Notícias

Projeto Cinematerna leva pais e filhos para dentro do cinema

Mães cinéfilas agora podem acompanhar seu filme favorito em salas de cinema convencionais sem se preocupar com quem deixar suas crianças.

Tudo começou com um projeto criado em fevereiro de 2008 por Irene Nagashima, mãe de primeira viagem de Max, que levantou a questão de sentir falta de ir ao cinema após o nascimento do seu filho. Irene e um grupo com mais 10 mães e seus bebês organizaram uma ida ao cinema, batizando o evento de CineMaterna. Após a sessão, todas são convidadas para um café com bate-papo, para que possam trocar experiências.

Se não fosse pelo projeto, seria difícil voltar a socializar-se levando junto seu filho a uma sala de cinema. Imagine o barulho, choro, saídas constantes para troca de fraldas e olhares tortos dos demais frequentadores do local. Conseguir assistir a um filme nestas condições seria mesmo quase impossível.

Quem já acompanhou uma sessão da Cinematerna, garante que a ideia é muito interessante, já que o local disponibiliza um ambiente confortável para os bebês, o que inclui som, luzes e ar condicionado reduzidos, trocadores dentro das salas e tapete com brinquedos para entreter as crianças maiores. Além disso, todos os espectadores ali têm muito em comum. “Um monte de criança chorando, pais levantando no meio do filme pra trocar fraldas, é sensacional. E ninguém reclama, porque está todo mundo lá no mesmíssimo barco”, garante Paula Signorini, que contou também em seu blog, Rastro de Carbono, como se divertiu na sessão do CinemMaterna.

CinePaterna

Embora o programa tenha sido criado para as mamães assistirem aos filmes com seus pimpolhos, os papais não precisam ficar com inveja. Eles também são benvindos e agora vão ter uma sessão só para eles.

A Fisher-Price, empresa de produtos para o desenvolvimento infantil, irá promover o CinePaterna, oferecendo, em homenagem ao dia dos pais, um programa gratuito de cinema no dia 7 de agosto, simultaneamente em São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Salvador e Recife.

Como em outras edições, o filme exibido pôde ser escolhido pelo público de cada cidade no site da ONG Cinematerna. Os títulos mais votados podem ser conferidos aqui.

Mas, atenção: os ingressos são limitados e serão distribuídos no dia por ordem de chegada. Por isto, é aconselhável chegar até meia hora antes do início do evento. O pai também não deve se esquecer de levar a certidão de nascimento do seu bebê de até 18 meses.

Para mais informações quanto ao projeto, acesse www.cinematerna.org.br.

Veja o vídeo abaixo com a opinião de diversas mamães que já participaram:
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=I5BeCDyUt24[/youtube]

Jack Sabino

Jack Sabino, como gosta de ser chamada, é natural de Belo Horizonte, pacata capital mineira. Feliz pela tradição regional do aconchego da família, desde cedo entende sua virtude em firmar raízes e faz da leitura e escrita sua válvula de escape. Cinéfila assumida, seu amor pelo cinema surgiu após assistir, numa bela madrugada, as cenas do inesquecível E o vento levou. Daí em diante, não desgrudou seus olhos das telonas, e, com seu hábito corriqueiro da escrita, começou a tecer suas impressões sobre os filmes que assistia.
Botão Voltar ao topo