Notícias

É Tudo Verdade anuncia 2ª Fase

“Será um festival mais belo e mais intenso, aproveitando o ambiente virtual ao máximo”, definiu Amir Labaki, diretor-fundador do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários. Ele apresentou hoje (9) o programa da segunda fase do ETV de 2020. De 23 de setembro a 4 de outubro, estarão à disposição de todo o Brasil, gratuitamente, mais de 60 filmes, entre longas e curtas-metragens.

Também surpreendido pela pandemia da Covid-19, o É Tudo Verdade fez uma primeira fase do festival na data prevista anteriormente e marcou a segunda para o fim de setembro, mas teve que se reinventar novamente e continuar no ambiente virtual. “Circunstâncias emergenciais exigem soluções excepcionais. A pandemia inviabilizou nossa 25ª edição em salas, mas vamos celebrar esta marca histórica com uma segunda etapa também digital, reafirmando em sintonia com nossos patrocinadores e parceiros a tradição de excelência de nossa seleção”, explicou Labaki.

A Cordilheira dos Sonhos, de Patricio Guzmán

O diretor do ETV também falou sobre a retomada da Conferência Internacional do Documentário, em sua 17ª edição, tendo como parceiro o Itaú Cultural, e lembrou que as produções premiadas pelos júris nas competições brasileiras e internacionais de longas/médias-metragens e de curtas-metragens estarão automaticamente classificadas para as pré-listas do Oscar do ano que vem.

A abertura do evento contará com uma exibição especial, no Drive-in Belas Artes. O filmes escolhido é A Cordilheira dos Sonhos, dirigido por Patricio Guzmán.

25º É Tudo Verdade: Libelu: Abaixo a Ditadura
Libelu – Abaixo a Ditadura, de Diógenes Muniz

Confira os filmes em copetição

LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS BRASILEIROS
Exibidos em sessões diárias às 21h no site do É Tudo Verdade com debates no dia seguinte com os diretores às 17h.

Atravessa a Vida, de João Jardim. Brasil, 82′
Boa Noite, de Clarice Saliby. Brasil, 73′
Fico te Devendo uma Carta sobre o Brasil, de Carol Benjamin. Brasil, 88′
Jair Rodrigues – Deixa que Digam, de Rubens Rewald. Brasil, 96′
Libelu – Abaixo a Ditadura, de Diógenes Muniz. Brasil, 95′
Meu Querido Supermercado, de Tali Yankelevich. Brasil, 80′
Não Nasci para Deixar meus Olhos Perderem Tempo, de Claudio Moraes. Brasil, 72′
Os Quatro Paralamas, de Roberto Berliner, Paschoal Samora. Brasil, 99′
A Ponte de Bambu, de Marcelo Machado. Brasil, 77′
Segredos do Putumayo, de Aurélio Michiles. Brasil, 83′

25º É Tudo Verdade: Ficção Privada
Ficção Privada, de Andrés Di Tella

FILMES EM COMPETIÇÃO
LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS INTERNACIONAIS

Exibidos em sessões diárias às 18h.

1982, de Lucas Gallo. Argentina, 91′
Cidade dos Sonhos (City Dream – Cheng Shi Meng), de Weijun Chen, China, 102′
Colectiv (Collective), de Alexander Nanau. Romênia/Luxemburgo, 109′
O Espião (The Mole Agent), de Maite Alberdi. Chile/EUA/Alemanha/ Holanda/Espanha, 90′
Ficção Privada (Private Fiction – Ficción Privada), de Andrés Di Tella. Argentina, 85′
Forman vs. Forman (Forman vs. Forman), de Helena Trestíková e Jakub Hejna. República Tcheca/ França, 78′
Golpe 53 (Coup 53), de Taghi Amirani. Reino Unido/ Irã/ EUA, 119′
Influência (Influence), de Richard Poplak e Diana Neille. África do Sul/Canadá, 105′
Pão Amargo (Bitter Bread), de Abbas Fahdel. Líbano, 87′
O Rei Nu (The Naked King – Der Nackte König – 18 Fragmente Über Revolution), de Andreas Hoessli. Alemanha/Polônia/Suíça, 108′
O Rolo Proibido (The Forbidden Reel), de Ariel Nasr. Canadá, 119′
Silêncio de Rádio (Radio Silence), de Juliana Fanjul. Suíça/ México, 80′

25º É Tudo Verdade: Filhas de Lavadeiras
Filhas de Lavadeiras, de Edileuza Penha de Souza

FILMES EM COMPETIÇÃO
CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

Exibidos em sessões diárias às 18h no site do É Tudo Verdade.

ChoVer, de Guga Millet. Brasil, 9′
Filhas de Lavadeiras, de Edileuza Penha de Souza. Brasil, 22′
Lora, de Mari Moraga. Brasil, 19′
Metroréquiem, de Adalberto Oliveira. Brasil, 13′
Movimento, de Lucas Tomaz Neves. Brasil, 23′
Ouro para o Bem do Brasil, de Gregory Baltz. Brasil, 18′
Recoding Art, de Bruno Moreschi e Gabriel Pereira. Brasil, 15′
Sem Título # 6: o Inquietanto, de Carlos Adriano. Brasil, 15′
Ver a China, de Amanda Carvalho. Brasil/ China, 30′

25º É Tudo Verdade: Meu País Tão Lindo
Meu País Tão Lindo, de Grzegorz Paprzycki

FILMES EM COMPETIÇÃO
CURTAS-METRAGENS INTERNACIONAIS

Exibidos em sessões diárias às 18h no site do É Tudo Verdade.

3 Saídas Lógicas (3 Logical Exits), de Mahdi Fleifel. Dinamarca/ Reino Unido/ Líbano, 15′
Algo Mais (This Means More), de Nicolas Gourault. França, 22′
Asho, de Jafar Najafi. Irã, 30′
Meu País Tão Lindo (Moj Kraj Taki Piekny/ My Country So Beautiful), de Grzegorz Paprzycki. Polônia, 30′
Notícias da Capital do Antimônio (Nouvelles de la Capitale d?Antimoine/ Antimony Capital News), de Guangli Liu. França, 27′
Saudade, de Denize Galiao. Alemanha, 30′
Sem Choro na Mesa de Jantar (No Crying at the Dinner Table), de Carol Nguyen. Canadá, 16′
Seu Canto (Her Song), de Laura Taillefer Viñas. Portugal, 23′
Uma Longa Distância (Long Distance/ Larga Distância), de Juan Manuel Calisto. Peru, 12′

Para conhecer os filmes selecionados para outras mostras, as exibições em plataformas parceiras e ter mais detalhes sobre a 17ª Conferência Internacional do Documentário, acesse o site do É Tudo Verdade.

Redação

O Cenas de Cinema é um veículo informal e divertido que tem como principal objetivo divulgar a sétima arte, com críticas, notícias, listas e matérias especiais
Botão Voltar ao topo