Série em Cenas

DuckTales – Os Caçadores de Aventuras

(DuckTales,EUA, 1987-1990)
Animação
Criador: Jymn Magon
Temporada: 1-4
Elenco:
Duração média: 23 min.
CanalDisney Channel
Onde ver: Disney+

Uma família atípica (sobrinhos cuidados por tio avô superico, a pedido de um tio que foi ser marinheiro, que se safa de todo e qualquer conflito a partir de seus privilégios, ou frutos deles, e que se mete em constantes conflitos para acumular mais fortuna: DuckTales – Os Caçadores de Aventuras é a série de animação que ajudou a formar o caráter de toda criança dos anos 1990 e 2000 e está disponível na Disney+ para os saudosos.

Assim que Pato Donald se alistou na marinha, pediu ao seu tio Tio Patinhas para ficar responsável pelos sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luizinho e os três foram morar com ele. Apesar da relação no começo dar pinta de complicada, logo o carisma e a inteligência dos meninos conquistaram o coração do solitário, avarento e cheio de manias Patinhas.

DuckTales - Os Caçadores de Aventuras

A cada episódio uma aventura para ou proteger a fortuna (ou a moedinha número um da sorte) de vilões como Maga Patalójika, Irmãos Metralha e Bafo de Onça ou para deixar o Tio Patinhas ainda mais rico, com amigos (que na verdade são tipo funcionários) que trazem suporte para todo tipo de confusão e bagunça que podem conseguir se meter pela ganância.

Esses amigos, ou os personagens do bem, trazem elementos simbólicos voltados a coragem, lealdade, inteligência e doçura, que sempre nos ligaram a valores morais e nos remetem a quase um motivador e corroborador do sucesso. Capitão Boing, Professor Pardal, Leopoldo, Madame Patilda e Patrícia são os companheiros que todos gostariam de ter por perto, e que DuckTales nos colocou para sempre em um imaginário bastante forte. 

O contexto fim de Guerra Fria quando foi criado não permite cravar que em muitos momentos a abordagem chega a ser uma crítica ao capitalismo, mas ironicamente até parece ser. O paradoxo vivido pela constante busca de acúmulo de capital e a não possibilidade de desfrutar do que ele pode oferecer (apesar do poder de influência já trazer bastante frutos) na figura do Tio Patinhas que é um pão duro sem limites, e a forma como ele lida com o mundo e as pessoas é um retrato disso. Aliás, boa parte da graça está nisso ou nas falhas dos vilões que não são lá muito espertos.

DuckTales – Os Caçadores de Aventuras não é apenas um desenho que passava na TV ou que está agora disponível nos streamings, não é apenas um monte de pato em um ritmo frenético com fundo musical chiclete, é muito mais: é a tradução de como crescemos entendendo o que é a relação com o capital e com empregados.

O Melhor Episódio
T04E10: Guerra

Ver “DuckTales – Os Caçadores de Aventuras” no Disney+

Soraya Lopes

Gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo