Crítica | Streaming

Navigator – Uma Odisséia no Tempo

(The Navigator: A Medieval Odyssey, AUS/NZL, 1988)

Fantasia

Direção: Vincent Ward

Elenco: Hamish McFarlane, Bruce Lyons, Chris Haywood, Marshall Napier, Noel Appleby, Paul Livingstone, Sarah Peirse

Roteiro: Geoff Chapple, Kely Lyons, Vincent Ward

Duração: 90 min.

Nota: 8/10

Na primeira vez que vi Navigator eu ainda era adolescente e fiquei encantada com tudo. A narrativa, o uso das cores e a história em si fizeram com que este fosse um dos meus filmes inesquecíveis.

Depois de muitos anos, peguei o dvd e acabei de assistí-lo.

Na idade média, quando metade do mundo era assolada pela peste negra, uma aldeia da Cúmbria tenta arrumar um meio de não ser infectada. Uma criança, que tem sonhos premonitórios, parte em expedição com seu irmão e outros companheiros. Eles acreditam que somente uma oferenda a Deus seria capaz de poupa-los da doença.

O filme continua bom como quando o vi pela primeira vez. A viagem constante entre a realidade e o sonho é, sem dúvida, o seu ponto forte.

A trilha sonora, que talvez atrapalhe um pouco por ser repetitiva, tem um papel fundamental para os espectadores nas idas e vindas constantes do roteiro.

O menino Hamish McFarlane é muito bom e convence bastante. As locações, todas na Nova Zelândia, também são muito interessantes e muito bem aproveitadas por Geoffrey Simpson.

Fantasia pura. Para mim, um clássico que deveria ser conhecido por todos.

Um Grande Momento

A descoberta de Griffin.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Cannes: Palma de Ouro

Links

Trailer

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

2 Comentários

  1. FAZIA MUITO TEMPO QUE QUERIA ASSISTIR ESTA OBRA , E REALMENTE É MUITO BOM ESTE FILME.

  2. Obrigado, Cecília. Estava procurando este filme, não lembrava o nome. Vi quando era pequeno e ele estava guardado em minha memória, mas só alguns flashes. Agora vou poder rever!

Botão Voltar ao topo