Série em Cenas

The Crown

Será a desmistificação da realeza?

( The Crown,EUA, 2016-)
Comédia
Criador: Peter Morgan
Temporada: 4-
Elenco: Claire Foy, Olivia Colman, Helena Bonham Carter, Gillian Anderson, John Lithgow
Duração média: 59 min.
Canal Netflix
Onde ver: Netflix

A desmistificação da realeza? Ou a confirmação da relevância simbólica e política da rainha? The Crown, uma das séries mais consagradas da Netflix, traz a intimidade da família real britânica e os bastidores dos principais fatos históricos do último século, revelando segredos, tabus e fraquezas, além de um lado admirável e humanitário. 

Iniciando com a abdicação do trono de Eduardo VIII, seu tio, toda a trajetória da Rainha Elizabeth II (Claire Foy, Olivia Colman) como filha, mulher, esposa, mãe, líder de estado, líder soberana e dona da coroa, é apresentada com riqueza de detalhes estéticos, de atuação e de reconstituição da história. 

A fidelidade é muito levada a sério e para quem vê é algo que o tempo todo se busca, primeiro porque é uma parte muito próxima e vastamente conhecida de todos nós, nossos olhos estão familiarizados com os personagens, os cenários e os fatos reais, estão diariamente em nossas casas. Segundo porque é estupidamente lindo!

Apoie o Cenas

A relação íntima é magicamente retratada, com um ar de respeito muito profundo, mas expondo o peso de se ser membro da família real. Prepare-se para ver crise e rebeldia de alguma Alteza por querer uma liberdade que não pode ter, normalmente ligada ao amor. Personagens maravilhosos são retratados aprendendo se curvar para as regras Reais para manter privilégios e algumas mordomias, como a princesa Margaret (Vanessa Kirby, Helena Bonham Carter), príncipe Phillipe (Matt Smith, Tobias Menzies) ou Príncipe Charles (Josh O’Connor) e seus irmãos.

The Crown, ainda traz outros personagens não se curvaram e quebraram, e ao longo das temporadas fica evidente a importância da manutenção da Coroa para toda a família, ficando o mais longe possível de escândalos ou qualquer questionamento próximo do humano, porque a realeza deve ser mantida assim: inquestionável. Princesa Diana (Elizabeth Debicki) é um bom exemplo de alguém que não se curvou, ofuscou o brilho da família e sucumbiu a toda a pressão que transformou o sonho de princesa para o pesadelo de infelicidade.

História mundial de boa parte do século XX se passa como pano de fundo e traz Winston Churchill (John Lithgow) como amigo e conselheiro da jovem rainha, o casal John e Jackie Kennedy causando emoções particulares aos olhos conservadores do Palácio e Margaret Thatcher (Gillian Anderson) sendo a primeira chefe de estado a quem a rainha expressou qualquer sentimento ou opinião. O fato é que o tempo passa, o mundo gira e Elizabeth II está lá, sendo coadjuvante e protagonista de boa parte de tudo o que se passa, e conhecer um pouco ela e seu modo de pensar, não é apenas atraente, é necessário.

Uma das séries mais impressionantes do ponto de vista de direção, maquiagem, figurino, cenário, atores e roteiro, The Crown é obrigatória para conhecer mais sobre o mundo e para apreciar uma verdadeira obra de arte que conta com Claire Foy e Olivia Colman protagonizando de forma brilhante na pele da rainha.

O melhor episódio
T01E09 – Daniela DaMata

Ver “The Crown” na Netflix

Soraya Lopes

Gerente de produto, comunicadora e buscadora constante de um descanso para a cabeça é viciada em séries e qualquer bobagem de tv que envolva comida, decoração ou sobrevivência e não tem escrúpulos de se emocionar com estas coisas. Se empenha em estudar filosofia, sociologia, psicologia e outros temas que possibilitem entender cada vez mais as pessoas.
Botão Voltar ao topo