No mês de setembro, de 15 a 24, Brasília recebe o mais tradicional festival de cinema do país, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Em sua 50ª edição, o evento trará ao Cine Brasília um recorte da recente produção nacional e à cidade várias atividades paralelas, além da homenagem à Nelson Pereira dos Santos, que recebe este ano a a medalha Paulo Emílio Salles Gomes pela grande contribuição ao cinema brasileiro.

Retomando a democratização do festival, além do Cine Brasília, a Mostra Competitiva volta este ano a ser exibida nas Regiões Administrativas de Taguatinga, Sobradinho, Gama e no Riacho Fundo I. O Cinema Voador também terá uma programação nas Regiões Administrativas com sessões gratuitas do FBCB.

Confira a lista de filmes selecionados:

MOSTRA COMPETITIVA

Longas
ARÁBIA, de Affonso Uchoa e João Dumans, MG
CAFÉ COM CANELA, de Ary Rosa e Glenda Nicácio, BA
CONSTRUINDO PONTES, de Heloisa Passos, PR
ERA UMA VEZ BRASÍLIA, de Adirley Queirós, DF
MÚSICA PARA QUANDO AS LUZES SE APAGAM, de Ismael Cannepele, RS
O NÓ DO DIABO, de Ramon Porto Mota, Gabriel Martins, Ian Abé, Jhesus Tribuzi , PB
PENDULAR, de Julia Murat, RJ
POR TRÁS DA LINHA DE ESCUDOS, de Marcelo Pedroso, PE
VAZANTE, de Daniela Thomas, SP

Curtas
A PASSAGEM DO COMETA, Juliana Rojas, SP
AS MELHORES NOITES DE VERONI, Ulisses Arthur, AL
BAUNILHA, Leo Tabosa, PE
CARNEIRO DE OURO, Dácia Ibiapina, DF
CHICO, Irmãos Carvalho, RJ
INOCENTES, Douglas Soares, RJ
MAMATA, Marcus Curvelo , BA
NADA, Gabriel Martins , MG
O PEIXE, Jonathas de Andrade, PE
PERIPATÉTICO, Jessica Queiroz, SP
TENTEI, Laís Melo, PR
TORRE, Nadia Mangolini, SP

MOSTRA BRASÍLIA

Longas
UM DOMINGO DE 53 HORAS, de Cristiano Vieira
O FANTÁSTICO PATINHO FEIO, de Denilson Félix
JEITOSINHA, de Johil de Carvalho e Sérgio Lacerda
MENINA DE BARRO, de Vinícius Machado

Curtas
1×1, de Ramon Abreu
AFRONTE, de Marcus Azevedo e Bruno Victor
O CARNEIRO DE OURO, de Dácia Ibiapina
O CÉU DOS TEUS OLHOS, de Danilo Borges e Diego Borges
DAMRÕZE AKWE – AMOR E RESISTÊNCIA, de Guilherme Cavalli
HABILITADO PARA MORRER, de Rafael Stadniki
A INVIOLÁVEL LEVEZA DO SER, de Júlia Zakarewicz
A MARGEM DO UNIVERSO, de Tiago Esmeraldo
O MENINO LEÃO E A MENINA CORUJA, de Renan Montenegro
TEKOHA – SOM DA TERRA, de Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron
URSORTUDO, de Januário Jr
O VÍDEO DE 6 FACES, de Maurício Chades
VILÃO, de Webson Dias

Mostra universitária

Como forma de resgatar suas origens, tendo em vista que a origem do festival está inteiramente ligada à Universidade de Brasília, nesta 50ª edição haverá espaço para a exibição de curtas-metragens produzidos por universitários, o I Festival Universitário de Cinema de Brasília.

Parte da programação oficial, a mostra acontecerá nos dias 16 e 17 de setembro e trará à tela 20 curtas-metragens, com duração máxima de 30 minutos. A lista dos selecionados será divulgada até o dia 20 de agosto no site do festival e no site do Forcine. Três produções serão premiadas como melhores filmes e receberão o Troféu Candango do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e serão exibidas na abertura do Congresso do Forcine, dia 20 de setembro, na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), em Foz do Iguaçu.

Comissões de seleção

Os longas e curtas-metragens deste ano foram selecionados por seleções bem diversificadas. A comissão da Mostra Competitiva, que contou com 778 produções inscritas, foi formada por Beatriz Furtado, Heitor Augusto de Sousa, Marcus Santos de Mello, Pablo Gonçalo, Amaranta Emília Cesar dos Santos, Daniel de Queiroz Soares, Marisa Merlo de Paula e Thayse Limeira Costa.

A Mostra Brasília – Troféu Câmara Legislativa teve um processo de seleção específico e contou com Denise Caputo, John Howard Szerman, Santiago Dellape, Sergio Bazi e Wanderlei José da Silva em sua comissão.

Prêmios

Os troféus Candango serão entregues na noite de encerramento, mas, diferente de outras edições, a premiação em dinheiro dos filmes participantes da Mostra Competitiva será compartilhada entre todos os filmes selecionados.

O público selecionará os premiados pelo júri popular e os vencedores receberão o Prêmio Petrobrás de Cinema, no valor de R$ 200 mil, destinado à distribuição comercial do filme. A grande novidade deste ano é que os votos desta categoria poderão ser recebidos pelo aplicativo desenvolvido para celulares, que também exibirá a programação completa do evento e mais um conteúdo exclusivo com roteiros culturais, turísticos e gastronômicos.