estante

Letra e Música

(Music and Lyrics, EUA, 2007)

Romance

Direção: Marc Lawrence

Elenco: Hugh Grant, Drew Barrymore, Brad Garret, Haley Bennett, Kristen Johnston, Campbell Scott, Jason Antoon, Scott Porter, Aasif Mandvi, Adam Grupper

Roteiro: Marc Lawrence

Duração: 95 min.

Minha Nota: 7/10

Se existem duas coisas que eu adoro são música e comédias românticas. Se as duas coisas estiverem juntas em meio a um ambiente que relembre os anos 80, melhor ainda.

Nosso primeiro contato com o universo de Letra e Música é através de um clipe muito divertido de um grupo musical, que teria feito muito sucesso nos anos 80. Ombreiras, mullets, dancinhas ridículas e um visual de clipes bem característico da época deixam aqueles que viveram estes momentos mais do que curiosos.

A história de amor acontece entre um compositor em eterna crise criativa e uma letrista disfarçada de babá de plantas muito desajeitada. Juntos os dois devem compor a nova música de trabalho de uma cantora que, assim como as muitas que costumamos ver em canais de clipes e em outros mais voltados para a fofoca, privilegia as curvas do corpo ao invés da voz e da consistência das letras cantadas.

Os personagens são defendidos por Hugh Grant, já muito a vontade como o apaixonado tímido depois de tantos filmes no mesmo papel, e Drew Barrymore que além de ser uma gracinha, também já sabe como deve fazer para representar uma mulher ingênua, atrapalhada e apaixonada. Aliás, ela fica bem melhor em papéis como este do que quando inventa de ser uma espiã da equipe do Charles.

As letras da músicas do Pop!, o antigo grupo de Grant e que continuam sendo cantadas em bailes destinados exclusivamente às balzaquianas, são bem bobinhas e lembram muito os grandes sucessos da década homenageada. O desespero do cantor para tentar manter um sucesso que já não existe também rende boas risadas e tem o seu ponto alto quando ele é convidado para participar de um programa de televisão onde os antigos famosos lutam.

Divertido e leve, o filme não tem nenhuma pretensão de ser uma obra de arte, mas consegue envolver toda a platéia.

Para ver ao lado de alguém especial; relembrar um tempo exagerado, mas que foi muito divertido e dar umas boas gargalhadas. Pessoas avessas a filmes do gênero podem não gostar.

Um Grande Momento

O clipe, sem dúvida. Ele começa e termina o filme e da segunda vez tem aquelas historinhas contando o que aconteceu com os artistas em balões, como em programas dos canais MTV, VH1 e outros.

Links

Site Oficial

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Apesar de ser uma comédia romântica basntante tradicional, acho Letra & Música divertidíssimo, principalmente pelo Hugh Grant. Só de olhar para a cara dele me dava vontade de rir … e o clipe de Pop ! é genial !

  2. Ainda não assisti, mas tem um estilo que gosto muito, principalmente por eu ter crescido nos anos 80…rs
    Para quem gosta de música da época, vale assistir “Afinado no Amor” com Adam Sandler, um filme muito engraçado.

    Bjos

  3. apesar de ser bobinho, eu tbm curti.. . foi super agradavel, tava meio receoso em assisti-lo, mas foi uma comédia despretenciosa, divertida… uma ótima dica…

  4. Oi, gente!

    É muito divertido mesmo. Toda vez que está passando eu deixo um pouquinho e sempre acontece uma gargalhada, sabe como é?

    Concordo, Isabela! É fofíssimo mesmo.

    Você ainda não viu, Robson? Só porque é comédia… hehehe. Mas vale a pena, viu? É bem divertido.

    Eu também gosto de filmes com muita música, Mey. E se for que nem esse então. Parece que está tudo no lugar.

    Acho que você vai gostar, Marcel. Mas não… nenhuma Pantera é boa, aliás, boas elas até são (em sentido específico), mas o filme é uma derrota total.

    E aquela dancinha ridícula que ele insiste em fazer, Cah? Bom demais, né?

    Vale a pena, Ibertson. Para aqueles dias que a gente quer ver coisas bobinhas, é uma ótima pedida.

    Então somos duas, Carol! Eu gosto tanto que tenho uma coleção Meg Ryan aqui em casa só de filmes água-com-açúcar. Além de sempre chorar em Um Lugar Chamado Notting Hill também… hehehe

    E as letras, então, Bruna. Iguaizinhas a muitas da época… Obrigada pelo elogio!

    Beijocas a todos vocês e, como disse o cara da locadora: Pop does my heart…

  5. Adorei o filme. O Hugh Grant e a Drew Barrimore estão realmente ótimos. O clipe, hilário, me lebrou o George Michael e bandas como A-ha.
    O blog continua excelente. Parabéns.
    Beijão e valeu pelas constantes visitas ao meu. :)

  6. Também gostei muito do filme. Adoro comédias românticas e essa foi uma bem gostosa de assitir.

  7. Eu adorei este filme!! Principalmente por Hugh Grant!!! E realmente o video-clipe e a banda pop são hilários!!!

  8. Ainda não vi! Mas já estava aqui na minha listinha, assim que tiver um tempinho eu assisto.
    Só tenho que discordar de uma coisa, a Drew de espiã da equipe do Charlie é muito boa também, em todos os sentido!! =p

  9. eu adorei o filme, adoro filmes com bastante música assim e hugh grante, sem comentarios!

  10. Ele está hilário nesse clipe. Deve ser um filme bom e divertido. Gosto de Hugh, em uns e em outros não!

  11. Eu adorei esse filme, claro que como a maior parte das comedias romanticas, não é uma grande obra de arte, mas vamos combinar é fofissimo! As musicas, os clipes, o Hugh Grant então nem se fala!

  12. Adorei esse filme, ri demais… Concordo com tudo o que você disse sobre a Drew e o Hugh, papeis perfeitos para eles… and Pop doees my heart, ehehhee… abraços

Botão Voltar ao topo
Fechar