Crítica | Streaming

Dorm – O Espírito

(Dek hor, TAI, 2006)

Terror

Direção: Songyos Sugmakanan

Elenco: Charlie Trairat, Sirachuch Chienthaworn, Chintara Sukapatana

Roteiro: Songyos Sugmakanan

Duração: 110 min.

Atualmente é muito comum me recomendarem filmes de terror tailandeses. Estava na locadora e esse filme acabou chamando minha atenção. Como estava ali mesmo e queria ver outro filme de terror da Tailândia além de Espíritos, peguei este mesmo.

Um menino é mandado pelo pai para um colégio interno onde a principal diversão dos alunos é contar as histórias dos fantasmas que assombram o lugar.

Com poucos sustos, o filme é muito mais uma versão oriental de Gasparzinho e, como disse uma amiga, “mostra o lado bonitinho do terror”. Apesar das histórias paranormais, é um filme sobre amizade.

O roteiro é muito bom e as crianças estão excelentes nos papéis, mas alguns problemas sérios estão no meio do caminho. O maior deles é a continuidade das cenas. O protagonista aparece cada hora com um cabelo diferente e, o que parece ser uma besteira, acaba irritando os espectadores, que chegam a se perder em alguns momentos por conta disso.

De resto, tirando algumas poucas cenas, como a do desfile, o filme é muito interessante e inteligente. Consegue atrair a atenção do começo ao fim. Para quem quer ver terror, mas não tomar muitos sustos, é perfeito!

Um Grande Momento

A projeção do filme.


Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Festival de Berlim: Menção Honrosa, Urso de Cristal

Links

Site Oficial

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Botão Voltar ao topo