Crítica | StreamingFIC Brasília

Um Homem Bom

(Good, GBR/ALE, 2008)

Drama

Direção: Vicente Amorim

Elenco: Viggo Mortensen, Jason Isaacs, Mark Strong, Steven Mackintosh, Gemma Jones, Anastasia Hille, Ruth Gemmell

Roteiro: C. P. Taylor (peça), John Wrathall

Duração: 96 min.

Minha nota: 7/10

Voltando ao já exageradamente explorado tema do nazismo e da perseguição aos judeus, o filme O Homem Bom chega para contar a história do outro lado. Não que ele defenda os nazistas, claro que não, mas ele mostra que entre as muitas pessoas envolvidas existiam algumas que não eram más.

Professor Halden dava aulas de literatura na universidade. Um de seus livros, um romance onde um homem matava sua amada doente para que não sofresse mais, caiu nas graças de Hitler e de seus ajudantes. Convidado para escrever um ensaio sobre a eutanásia, Halden entrou para a SS antes do início da perseguição aos judeus e foi ganhando notoriedade.

A bondade do personagem é proporcional a sua covardia e ignorância. O que fica bem claro em sua relação com seu melhor amigo, um psicanalista judeu.

O filme, dirigido pelo brasileiro Vicente Amorim, é correto e bem cuidado. O roteiro é interessante e não tem grandes furos.

Viggo Mortensen começa a se firmar como um bom ator e está muito bem na pele do contido, apático e perdido professor. O resto do elenco está muito bem e as atuações dos ingleses Jason Isaacs e Gemma Jones merecem uma atenção especial.

Uma boa pedida até para aqueles que não suportam mais ver filmes sobre o nazismo.

Próximas sessões no festival: 05/11, às 21h20, 08/11, às 21h

Um Grande Momento

A música no caminhão de judeus.

Links

Site Oficial

Imdb



FIC Brasília 2008

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oieee!!

    Kau – Achei boa a interpretação, sem ser forçada. Não é um filme maravilhoso, mas é redondinho!

    Wallace – Esse foi o principal motivo que me levou a escolher o filme. Ele é bom, mas ainda tem um caminho a percorrer.

    Ramon – A estréia está marcada para o dia 25 de dezembro. Vamos ver quando é que vai sair de Sampa/Rio para o resto do Brasil, né?

    Beijocas

  2. Esse passou no festival de cinema aqui em Salvador, mas acabei nem assistindo. O jeito agora é esperar estrear.

  3. Não vi O Caminho das Nuvens, filme que o Amorim fez aqui no Brasil, mas é muito legal ver mais um diretor nosso fazendo cinema conceituado lá fora. Quero ver esse filme, por isso, por me interessar pelo tema (mesmo ele sendo batido, como vc disse) e pelo Mortensen, que vem mesmo se mostrando cada vez mais um grande ator.

  4. Cecília, gostei deste filme mas, assim como vc, achei o tema batido. E mais: várias cenas soaram bem forçadas, bem como a atuação de Viggo (apesar de ser boa).

    Bjos!

Botão Voltar ao topo