Crítica | Streaming

Os Infiltrados

(The Departed, EUA, 2006)

Policial

Direção: Martin Scorsese

Elenco: Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson, Mark Wahlberg, Martin Sheen, Rain Winstone, Vera Farmiga, Alec Baldwin

Roteiro: William Monahan, Siu Fai Mak e Felix Chong

Duração: 151 min.

A história desta produção começa em 2002, em um outro país, com o lançamento do excelente Conflitos Internos, da dupla Andrew Lau e Alan Mak. Em apenas quatro anos (três se considerarmos as duas continuações), Martin Scorsese mergulhasse no material, transformasse o universo onde a história se desenvolve e construísse mais uma de suas fábulas sobre a máfia, aqui infiltrada na polícia, esta infiltrada na máfia.

Em Os Infiltrados estão todas as marcas registradas do diretor. A música pontuando as cenas, a apresentação em off, o vermelho e a violência que vem com ele, a montagem frenética e a atenção redrobada aos personagens. E um deles acaba sendo o ponto para onde todos convergem: Frank Costello. Jack Nicholson dá vida ao chefão que introduz a história mas não se revela de cara. Ele vai determinando o ambiente, o tom do longas e como se darão as conexões.

Nos papéis trocados estão Leonardo DiCaprio (em sua terceira participação com Scorsese depois de Gangues de Nova York e O Aviador) e Matt Damon. Embora todos estejam muito bem, e aqui podemos incluir o elenco de apoio com Ray Winstone, Vera Farmiga e Mark Wahlberg, é DiCaprio quem se destaca ao assumir bem o conflito, a depressão e solidão de seu personagem.

O filme segue o ritmo acelerado com muitos ângulos, movimentos e cortes inesperados, que dão a sensação de urgência a muitas das passagens. Aqueles que seriam os momentos de pausa vêm recheados de sarcasmo e ironia em diálogos tão frenéticos quanto a ação em si. O suspense se constrói em cima das sensações despertadas, já que o espectador sabe tudo o que está acontecendo. A ansiedade está posta e é difícil não se ver contagiado por ela.

São 151 minutos de tensão, mas é um tempo que não se nota. Se você é daquele tipo que odeia filme violentos e os evita a todo custo, deixe essa restrição de lado, porque o filme vale. 

Um Grande Momento
Suco de Cranberries

Oscar-logo2Oscar 2007
Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição (Thelma Schoonmaker)

Prêmios e indicações (as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Filme, Direção, Edição (Thelma Schoonmaker), Roteiro Adaptado, Ator Coadjuvante (Mark Wahlberg)

BAFTA: Filme, Direção, Edição, Roteiro Adaptado, Ator (Leonardo DiCaprio), Ator Coadjuvante (Jack Nicholson)

Globo de Ouro: Direção, Filme de Drama, Roteiro Adaptado, Ator de Drama (Leonardo DiCaprio), Ator Coadjuvante (Mark Wahlberg e Jack Nicholson)

MTV Movie Awards: Vilão (Jack Nicholson)

Links

Site Oficial

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Botão Voltar ao topo