Crítica | Streaming

Pagando Bem, Que Mal Tem?

(Zach and Miri Make a Porn, EUA, 2008)

Comédia

Direção
: Kevin Smith

Elenco: Seth Rogen, Elizabeth Banks, Craig Robinson, Jason Mewes, Jeff Anderson, Traci Lords, Katie Morgan, Ricky Mabe, Tisha Campbell-Martin, Brandon Routh, Justin Long

Roteiro: Kevin Smith

Duração: 101 min.

Minha nota: 6/10

O que fazer quando não se tem dinheiro para mais nada, o aluguel está atrasado, a água está cortada, a luz também e você precisa usar um latão de óleo para se aquecer dentro do próprio apartamento?

Os amigos Zach e Miriam decidiram resolver o problema fazendo um filme pornô. Depois de selecionar um produtor, um fotógrafo, o elenco, os cenários e o figurino eles começaram a colocar seu plano em prática.

Um filme que brinca com a indústria do cinema pornográfico tinha tudo para funcionar, principalmente se foi dirigido por Kevin Smith, mas “Pagando Bem, Que Mal Tem?” acaba se perdendo em si mesmo ao tentar transformar o que daria uma ótima comédia em um tipo de comédia romântica.

Algumas falas são hilárias, o fofo com vozeirão Seth Rogen está engraçado como sempre e torna o filme mais suportável para aqueles que não gostam de comédias do gênero. Além disso, as participações muito especiais de Tisha Campbell-Martin (“My Wife and Kids”) como a esposa do produtor e de Justin Long (“Ele Não Está Tão a Fim de Você”) como um homossexual são impagáveis e, sem dúvida, merecem ser vistas.

É fácil ver que o filme é um exemplar de Smith, pois tem muita coisa com a cara do cultuado diretor nerd e que são engraçadas só por serem referenciadas. Os dois loosers que se conhecem há um tempão, a participação de Jason Mewers (o eterno Jay) e uma citação mais do que esperada ao clássico dos nerds Guerra nas Estrelas são alguns exemplos

Outro ponto positivo é a química entre Seth Rogen e Elizabeth Banks e a trilha sonora também é ótima, mas o apelo à escatologia e algumas cenas exageradas demais tornam o filme muito irregular e cansa os espectadores.

Parece que, em alguns momentos, Smith é meio displicente com o tempo e não consegue manter seus atores depois que o filme passa da metade. Algumas coisas parecem forçadas demais e outras estão bem deslocadas na trama.

Um daqueles filmes que é muito melhor a gente assistir sem esperar grandes coisas. Dá para passar o tempo e dar algumas boas risadas.

Um Grande Momento

Zach e Miri se olham fixamente ao som de Pixie.

Links

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

4 Comentários

  1. gostaria da saber se alguem sabe o nome da musica que toca no filme pagando bem que mal tem quando os dois chega na festa do colegio a primeira musica que toca se alguem me enviar ficarei muito agradecido

  2. Ainda não vi o filme apesar de ter curiosidade, fiquei mais curiosa ainda.
    Agora o que não cansa de me surpreender é a criatividade dos tradutores de título brasileiros: Pagando bem, que mal tem? hehe.

  3. Gosto dos filmes de Kevin Smith e e dos papeís de Seth Rogen, além disso este filme ainda tem bons coadjuvantes com Justin Long.

    Bjos

  4. Pretendo ver esse filme mais por causa do Kevin Smith, que para mim sempre foi um diretor um pouco subestimado – inclusive nos seus trabalhos mais recentes.

Botão Voltar ao topo