Série em Cenas

Os Smurfs

A luta exaustiva contra o mal sem propósito

(Os Smurfs, Bélgica e EUA, 1981-1989)
Animação
Criador: Peyo
Temporada: 9
Elenco:
Duração média: 22 min.
Canal
Onde ver: Netflix

Os viciados em TV das décadas de 80 e 90 acompanharam diariamente as aventuras de Os Smurfs, agora disponível na Netflix, na luta exaustiva contra o mal sem propósito. Uma série de animação que nos ensina a lidar com a crueldade e a inépcia de quem parece maior, mas que se torna sempre sujeito da força da união e da necessidade do respeito às diferenças que se impõem numa sociedade. 

Não são elfos nem duendes, não se classificam assim. São simplesmente criaturas azuis que vivem em uma vila de cogumelos numa floresta e que dominam sabedorias ancestrais de realização de magias e feitiços com itens encontrados na natureza. Seus nomes vem ou de suas personalidades ou de suas profissões, que são seus papéis sociais e é o que dá o charme e o carisma para os personagens. 

Os Smurfs

Por serem todos tipo irmãos, trabalham em harmonia pela coletividade e apesar de eventuais atritos ou discordâncias, sempre se unem quando precisam se defender ou realizar tarefas mais complexas pelo bem comum. Faz parte da rotina a preocupação e a luta contra a maldade gratuita daquele que se gaba de poderes e esperteza, mas não passa de um mago tolo que ignora a racionalidade e se perde na impulsão de falar ou fazer besteiras.

Gargamel quer acabar com todos os Smurfs, mas para nada. Cada vez ele quer por um motivo: fazer ouro, comer, transformá-los em escravos. Ele é apenas um cara mau que justifica sua maldade na forma amarga com que vê a vida e na pretensão irracional de se julgar melhor, e por consequência, no direito de impor seu desejo (e jeito) violento e aniquilador.

Gargamel, o Bolsonaro dos Smurfs

Por outro lado, o vilão é tão ruim de serviço que não consegue executar uma só obra até o fim de forma bem-sucedida, seja porque não tem condições técnicas, seja porque sua auto-confiança o leva a se atrapalhar. E é aí que a série de animação se diferencia da vida real: primeiro porque a maldade gratuita acaba não fazendo vítimas de verdade, e segundo porque a inabilidade do cara ruim só nos tira risadas.

Para aprender mais sobre valores sociais, ética e cooperação, além de um excelente exercício de traçar paralelos com personalidades que defendem o mal sem propósito ou que praticam a errônea promoção da ignorância pelo gosto, Os Smurfs e sua forma de promover a vitória do amor e da amizade é a dica para aquecer corações, acender fagulhas de esperança e inspirar aqueles que preferem dias bons. 

O Melhor Episódio:

T1E1 – A Smurfete

Ver “Os Smurfs” na Netflix

Série em Cenas

Soraya Lopes

Gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo