Crítica | Streaming

O Diário de uma Babá

Visto em DVD(The Nanny Diaries, EUA, 2007)

Comédia

Direção: Shari Springer Berman, Robert Pulcini

Elenco: Scarlett Johansson, Laura Linney, Nicholas Art, Chris Evans, Alicia Keys, Paul Giamatti, Donna Murphy

Roteiro: Emma McLaughlin e Nicolas Kraus (romance), Shari Springer Berman, Robert Pulcini

Duração: 106 min.

Minha nota: 6/10

Para distrair nada como essas comédias no formato água-com-açúcar e com aquea liçãozinha de moral no final que todos nós já sabemos que vai estar lá.

Diário de uma Babá segue o mesmo padrão e conta a história de Annie que, depois de perceber que não sabia exatamente quem era em uma entrevista de emprego, vira uma babá “tipo C”, ou seja, segunda mãe do filho de uma das muitas dondocas de Manhattan.

O assunto do filme é todo tratado de uma maneira divertida, sempre misturando as cenas cotidianas a teorias antropológicas.

Nicholas Art é um fofo e o resto do elenco está todo corretinho, mas as personagens são tão estereotipadas, que apesar do bom começo, acabam incomodando. Ninguém é tão idiota como Annie e ninguém é tão nojenta como a Sra. X. Aliás, esta é daquelas que mesmo causando pena, dá raiva.

Mesmo com todos os estereótipos e toda a licença poética do roteiro, sabemos que existem muitos filhos de dondocas que mal vêem a mãe e acabam sendo criados mesmo por suas babás. O assunto é bem chato e para quem vê acontecendo, é pior ainda.

As homenagens a Mary Poppins estão por todo lado. No mais, é só mais um filminho estadunidense que segue a mesma receita de bolo mas, no final das contas, consegue divertir.

Bom para quem gosta do gênero. As dondocas e madames podem ficar bem incomodadas.

Um Grande Momento

Olhando as estrelas.

Links

Site Oficial

Imdb


Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oie!

    Nossa, Pedro. Imprestável é muito, vai? Para aqueles dias a toa, querendo ver coisinhas bobas, não é tão imprestável assim.

    É o que eu disse para o Pedro, Gustavo, para quem quer não pensar em nada é uma boa pedida.

    Beijocas

  2. Mesmo que seja água-com-açúcar e derivativo, o elenco deve fazer valer a pena.
    A alugar, eventualmente.

  3. Apesar de ter Scarlett Johansson, Laura Linney e Paul Giamatti, é um filme imprestável!

    Abs!

  4. Oi, gente!

    Tudo bem com vocês?

    Johnny – De repente era bom não ver não, hein? Mas deixar a amiga sozinha também não é legal.

    Red – É bem batido mesmo, mas segue direitinho.

    Robson – Eu também não tinha. Hehehe. Mas depois de tanto filme é bom ver um bem bobinho, né?

    Brenno – Você acha? Para mim ela não compromete não. Mas também está longe de ser uma grande atriz.

    O Cara – Também gosto dela em Scoop. Por que vergonha, menino? Nada a ver. É que em muito festival só passa filme inédito, como é o caso do de Brasília.
    O filme é aquela coisinha, hehehe. Vou ver lá…

    Kau – Hehehe. É bem clichê mesmo, mas não dá para sentir pena, vai… Hehehehe

    Wally – Ah sim, como muitos, né? Mas não deixa a gente com raiva, né?

    Pseudo-autor – Nooossa! Isso é que é ser fã, hein. Eu não acho que ela seja tão boa assim, mas também não acho o filme tão ruim. Hehehe.

    Beijocas para todos!!!!

  5. Minha opinião é bem parecida. É um bom filme com alguns bons atores e uma criatividade inicial que, infelizmente, acaba se limitando.

    Nota 6,5

    Ciao!

  6. Cecília, eu não acho Scarlett uma ótima atriz. Tem, sim, talento, mas ainda não fez nada de memorável. Na realidade, fiquei mais com pela da Linney neste filme tão discutível e clichê… hahahahahahha.

    Bjos!!

  7. Como fã da Sclarllet não posso deixar de comentar o comentário acima, pois na minha opinião Sclarlett está MUITO bem em Scoop, em seu papel quase que parodiando o próprio Woody Allen…

    Sobre esse filme, tenho até vergonha de vir comentar esse depois de tantos filmes lúdicos que você vem postando e eu, como não vi nenhum, não venho comentando. Mas minha opinião é básicamente a sua, um grande elenco (Scarlett, Giamatti, Laura) que dão um certo gás ao filme mas nada demais, depois dá uma procurada no que escrevi lá no blog, tava relendo e até que ficou interessante, rs…

  8. Ciça, eu ainda não vi, mas vi Scoop e Vick Cristina Barcelona e a Scarlett não está muito bem, Diário de uma babá é outro prova que em vez dela melhorar, ela fez foi regredir em relação aos últimos anos?

    Beijos

  9. Falou bem Cecilia… ele só deve servir pra distrair… tanto é que nem tenho taaaaaaanta vontade de ver assim!

  10. É um filme simpático, mas longe de ser original ou ter algo a acrescentar a outros do género. Scarlett não desilude, mas também não brilha…

    Beijinho.

  11. Eh …
    Nunca me passou pela cabeça ver esse filme …
    E o pior é que uma amiga minha fã da Scarlett enche o saco para ver …
    Se ela assistir comigo eu vejo …

Botão Voltar ao topo