estante

A Montanha Enfeitiçada

(Race to Witch Mountain, EUA, 2009)

Que o cinema estadunidense está em crise, todo mundo já sabe. Basta olhar para o número absurdo de continuações e refilmagens que pipocam nas telas. Algumas passam quase despercebidas do grande público, mesmo com a propaganda absurda, e outras acabam levando um número considerável de pessoas. Outras ainda ficam no meio termo, como A Montanha Enfeitiçada.

Adaptada de um daqueles títulos que fazem parte da nossa vida por sua presença quase constante nas muitas Sessões da Tarde assistidas e por sua história inusitada, o filme também consegue conquistar os mais novos.

Com efeitos especiais aprimorados e a presença do simpático grandalhão Dwayne Johnson (O Escorpião Rei), o público de hoje consegue se envolver com a história dos dois irmãos extraterrestres como fizeram seus pais no passado.

Uma nave extraterrestre guiada por dois irmãos cai na terra. Enquanto as autoridades querem “confiscar” os visitantes, eles fogem e fazem amizade com um motorista de táxi, ex-capanga do crime de Las Vegas.

O roteiro do filme foi atualizado para os tempos atuais e está consideravelmente mais frenético, mas ainda assim não consegue superar o original. Algo entre o ineditismo e a inocência perdida fizeram toda a diferença, pelo menos para mim.

Mas continua sendo uma boa história e conta com boas atuações dos personagens principais, com destaque para a dupla de astros infantis AnnaSophia Robb (Ponte para Terabítia) e Alexander Ludwig (Os Seis Signos da Luz), que por acaso parecem ser os pequenos do filme antigo crescidos. Claro que os irmãos originais, Kim Richards (Entre o Céu e o Inferno) e o dublador Ike Eisemann, não poderiam ficar fora da produção e dão uma passada por lá.

Os problemas ficam por conta de uma trilha sonora quase transbordante e de alguns furos no roteiro, mas a garotada parece não ter se importado muito com isso, apesar de ter percebido alguns defeitos no meio da história.

É uma história bem legal e que não perde tempo apelando para coisas mais maduras do que as crianças precisam lidar e é nisso que está o seu grande mérito.

Um bom programa para pais e filhos. Saudosistas e pequenos têm uma grande chances de se divertir.
Um Grande Momento

Saindo da montanha.

Links

Aventura
Direção: Andy Fickman
Elenco: Dwayne Johnson, AnnaSophia Robb, Alexander Ludwig, Carla Gugino, Gary Marshall, Kim Richards, Ike Eisenmann
Roteiro
: Alexander Key (romance), Matt Lopez, Mark Bomback
Duração: 98 min.
Minha nota: 6/10
Nota do Digo: 8/10

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oi, gente!

    Brenno – Mas os pequenos o adoram, né? Tanto que agora ele descobriu esse nicho e acho que não sai tão cedo.

    Vinícius – Já ouvi gente que gostou e gente que odiou. Teve também quem dissesse: “o primeiro já era ruim, pra que fazer outro igual.”
    Aquele negócio de gosto, né?

    Fred – Ele é bem fraco mesmo. Que bom que gostou daqui! Que tipo de parceria você gostaria de fazer?

    Beijocas para todos!

  2. Dwayne Johnson é realmente ruim. Taí um filme que não verei de forma alguma.
    Parabéns pelo blog de vocês, muito bem atualizado!
    Como faço para fechar parceria com vocês? É possível?

  3. Qualquer coisa que tenha o Dwayne Johnson no meio já não chama minha atenção, mas ao menos esse “Montanha Enfeitiçada” não parece ser tão ruim assim. Quem sabe veja no DVD…

Botão Voltar ao topo
Fechar