Cinema Centroamérica é o nome da mostra que ocupa a CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 14 a 26 de agosto de 2018. Com curadoria de Laura Bermúdez, 20 filmes, em sua maioria inéditos, traçarão um panorama da nova produção dos países da América Central Continental. A mostra traz produções de Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá e mistura ficção e documentário em curtas, médias e longas-metragens.

Ao falar da seleção, a curadora destacou que, com esses filmes, “nos afastamos completamente do exótico e nos aproximamos da única coisa que realmente une a Centroamérica ao Brasil: nossas histórias humanas”. Segundo ela, a Centroamérica é uma região quase invisível dentro do próprio continente. “Às vezes, parece que é um pedaço de terra incorpórea e imaginária, flutuando no vazio entre o sul e o norte. Mas a realidade é que nosso pequeno istmo permanece em constante estado de convulsão”, afirma.

No dia 21 de agosto, às 16h30, haverá uma sessão especial gratuita dos filmes La Parka (2013) e La Felicidade del Sonido (2016), seguidas do debate “A Imagem Centro-americana do Século XXI”, com a professora Maria Celina Ibazeta, da PUC Rio, e a curadora Laura Bermúdez, com mediação de Célia Freitas, montadora e idealizadora da mostra.

Além das exibições, a mostra promoverá, no dia 18 de agosto, às 14h, a masterclass “Um olhar para o cinema da América Central”, sobre a produção cinematográfica e os principais festivais na América Central com a cineasta e curadora da mostra. A masterclass tem entrada franca, com senhas distribuídas a partir das 13h.

Outras informações sobre a mostra podem ser acessadas na página de Facebook da Khora.

Medea, de Alexandra Latishev

Programação:

14 de agosto (terça)
17h La Felicidad del Sonido (2016), de Ana Andara, Panamá, 60 min, Livre
19h Distancia (2012), de Sergio Ramírez, Guatemala, 84 min, 18 anos

15 de agosto (quarta)
17h Berta Vive (2016), de Katia Lara, Honduras, 2016, 30 min + La Leona (2017), de Jessica Guifarro, Honduras, 14 min, Livre + Merlo (2016), de Samantha Hernández, Honduras, 12 min + Negra soy (2017), de Laura Bermúdez, Honduras, 12 min – 14 anos
19h Olancho (2017), de Chris Valdes e Ted Griswold, Honduras, 72 min, 18 anos + Irene(2013), de Alexandra Latishev, Costa Rica, 28 min, 16 anos

16 de agosto (quinta)
17h Ergonomía para Diana (2012), de Marcos Machado, Costa Rica, 52 min, Livre
19h Abrázame como antes (2016), de Jurgen Ureña, Costa Rica, 63 min, 16 anos

17 de agosto (sexta)
17h La yuma (2009), de Florence Jaugey, Nicarágua, 90 min, 16 anos
19h Marimbas del infierno (2010), de Julio Hernández, Guatemala/México/França,74 min, 18 anos

18 de agosto (sábado)
14h Masterclass: Um olhar para o cinema da América Central,com Laura Bermúdez
17h Medea (2017), de Alexandra Latishev, Costa Rica, 78 min, 16 anos
19h Los Ofendidos (2016), de Marcela Zamora, El Salvador, 85 min, 16 anos

19 de agosto (domingo)
15h Los tres reyes de Belice (2007), de Katia Paradis, Belice/Canadá, 88 min, Livre
17h Historias del canal (2014), de Pituka Ortega-Heilbron, Abner Benaim, Carolina Borrero, Luis Franco Brantley, Pinky Mon, Panamá, 106 min, 16 anos
19h Lubaraun (2014), de Martha Clarissa Hernández, Nicaragua, 65 min, 14 anos.

21 de agosto(terça)
16h El cuarto de los Huesos (2015), de Marcela Zamora, El Salvador, 52 min, 16 anos
17h30 La Parka (2013), de Gabriel Serra, Nicarágua, 29 min, 12 anos + La Felicidad del Sonido(2016), de Ana Andara, Panamá, 60 min, Livre + Debate A Imagem Centroamericana do Século XXI,com a Prof. Maria Celina Ibazeta, da PUC Rio, Laura Bermúdez, curadora e cineasta e mediação de Célia Freitas, montadora e idealizadora da mostra

22 de agosto (quarta)
17h Distancia (2012), de Sergio Ramírez, Guatemala, 84 min, 18 anos
19h Ergonomía para Diana (2012), de Marcos Machado, Costa Rica, 52 min, Livre

23 de agosto (quinta)
17h Los Ofendidos(2016), de Marcela Zamora, El Salvador, 85 min, 16 anos
19h Medea (2017), de Alexandra Latishev, Costa Rica, 78 min, 16 anos

24 de agosto (sexta)
17h Lubaraun (2014), de Martha Clarissa Hernández, Nicarágua, 65 min, 14 anos
19h Los tres reyes de Belice (2007), de Katia Paradis, Belice/Canadá, 88 min, livre

25 de agosto (sábado)
15h Abrázame como antes (2016), de Jurgen Ureña, Costa Rica, 63 min, 16 anos
17h La yuma (2009), deFlorence Jaugey, Nicarágua, 90 min, 16 anos
19h Historias del canal (2014), de Pituka Ortega-Heilbron, Abner Benaim, Carolina Borrero, Luis Franco Brantley, Pinky Mon, Panamá, 106 min, 16 anos

26 de agosto (domingo)
15h Berta Vive (2016), de Katia Lara, Honduras, 2016, 30 min + La Leona (2017), de Jessica Guifarro, Honduras, 14 min, Livre + Merlo(2016), de Samantha Hernández, Honduras, 12 min + Negra soy (2017), de Laura Bermúdez, Honduras, 12 min – 14 anos
17h Olancho (2017), de Chris Valdes e Ted Griswold, Honduras, 72 min, 18 anos
19h Ixcanul (2015), de Jayro Bustamante, Guatemala/França, 93 min, 14 anos

SERVIÇO
Mostra Cinema Centroamérica
Local:CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 (Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô e VLT: Estação Carioca)
Data:de 14 a 26 de agosto de 2018 (terça-feira a domingo)
Horários:Consultar programação
Ingressos: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Capacidade:78 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Realização: Khora Produção e Comunicação
Patrocínio:CAIXA e Governo Federal