência de tudo, conversando com quem optou por investir e morar nos lugares que visita.

O renomado arquiteto Piers pira muito, mas é exatamente isto que é muito bom. Ele é o responsável pelo lado artístico e técnico da arquitetura, explicando os conceitos, os métodos e desenhando no caderninho para mostrar as particularidades da construção. Além disso, ele conversa com os responsáveis dos projetos, apresentando os desafios e alguns passos das obras.

As Casas Mais Extraordinárias do Mundo

Como a arquitetura reflete o local e a vidas dos seus donos? É claro que além da arte o estilo de vida é traduzido pelas edificações, isto é facilmente visto na casa The Wall, uma verdadeira fortaleza que permite mover as paredes conforme as estações do ano, e conta com uma piscina de fundo transparente no piso superior, ou seja, dá para ver o pessoal nadando no teto! A adaptação ao meio é outra grande tradução a ser encontrada, como na casa Ktima, na Grécia, tem um de seus níveis construído no subterrâneo pelo fato do terreno estar repleto de muros naturais.

A grande maioria das casas tem como intenção a integração da área interna com a natureza, e muitos se adaptam aos terrenos e ao clima a partir ângulos e recortes que camuflam ou destacam. São assim as casas mais diferentes: uma asa de avião que se integra à vista e à construção, um telhado cônico com vibe tribal no Japão e a casa que tem sua fachada feita toda de portas.

As Casas Mais Extraordinárias do Mundo

Leve e contemplativo, é o tipo de programa para quem quer ver coisa bonita, pessoas simpáticas e interessantes, além aprender coisas novas num formato muito mais no estilo reality que documentário narrativo. Vale muito a pena investir um tempo para relaxar e desfrutar se impressionando com casas extraordinárias e as histórias por trás delas.

O melhor episódio:
(S01E01) Montanha

Netflix

Com a colaboração de Bruna Bites

Soraya Lopes

Soraya Lopes - gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo
Fechar