Série em Cenas

Friends Reunion

Lembranças, risadas e lencinho

(Friends: The Reunion, EUA, 2021)

Um enorme, gigante e delicioso agrado aos fãs da série mais popular de todos os tempos. Isso é Friends Reunion, especial que marca o lançamento da plataforma de streaming HBO Max no Brasil, América Latina e Caribe. O show, uma mistura de documentário e programa de auditório, reúne Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry, David Schwimmer para reviver os dez anos de histórias do sexteto Rachel, Monica, Phoebe, Joey, Chandler e Ross no apartamento 2C. Desde que o último episódio de Friends, ganhadora do BAFTA, SAG e de vários Emmy foi ao ar, já se passaram 17 anos e é a primeira vez que o elenco se reúne para falar sobre ela.

Foram 236 episódios, exibidos em 220 países, traduzidos em mais de 18 idiomas e que foram assistidos mais de 100 bilhões de vezes em todas as plataformas de streaming. A legião de fãs é enorme e a presença da série na vida das pessoas, até na daquelas que não a acompanhavam frequentemente, é inegável. Friends Reunion tem a intenção clara de retomar essa ligação que o programa despertou. O começo, como não poderia deixar de ser, é com o fim da série e, em seguida, vemos os atores voltando ao local onde passaram tanto tempo. “OK. Cadê o lencinho de papel?”, pergunta Aniston assim que entra no estúdio. E é uma pergunta pertinente, porque só de vê-los andando pelo lugar, uma emoção vai tomando conta daqueles que assistem a esse primeiro contato deles com o passado.

Friends Reunion Special

Com a intenção de manter um equilíbrio no especial, ele não segue um formato único, acompanha os atores em contato com o espaço onde atuavam durante as filmagens, os acompanha na leitura do roteiro de alguns episódios e usa de outros artifícios. Quando está com os intérpretes, encontra modos divertidos de relembrar os episódios, de maneira natural, seguindo suas memórias, só com a interação entre eles e o ambiente, ou as impulsionando com brincadeiras, como a recriação do quiz que resultou na troca dos apartamentos e que justifica a participação de alguns convidados. 

Entrevistas também são uma parte importante de Friends Reunion, com os criadores do show, David Crane e Marta Kauffman; alguns atores que passaram pelo programa; fãs famosos — incluindo a ganhadora do Nobel da paz, Malala Yousafzai — e pessoas que tiveram sua vida modificada pelo show. Os fãs podem conhecer o que inspirou a série, saber de onde surgiram os personagens e rir com a descoberta do elenco, que ganha uma atenção especial, com alguns detalhes sobre as audições e confusões com contratos. Histórias que marcaram as gravações e sobre o inesperado sucesso também estão presentes. O público também pode se sentir representado por aqueles que relatam como se encontraram assistindo à série.

Friends Reunion Special

Cada lembrança, leitura ou depoimento é motivo para que momentos icônicos retornem à tela e emocionem e façam rir aqueles que por tanto tempo acompanharam aqueles seis personagens, e até mesmo aqueles que não tiveram uma ligação tão grande assim. Porque, por mais que se questione ou não se tenha afinidade com o formato sitcom, é inegável a força de Friends na história e isso é algo que o especial deixa bem claro.

Para ligar todas as linhas, Friends Reunion cria um programa com público apresentado por James Corden. Ali, os seis atores são entrevistados, falam sobre suas experiência, interagem com algumas pessoas do público, assistem a um desfile de figurinos marcantes e, de certa forma, se despedem de forma mais definitiva da série, como se estar fora do estúdio realmente os distanciasse do que os levou até ali. E há uma consciência muito clara do fim, aquela que já está clara há 17 anos, mas agora assume esse tom saudosista gostoso. Assumidamente feito de fãs e para fãs, cada um dos momentos lembrados vai trazer um monte de outros à mente e junto com eles uma vontade grande de assistir à série mais uma vez.

Um grande momento
Um bicho no cabelo

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Botão Voltar ao topo