Série em Cenas

Brooklyn Nine-Nine

(Brooklyn Nine-Nine, EUA, 2013)
  • Gênero: Comédia
  • Criador: Dan Goor, Michael Schur
  • Canal: FOX, NBC
  • Elenco: Andy Samberg, Stephanie Beatriz, Terry Crews, Melissa Fumero, Joe Lo Truglio, Andre Braugher, Dirk Blocker, Joel McKinnon Miller, Chelsea Peretti
  • Temporadas: 8
  • Duração: 22 minutos

É cada vez mais sabido que ambientes de trabalho com diversidade de pessoas é mais produtivo, engajado e motivado. Em lugares que promovem a pluralidade, nota-se um aumento na criatividade organizacional, da inovação e principalmente, uma redução de conflitos que não apenas atrai, mas retém talentos. À sua maneira, Brooklyn Nine-Nine, uma das séries de comédia mais queridas na Netflix, mostra tudo isso com muito riso e crítica inteligente.

Na delegacia de polícia 99 do bairro Brooklyn de Nova Iorque uma equipe de detetives começam a ser chefiados por um novo capitão, Raymond Holt (Andre Braugher), um cara muito sério mas que logo ganha o time. Além dos desafios comuns da profissão de combate ao crime, as personalidades dos personagens e suas histórias é o que dá toda a moral da coisa toda.

Dentre os liderados de maior sucesso (no campo e no gosto popular), Jake Peralta (Andy Samberg), desorganizado e imaturo, compete pelo número de casos mais solucionados com a nerd e implacável Amy Santiago (Malissa Fumaro). Outra parceria maravilhosa é o tímido Charles Boyle (Joe Lo Truglio) com a explosiva Rosa Diaz (Stephanie Beatriz). Outros heróis de nosso na unidade com certeza são o sargento gigante e doce Terry Jeffords (Terry Crews) e a administradora rainha do sarcasmo Gina Linetti (Chelsea Peretti).

Dos mesmos criadores de Parks And Recreations que está presente em vários elementos ocultos, o formato também segue a câmera única e a gravação ocorre de duas formas: a primeira do jeito ensaiado bonitinho, na segunda o improviso come solto. O resultado é uma edição maluca e muito divertida. Outras séries aparecem e se cruzam, é muito legal prestar atenção nisso.

Não é apenas o ambiente da unidade Brooklyn Nine-Nine que garante o sucesso no combate ao crime, e nesses anos todos de muitas gargalhadas e fãs de todas as idades, mas a liderança do capitão Holt, que consegue tirar o melhor de cada um de seu time, respeitando particularidades e garantindo um ambiente seguro de troca. Apesar dos conflitos (e na série é o que dá a graça) é o estilo de liderança e a confiança que todos tem uns nos outros que permite que tudo dê sempre certo.

Uma série para maratonar, ver de novo, pinçar os episódios preferidos para ver toda hora e para curtir com qualquer pessoa ou desacompanhado. Para rir, chorar e curtir, mas principalmente, para aprender muito mais sobre um bom ambiente de trabalho e de espírito de equipe e pertença que muito treinamento suspeito por aí.

Melhor episódio
T04E10 – Capitão Letônia

Curte nossa coluna de séries? Apoie o Cenas!

Soraya Lopes

Gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo