Crítica | Streaming

Se Eu Fosse Você 2

Visto no Cinema(Se Eu Fosse Você 2, BRA, 2009)

Comédia

Direção: Daniel Filho

Elenco: Tony Ramos, Glória Pires, Chico Anysio, Maria Luisa Mendonça, Cássio Gabus Mendes, Ary Fontoura, Adriane Galisteu, Isabelle Drummond, Bernardo Mendes, Vivianne Pasmanter, Marcos Paulo

Roteiro: Daniel Filho, Rene Belmonte, Adriana Falcão, Euclydes Marinho

Duração: 96 min.

Minha nota: 6/10

Entrar no cinema para assistir à continuação de um filme bobinho como Se Eu Fosse Você tinha tudo para ser um péssimo programa. Todas as novas piadas já teriam sido contadas no trailer e nada de muito novo poderia ser acrescentado, uma vez que várias vezes já vimos uma pessoa no corpo de outra no cinema.

Com um começo complicado, com Cássio Gabus Mendes gritando um pouco demais, parecia que minhas predições iriam se realizar, mas não foi bem assim.

Tudo pela engraçadíssima atuação de Tony Ramos que assumiu com gosto o papel de Helena dessa vez e fez o cinema todo gargalhar com gosto. É verdade que a interpretação de Glória Pires foi muito superior a do primeiro filme e ela esteve ótimo em vários momentos, mas ainda ficou muito atrás do companheiro de cena.

De resto não vemos muita coisa além do que já conhecíamos do casal e algumas repetições acontecem. Além disso, aquela cara de telefilme ainda está ali.

O que vale mesmo a pena é entrar na sala, não pensar em nada, esquecer tudo que acontece lá fora e rir, mas de um jeito que a gente não ri há muito tempo.

Preconceitos a parte, o ingresso é diversão boba, mas garantida.

Um Grande Momento

Se preparando para entrar em campo.



Links

Site Oficial

Imdb


Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

21 Comentários

  1. Oi gente!

    Vergonha de responder comentários assim depois de tanto tempo, mas como eu quase não existi em janeiro, acho que fica meio explicado, né?

    Mas é aquela história: explica, não justifica…

    Jeniss – Eu paguei. Aliás, sempre pago para ver filmes nacionais, independente de como eles sejam.
    Claro que já fiquei com muita raiva de ter pago, mas esse foi um dinheiro que eu gostei de gastar!!!

    Anônimo 1 – E o principal objetivo dele é este mesmo: fazer rir!

    Anônimo 2 – Cinema, né? Eu acho que é importante ter esse tipo de filme também. Aqui as pessoas são muito voltadas para o cinema como um meio de denúncia social, o que é válido, claro!
    Mas os outros estilos ajudam até a um financiamento de futuros bons filmes…

    Beijocas

Botão Voltar ao topo