Crítica | Streaming

Velozes & Furiosos 6

(Fast & Furious 6 , EUA, 2013)

Ação
Direção: Justin Lin
Elenco: Vin Diesel, Paul Walker, Dwayne Johnson, Jordana Brewster, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, Sung Kang, Gal Gadot, Ludacris, Luke Evans, Elsa Pataky, Gina Carano, Clara Paget
Roteiro: Gary Scott Thompson (personagens), Chris Morgan
Duração: 130 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆

Após anos de roubos qualificados, pegas, máquinas maravilhosas, carros alterados e uma premiação de 100 milhões de dólares, a equipe no Rio de Janeiro, Toretto e sua equipe resolvem se aposentar da vida de criminosos procurados e curtir uma vida mais caseira. Mia (Jordana Brewster) e Brian (Paul Walker) são casados e agora têm um filho, Gisele (Gal Gadot) e Han Lung (Sung Kang) curtem um relacionamento, Roman Pearce (Tyrese Gibson) é um típico malandro, Tej (Ludacris) pousa de Robin Hood e Dominic Toretto (Vin Diesel) passa o tempo com a policial Elena (Elsa Pataki), tentando esquecer Letty (Michelle Rodriguez). Tudo está de acordo com os planos, até o militar Luke Hobbs (Dwayne Johnson) aparecer com uma proposta para que Toretto e seu grupo o ajudem a capturar Owen Shaw (Luke Evans). Para convencê-lo, mostra que, trabalhando com Shaw, está Letty, que supostamente havia sido morta.

O começo do filme é ótimo. Quem é fã da série fica emocionado e impressionado com o pequeno flashback de todos os filmes antigos, mas, por mais triste que seja dizer isso, não vale a pena sentir tanta coisa. Esse começo dá, de fato, a esperança de que o filme será muito melhor do que ele realmente é.

Apoie o Cenas

Há problemas na construção de personagens, como no caso de Gisele, que nunca foi lá essas coisas, mas que dessa vez parece uma figurante que precisa preencher algum vazio, e nas interpretações, que deixam a desejar. Vin Diesel parece um robô inflado, sem a menor expressão e com as falas saindo de forma programada de sua boca e Dwayne Johnson passa a impressão de que que ele não está nem um pouco adaptado aquele ambiente e àquelas pessoas. Para completar, não faltam cenas sem o menor nexo – até para os mais mentirosos filmes de ação – e uma verdadeira e desnecessária apelação emocional.

O filme é fraco. Mesmo que tenha ainda algumas participações inspiradas de Ludacris e Tyrese Gibson, mantidos como respiro cômico para a ação. Eles já haviam se mostrado divertidos e até “bons” anteriormente, mas perto de tantas cenas e interpretações absurdas ganharam destaque no filme.

Comentário a mais: confesso que, embora maravilhada com as corridas e com os carros tunados e superpotentes, ao longo do filme me peguei pensando que estava assistindo uma colagem inferior e sem sentido de Batman, algum dos filmes da trilogia Bourne e Superman.

Um Grande Momento:
“Wrong team, bitch!”

Velozes-e-furiosos-6_poster

Links

IMDb [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JV48ZgoZkg0[/youtube]

Daniela Strieder

Advogada e ioguim, Daniela está sempre com a cabeça nas nuvens, criando e inventando histórias, mas não deixa de ter os pés na terra. Fã de cinema desde pequenina, tem um fraco por trilhas sonoras.
Botão Voltar ao topo