estante

A Proposta

(The Proposal, EUA, 2009)

Quem acompanha o Cenas de Cinema há algum tempo já sabe que eu tenho uma queda toda especial por comédias românticas, tanto que tenho vários títulos na minha videoteca. O critério é o seguinte: quanto mais água com açúcar for o filme, melhor.

Não sei se o gênero não é mais tão constante como há alguns anos atrás ou se a exigência dos espectadores aumentou muito, mas é um fato que as comédias românticas não agradam mais como agradavam antes. Os sucessos recentes do gênero ou seguem uma linha diferente (Três Vezes Amor), ou se aproveitam da fórmula antiga para contar outras histórias (Eu Te Amo, Cara!). Mas de vez em quanto aparecem filmes bem tradicionais como Letra e Música e o mais recente A Proposta.

Margaret Tate (Sandra Bullock) é uma editora literária sem coração, mal educada e que “tem alergia a sentimentos humanos”. Seu secretário, ou assistente de edição, Andrew Paxton (Ryan Reynolds) sonha em se tornar editor e, para isso, se submete a todas as vontades da chefe ditadora, abrindo mão de qualquer lembrança de uma vida pessoal.

O roteiro, assinado por Peter Chiarelli, é o bem tradicional e consegue desenvolver bem a história de uma relação conturbada que acaba virando amor. Além do casal central ser bem construido, todas as personagens acessórias estão na medida certa.

O elenco está muito bem e a química entre Sandra Bullock e Ryan Reynolds, doze anos mais novo que a ex-queridinha da América, que pode parecer improvável a uma primeira vista, é inegável e é fundamental para o sucesso do filme. Mary Steenburg, Craig T. Nelson e Betty White também
estão muito bem como a família Paxton. A parte palhaçada também está bem defendida por Oscar Nuñez com seu onipresente Ramone.

A fotografia ganha pontos por saber como utilizar bem a belíssima paisagem do Alasca, região que também dá à tradicional passagem de tempo um toque todo especial.

A trilha sonora é cheia de música de batida, como It Takes Two, U Can’t Touch This e Get Low, que por acaso é a música de fundo de um dos momentos mais engraçados de toda a história.

Daqueles filmes que vão ser muito bem aproveitados por todos que gostam da boa e velha comédia romântica. Também é uma boa pedida para dias em que a descontração é o principal objetivo.

Sem dúvida é mais um título para a minha videoteca água com açúcar.

Um Grande Momento

O pedido de casamento de Margaret no meio da rua.

A Proposta

Links

Romance/Comédia
Direção: Anne Fletcher
Elenco: Sandra Bullock, Ryan Reynolds, Mary Steenburgen, Craig T. Nelson, Betty White, Denis O’Hare, Malin Akerman, Oscar Nuñez, Aasif Mandvi
Roteiro: Pete Chiarelli
Duração: 108 min.
Minha nota: 7/10

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Ótimo água com açúcar. Sandra Bullock é engraçadíssima! Ri muito.
    Bjs Celo primo

  2. Desde que li sobre o filme aqui no site fiquei morrendo de vontade de ver.. entao, aproveitei a primeira oportunidade e logo depois que cheguei de viagem fui conferir.. Adorei o filme! Comédia romântica com a mesma estrutura de sempre, mas que todas as vezes me faz sair do cinema suspirando.. ehehe
    Adorei!
    bjs

  3. Oie!

    Vinícius – Eu gosto dela. Não que seja ótima, mas não é má também e está de volta em um estilo que domina bem. Adoro Enquanto Você Dormia, por exemplo.

    Michely – Muito obrigada. Vou dar uma olhada sim, com certeza!

    Daniela – Hahaha. Esses homens maravilhosos das comédias românticas fazem a gente pensar isso mesmo de vez em quando, mas é bom a gente sempre lembrar que esse tipo de gente não existe na vida real. Hahahaha.

    Pedro Henrique – Ela não compromete e, como você bem disse, é simpática!

    Beijocas a todos!

  4. Gostei muito mesmo desse filme, afinal, como você já bem sabe, eu também ADORO esses filmes água com açúcar, daqueles que a gente chora enquanto ri e se estiver com o namorado do lado, não para de pensar: "porque ele não é assim?", mas ainda assim o beija pra mostrar que era assim que você queria que ele fosse (tudo bem, isso não adianta)… Enfim, eu gostei do filme pelo fato de não ser aquele besteirol chato e batido que são as comédias e por mais que tivesse um final previsível, ainda assim me surpreendi com algumas coisas (ou será que eu quis me surpreender? (incógnita…).). Muito bom mesmo e no seu lugar eu daria 8…

  5. Para mim a Sandra Bullock já perdeu a graça há um bom tempo, mas de vez em quando é bom ver comédias como essa…

Botão Voltar ao topo
Fechar