Série em Cenas

Pose

Para celebrar o amor, o poder e felicidade de sermos nós mesmos

(Pose, EUA, 2018)
  • Gênero: Drama
  • Criador: Steven Canals, Brad Falchuk, Ryan Murphy
  • Elenco: Mj Rodriguez, Dominique Jackson, Indya Moore
  • Duração: 60 minutos

Há épocas do ano ( e da vida) que o que mais queremos é estarmos juntos dos nossos, seja celebrando, seja apoiando nas horas difíceis ou apenas para reforçar o sentimento gostoso de amar e acolher. Pose, disponível na Netflix, traduz exatamente o significado mágico de família: agrupamento humano ligado por laços realmente afetivos.

A série conta os bastidores dos bailes LGBTQI+ que ascenderam no final da década de 80 na Nova Iorque badalada que se apresenta como palco da cultura ballroom, o surgimento do yuppie e a verdade sobre a dura exclusão social de latinos, pretos e homossexuais. Como pano de fundo o fantasma do HIV que ainda era visto como um vírus que assombrava essa pequena parcela da sociedade.

Pose

Estética, representatividade e glamour

Além da bela estética, típica de Ryan Murphy, e do roteiro que emociona, os personagens nos permitem acessar sentimentos diferentes com relação a variados contextos da dura vida de quem não se enquadra no modelo heteronormativo e branco. Blanca (Mj Rodriguez) aparece como a mãe forte, grata e acolhedora. Já Elektra (Dominique Jackson) é a sofisticada e luxuosa mulher que tem muita lição para aprender e ensinar.

Pose, em meio aos bailes, à cultura nova de representatividade e glamour, apresenta o drama dos jovens expulsos de casa por serem o que são e não se enquadrarem exatamente nos sonhos e desejos de suas famílias biológicas. E a partir disso, o surgimento das Casas, onde o drama dá espaço ao acolhimento e apoio para construção de uma vida e um futuro mais dignos e felizes.

Pose

Onde é o nosso lar?

E afinal de contas, o que realmente quer dizer lar ou família? No fundo não seria onde nos sentimos verdadeiramente à vontade conosco mesmos e com os demais? Onde podemos contar com orientações, afeto, cuidados e, principalmente, amor? É isso, minha gente, não importa quem, quantos ou local. No final, família é quem está com a gente independentemente de quem somos, de quem queremos ser e da distância que eventualmente estejamos. Família é quem tem amor suficiente e quem olha nos nossos olhos e nos reconhece.

Para celebrar o amor, o poder e a felicidade de sermos nós mesmos e o verdadeiro sentido de certas épocas do ano! Abrace essas mães e filhos, suas histórias e aprenda com todo o contexto envolvido por trás desta série que merece, não apenas o reconhecimento de sua relevância social e estética, mas principalmente pelo real entendimento do que é família.

O melhor episódio

T010E6 – O amor é o caminho

Série em Cenas

.

Soraya Lopes

Gerente de projeto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo