Top, top, top uh!

Documentários para ver no Telecine

Saber mais sobre uma personalidade. Conhecer os fatos sobre algo ou alguma história. Descobrir lugares, atividades e situações. Para isso, não há nada melhor do que documentários, e nesse período de quarentena, com uma oferta cada vez maior de títulos do gênero, é difícil saber onde encontrar e o que ver.

Assim, o Cenas de Cinema preparou uma lista com os documentários que estão bombando no streaming do Telecine e algumas outras pérolas escondidas no cardápio. Para facilitar, a lista está organizada por temas.

Para acessar os filmes, basta clicar nos links:

Documentários: Varda por Agnès
Varda por Agnès, de Agnès Varda e Didier Rouget

CINEMA

Bacurau no Mapa (BRA, 2020), de Kleber Mendonça Filho

Bergman – 100 Anos (Bergman: Ett År – Ett Liv, NOR/SWE, 2018), de Jane Magnusson

Lumière! A Aventura Começa (Lumière, FRA, 2017), de Thierry Frémaux

Quentin Tarantino: Os Oito Primeiros (Qt8: The First Eight, EUA, 2019), de Tara Wood

Varda por Agnès (Varda par Agnès, FRA, 2019), de Agnès Varda e Didier Rouget

Documentários: Maria Callas em suas Próprias Palavras
Marias Callas: Em Suas Próprias Palavras, de Tom Volf

MÚSICA

A Um Passo do Estrelato (Twenty Feet from Stardom, EUA, 2013), de Morgan Neville

Kurt Cobain: Montage of Heck (Cobain: Montage of Heck, EUA, 2015), de Brett Morgen

Liam Gallagher: As It Was (Liam: As It Was, GBR, 2019), de Gavin Fitzgerald e Charlie Lightening

Maria Callas – Em Suas Próprias Palavras (Maria by Callas, FRA, 2017), de Tom Volf

O Último Concerto de Rock (The Last Waltz, EUA, 1978), de Martin Scorsese

Whitney Huston: Para Sempre (Always Whitney Huston, EUA, 2012), de Thomas Gibson

Documentários: RBG
A Juíza, de Julie Cohen e Betsy West

FEMINISMO

Indianara (BRA, 2019), de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa

O Corpo É Nosso! (BRA, 2019), de Theresa Jessouroun

A Juíza (RBG, EUA, 2018), de Julie Cohen e Betsy West

Mulheres Em Hollywood: É Hora Da Mudança (This Changes Everything, EUA, 2018), de Tom Donahue

Marcha Das Mulheres: Agora É Pessoal (This Is Personal, EUA, 2019), de Amy Berg

Alexander McQueen, de Ian Bonhôte e Peter Ettedgui

FOTOGRAFIA, MODA E DANÇA

Alexander McQueen (McQueen, GBR, 2018), de Ian Bonhôte e Peter Ettedgui

Pina (ALE/EUA/FRA/GBR, 2011), de Wim Wenders

Nu (Nude, EUA, 2017), de Tony Sacco

Mais Que Mel, de Markus Imhoof

MEIO AMBIENTE, CIÊNCIA E SOCIEDADE

Apollo 11 (EUA, 2019), de Todd Douglas Miller

Longe da Árvore (Far from the Tree, EUA, 2017), de Rachel Dretzin e Jamila Ephron

Sequestro (BRA, 2007), de Wolney Atalla

Mais Que Mel (More Than Honey, ALE/SUI/AUT, 2012), de Markus Imhoof

Lixo Extraordinário (Waste Land, BRA, 2009), de Lucy Walker, Karen Harley e João Jardim

Meninas (BRA, 2005), de Sandra Werneck

ESPORTES

Procurando a Liberdade (The Search for Freedom, CAN, 2015), de Jon Long

Irmãos no Futebol: A História dos Dois Corinthians (Brothers In Football, GBR, 2018), de Chris Watney

Ronaldo (ESP/GBR, 2015), de Antony Wonk

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Botão Voltar ao topo