O Orgulho LGBTQIA+ em 30 documentários

Hoje é o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, momento de celebrar a luta pelo respeito e pela igualdade de direitos em um mundo que insiste em desprezar e combater tudo aquilo que é diferente. Algo que fica ainda pior no Brasil, com um governo que legitima o preconceito e prega a violência contra toda essa comunidade. Aqui, o lugar que mais mata transexuais do mundo. É por isso que é uma data fundamental para essa afirmação, para mostrar ao mundo que a diversidade existe e está aqui para ficar.

Para celebrar o orgulho e todes aqueles que têm a coragem de enfrentar esse mundo e esse país, o Cenas de Cinema preparou uma lista de 30 documentários importantes que todos precisam ver. 

Tire o seu preconceito do caminho que eu quero passar com o meu amor!

Atrás da Estante (Circus of Books, EUA, 2019), de Rachel Mason

Bixa Travesty (BRA, 2018), de Kiko Goifman e Claudia Priscilla

Carta para Além dos Muros (BRA, 2019), de André Canto

E Agora, Lembra-Me? (POR/ESP, 2013), de Joaquim Pinto

Divinas Divas (BRA, 2016), de Leandra Leal

Dzi Croquettes (BRA, 2009), de Raphael Alvarez e Tatiana Issa

A Fabulosa História do Cinema Queer (Fabulous! The Story of Queer Cinema, EUA, 2006), de Lisa Ades e Lesli Klainberg

Favela Gay (BRA, 2014), de Rodrigo Felha

Gayby Baby (AUS, 2015), de Maya Newell

Indianara (BRA, 2019), de Marcelo Barbosa e Aude Chevalier-Beaumel

Intersexion (NZL/ALE/EUA/RSA/AUS, 2012), de Grant Lahood

Laerte-se (BRA, 2017), de Lygia Barbosa e Eliane Brum

Lembro Mais dos Corvos (BRA, 2018), de Gustavo Vinagre

Mala Mala (PUR/EUA, 2014), de Antonio Santini e Dan Sickles

Meu Amigo Claudia (BRA, 2009), de Dácio Pinheiro

A Morte e Vida de Marsha P. Johnson (The Death and Life of Marsha P. Johnson, EUA, 2017), de David France

Orchids: My Intersex Adventure (AUS, 2010), de Phoebe Hart

Oriented (ISR, 2015), de Jake Witzenfeld

O Outro Lado de Hollywood (Celluloid Closet, FRA/GBR/ALE/EUA, 1995), de Rob Epstein, Jeffrey Friedman

Parágrafo 175 (Paragraph 175, GBR/ALE/EUA, 2000), de Rob Epstein e Jeffrey Friedman

Paris Is Burning (GBR, 1990), de Jennie Livingston

The Pearl of Africa (SWE/KEN/THA/UGA, 2016), de Jonny von Wallström

Por Trás da Cortina: Todrick Hall (Behind the Courtain: Todrick Hall, EUA, 2017), de Katherine Fairfax Wright

Quem Vai Me Amar Agora? (Who’s Gonna Love Me Now?, ISR/GBR, 2016), de Barak Heymann, Tomer Heymann e Alexander Bodin Saphir

Revelação (Disclosure: Trans Lives on Screen, EUA, 2020), de Sam Feder

A Revolta de Stonewall (Stonewall Uprising, EUA, 2010), de Kate Davis e David Heilbroner

Secreto e Proibido (A Secret Love, EUA, 2020), de Chris Bolan

Strike a Pose (HOL/BEL, 2016), de Ester Gould, Reijer Zwaan

Three to Infinity: Beyond two genders (EUA, 2015), de Lonny Shavelson

A Volta da Paulicéia Desvairada (BRA, 2012), de Lufe Steffen

Bônus com orgulho
Stephen Fry: Out There (minissérie), de Fergus O’Brien