Crítica | FestivalCrítica | Outras metragensFestival de Brasília

Maridos, Amantes e Pisantes

(Maridos, Amantes e Pisantes, BRA, 2008)

Comédia

Direção: Angelo Defanti

Elenco: Augusto Madeira, Paula Braun, Mateus Solano

Roteiro: Luís Fernando Veríssimo (contos), Angelo Defanti

Duração: 12 min.

Minha nota: 7/10

Continuando a exibição dos curtas de 16mm chegamos à primeira comédia do Festival de Brasília. Maridos, Amantes e Pisantes é inspirado em dois contos do escritor Luís Fernando Veríssimo.

Um quarto. Um marido, um amante, um armário. Dois pisantes. Ah, e uma esposa… e uma equipe de filmagem.

Filmar o escritor é sempre bom e garante boas risadas, tanto nas gravações, como na versão final, quando diverte os espectadores. Principalmente se os atores souberem se comportar bem com textos cômicos.

É bem o caso do filme, mas é justo dizer que Mateus Solano se destaca mais do que os parceiros de cena.

Um daqueles filmes leves e rápidos que cumprem bem o que prometem.

Um Grande Momento

Dá para viver.


Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Festival de Brasília: Direção 16mm

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Na verdade, Marcus é de curtas, médias e longas. A correria está tão grande que só pude responder os comentários hoje. Imagina só…
    Eu não tenho essa informação não, mas vejo que a produção do sul é bem grande. Acho que todo Brasil produz muito, mas poucos podem ser conferidos.

    Ele é demais, né Robson? Também adoro!

    Beijocas

  2. Massa hein, festival de curtas. A título de curiosidade (se é que ainda confere essa informação, claro) o estado que mais produz curtas é o RS. Porém, só em PoA ou cidades como Caxias, Pelotas ou Santa Maria pra achar alguma coisa sobre, infelizmente. Aqui no interior nem filme vem direito, quem dirá festivais, hehe.

    Beijos!!!

Botão Voltar ao topo