Série em Cenas

Killing Eve

( Killing Eve, EUA, Reino Unido e Itália, 2018-)
Drama, Crime
Criador: Phoebe Waller-Bridge
Temporada: 3-
Elenco: Jodie Comer, Sandra Oh, Fiona Shaw
Duração média: 42 min.
CanalAMC
Onde ver: Globoplay

A obsessão é a suposta apresentação do demônio ao espírito, agora imagine que este demônio é uma se apresenta como uma mulher linda, poliglota, com lindos sotaques, que tem toda a magia da conquista e do charme, bom gosto e requinte, e é uma assassina psicopata sem limites. Killing Eve, disponível na GloboPlay, traz à curiosidade e torcida a relação da obsessão com a psicopatia em figuras belas de fácil fantasia.

Após vários assassinatos de pessoas ricas e importantes do cenário político e econômico de diferentes países, foi criada uma divisão especial do MI6 (serviço de inteligência britânica) para investigar e prender não apenas a assassina suspeita mas a organização por trás destes crimes. Com o humor típico inglês com toque vanguardista de roteiristas como a aclamada Phoebe Waller-Bridge e Emerald Fennell a série brinca com emoções e temas usando espionagem e traições como pano de fundo e duas protagonistas que tiveram a sorte de serem vividas por atrizes especiais. É por isso que é este sucesso tão grande!

Eve Polastri (Sandra Oh) é uma agente especial que se especializou em assassinas, suas metodologias e possíveis respostas motivadoras encontradas na psicologia, responsável por investigar a suspeita por assassinatos na divisão especial. Ao longo dos episódios, Eve começa a parecer mais concentrada em conhecer mais intimamente a personagem-chave de sua investigação que realmente concluir o caso. Sua perturbação nessa relação obsessiva a coloca em várias situações delicadas que são ainda mais problematizadas porque são misturadas com coisas ligadas à rede criminosa internacional com russos e tudo o mais.

A assassina é Villanelle (Jodie Comer), típica psicopata, com comportamentos antissociais e amorais, sem sinais de remorso, egocentrismo gigante e zero capacidade de amar ou se relacionar, mas com grande inteligência, carisma e poder de sedução. Paga pela organização intitulada 12 para matar, satisfaz sua sede por sangue e sua vida de gostos caros vendo “a alma se tornando bem pequena” quando a morte chega nos olhos de suas vítimas. Após desenvolver uma certa paixão por Eve, deixa recados para ela em suas cenas de crime, o que torna ainda mais intrigante e sedutor o roteiro shippante.

Série Killing Eve

Atribuir obsessão, que em vários momentos pode-se se questionar se não virou atração, de uma agente pesquisadora de assassinas perversas a uma psicopata assassina fria e perigosa que está ligada a uma rede que pode envolver qualquer pessoa, seja parceiro de investigação, seja pessoa importante do poder; parece não ser apenas uma ideia maravilhosa para mexer com nossas vontades, torcidas e suspeitas, mas sobretudo, uma nova forma de se fazer as coisas que veio para consolidar definitivamente carreiras como de Phoebe Waller-Bridge, Jodie Comer, Sandra Oh e Fiona Shaw.

Deixe este demônio se apresentar ao seu espírito na pele de um anjo torpe e sedutor que vai mostrar muito sangue e violência e nada de compaixão, enquanto persegue e se esconde da mulher que a busca incansavelmente sem poder confiar em mais ninguém, talvez nem nela mesma.  

O Melhor Episódio
T010E8 – Deus, Eu Estou Cansada…

Ver “Killing Eve” na Globoplay

Série em Cenas

Soraya Lopes

Gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo