(The Christmas Chronicles, EUA, 2018)
Aventura
Direção: Clay Kaytis
Elenco: Oliver Hudson, Kimberly Williams-Paisley, , Judah Lewis, Darby Camp, Kurt Russell, Vella Lovell, Jameson Kraemer, Martin Roach, Lamorne Morris, Goldie Hawn
Roteiro: David Guggenheim, Matt Lieberman
Duração: 104 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆

Quanto mais nos aproximamos do Natal, mais produtos temáticos temos à nossa disposição. São comidas tradicionais da época, decorações grandiosas ou simples, músicas, livros, especiais de televisão e, também, filmes. O número de produções audiovisuais vem aumentando a cada novo ano e é difícil achar alguma coisa original.

Crônicas de Natal, especial produzido pela Netflix e disponível no canal de streaming desde o mês passado, não é diferente, traz tudo aquilo que já vimos em tantos filmes, mas tem um charme especial, que faz com que o tempo diante da TV seja bem divertido.

Sem se arriscar muito, o longa vai buscar em outras histórias de sucesso caminhos para desenvolver a sua trama: o embate entre alguém que acredita e alguém que não acredita; a pessoa que precisa ser modificada pela magia do Natal; adultos que voltam a se lembrar da infância; a ansiedade no tempo da entrega dos presentes; a fábrica de duendes, e por aí vai.

Crônicas de Natal acompanha a noite de véspera de Natal de dois irmãos que estão sozinhos em casa. Ela, a caçula, é daquelas crianças que vivem a festividade intensamente, ele, um adolescente problema que prefere qualquer coisa a ficar em casa. Depois de suspeitarem ter visto o Papai Noel em um vídeo antigo, deixado pelo falecido pai, os dois acabam se unindo para tentar filmá-lo novamente. Esse é só o começo da noite.

Se tudo é familiar e a trama já dá, de cara, sinais de onde vai chegar, a abordagem encontra um outro sentimento. Tanto pelo carisma dos personagens como pelo ritmo acelerado, o fluir da história, que está dentro daquele padrão de filme família da Sessão da Tarde, é cativante. Muito também, graças ao inusitado Papai Noel de Kurt Russell, que conseguiu realizar uma das cenas mais divertidas da recente produção natalina.

Depois de anos trabalhando para a Diney/Pixar, este é o primeiro live action do animador Clay Kaytis (Angry Birds: O Filme), mas ainda com interferências de computação gráfica. O modo como o diretor explora a história é interessante, principalmente por trazer a algo tão batido a atualização e a conformidade com as novas produções acolhidas pela audiência adolescente. É um filme que, definitivamente, sabe como agradar seu público.

Mas é mais amplo do que isso. Mesmo que atento aos anseios dessa juventude de tempo urgente e atenção volátil, Crônicas de Natal consegue integrar tanto o público juvenil quanto o infantil e, mais, agradar aos mais velhos com referências pontuais e insinuações muito específicas. Ou seja, um filme para toda a família e, assim, um belo exemplar de filmes de Natal.

Um Grande Momento:
Papai Noel na prisão.

Links

No IMDb