O BrLab, único laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais no Brasil que incentiva e recebe projetos de toda América Latina e Península Ibérica, acaba de divulgar os projetos selecionados para a sua oitava edição. O evento será realizado de 10 a 18 de agosto em São Paulo e promoverá, ainda, diversas atividades abertas ao público.

Este ano, o BrLab recebeu 284 inscrições, sendo 145 nacionais e 139 internacionais e foram selecionados 12 projetos. Pela primeira vez 4 selecionados são projetos de filmes de animação, que participarão do laboratório juntamente aos projetos de live-action e receberão, em complemento, consultorias específicas de experientes animadores com o intuito de trabalharem as particularidades da animação.

Os escolhidos para a oitava edição do BrLab participam de consultorias com a cineasta Mariana Rondón, diretora do filme Pelo Malo; a consultora de direção mexicana Paula Astorga; as destacadas produtoras Agustina Chiarino (Uruguai), Fernanda Del Nido (Espanha) e Agustina Llambi-Campbell (Argentina) e o renomado script doctor e assessor cubano, Eliseo Altunaga que será homenageado nesta edição. Completam o time de tutores o inglês Phil Parker, a belga Annemie Degryse e os brasileiros Marta Machado e Zé Brandão, que irão assessorar os projetos de animação.

BrLab 2017

Também pela primeira vez o BrLab organiza um pioneiro workshop de montagem para projetos já filmados que passaram, em estágio de desenvolvimento, pelo BrLab ou pelo 3 Puertos Cine, rede internacional de laboratórios parceira desta iniciativa. Os selecionados para participar desta seção serão divulgados até 13 de julho e serão assessorados por montadores renomados como Fernando Epstein (Uruguai), Juliana Rojas (Brasil), Karen Akerman (Brasil) e Soledad Salfate (Chile).

Criado em 2011, o BrLab já recebeu 1.781 inscrições e mais de 200 profissionais foram qualificados diretamente pelo programa; através de 92 projetos que participaram do BrLab e que representaram 17 países e 10 estados brasileiros. Dentre os projetos participantes em anos anteriores, 16 já foram finalizados e lançados como longas metragens; 15 títulos estão atualmente em finalização; e outros 18 estão em estágios avançados de financiamento.

O BrLab é uma atividade desenvolvida pela Klaxon Cultura Audiovisual, em correalização com a RT Features, a Spcine e com a Secretaria Municipal de Cultura, com apoio institucional do Instituto Cervantes e da ANCINE – Agência Nacional de Cinema. O evento também conta com o apoio do Sesc SP, da FiGa/Br, da Vitrine Filmes, do Programa Cinema do Brasil, da Apex, da LatAm Cinema, do Festival Rencontres Cinémas d’ Amérique Latine de Toulouse (Cinéma en Développement), do TorinoFilmLab, do Tribeca Film Institute, do Consulado Geral de Israel de São Paulo, da FAAP, do Festival de Cinema Judaico, da Hebraica, do Instituto Moreira Salles, da RECAM, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, do Ministério das Relações Exteriores do Chile, do Consulado Geral da França no Brasil, do Institut Français, do BIG Festival, do Cesnik, Quintino & Salinas Advogados, da C/as4atro, da ABRA, da Revista de Cinema, da Seu Menino Filmes e da Cinemateca Brasileira.

Conheça todos os longas selecionados para o BrLab 2018:

A Pista de Dança (Brasil, CE) – Dir.: Leonardo Mouramateus / Prod.: Ticiana Augusto Lima – Tardo Filmes
Ana, en passant (Brasil, MG) – Dir.: Fernanda Salgado / Prod.: Amina Jorge – Apiário Estúdio Criativo (Animação)
Diógenes (Peru) – Dir.: Leonardo Barbuy / Prod.: Illari Orccottoma – Mosaico Productora
Hain (Chile) – Dir.: Alejandra Jaramillo / Prod.: Paulina Sanhueza – Gigante Azul Producciones (Animação)
Hijo Mayor (Argentina) – Dir.: Cecilia Kang / Prod.: Soledad Laici – Orquídea Cine
Las bestias de esta tierra (México) – Dir.: Paco Ramírez / Prod.: Elena Guerra – Home Films S.C.
Los reyes del mundo (Colômbia) – Dir.: Laura Mora / Prod. Mirlanda Torres – La Selva Cine y Ciudad Lunar (selecionado através de convênio com o Cinéma en Développement – Toulouse)
Naufrágio, Inhambane (Portugal) – Dir.: Ico Costa / Prod.: João Matos – Terratreme Filmes
Os Primeiros Soldados (Brasil, ES) – Dir.: Rodrigo de Oliveira / Prod.: Vitor Graize – Pique-Bandeira Filmes
Sião (SP) – Dir.: Bruno Ribeiro / Prod.: Joyce Prado – Oxalá Produções
Todos os demônios estão mortos (SP) – Dir.: Marcus Vasconcelos / Prod.: Heitor Franulovic – Estúdio Teremim (Animação)
Um Pinguim Tupiniquim (SP) – Dir.: João Tenório e Cesar Cabral / Prod.: Cesar Cabral – Coala Filmes (Animação)