Crítica | Streaming

Almas Reencarnadas

(Rinne, JAP, 2005)

Terror

Direção: Takashi Shimizu

Elenco: Yûka, Karina, Kippei Shiina, Tetta Sugimoto, Shun Oguri, Marika Matsumoto

Roteiro: Takashi Shimizu, Masaki Adachi

Duração: 96 min.

Nota: 7/10

Hoje resolvi que queria assistir a um filme de terror. Procurei um que eu ainda não tinha visto e acabei com Almas Reencarnadas na mão. A idéia era boa, até eu resolver que veria o filme antes de dormir. Resultado: ao invés de estar ali na cama, estou aqui escrevendo e sem nem um pingo de sono.

Um diretor resolve filmar a história do assassinato de onze pessoas e o suicídio do assasino, ocorridos no ano de 1970, em um hotel afastado. Já na escalação do elenco, ele escolhe uma bela mas tímida aspirante a atriz para um dos papéis principais e ela percebe que tem alguma ligação com tudo aquilo.

A história é boa e criativa e o diretor sabe como trabalhar a transição entre a história passada e as gravações do presente.

Diferente de outras produções do gênero, nada de água, cabelos e fantasmas que andam de quatro e de cabeça para baixo. Só por não ter nenhuma dessas cenas, o filme já ganhou vários pontos comigo.

Com a tensão bem explorada, levamos alguns sustos. E o melhor, sem muito sangue na tela. As cenas mais sangrentas só acontecem no final.

A trilha sonora está legal, já que, para mim, esse é um outro ponto fraco nas produções de terror japonês.

Infelizmente, na metade do filme, já dá para perceber qual será o desfecho e, além disso, a cena da boneca na casa é totalmente desnecessária.

Mas é uma boa pedida para os fãs do gênero. Não é uma obra-prima, mas é muito melhor do que vários filminhos de terror.

Um Grande Momento

A viagem no tempo no hotel.



Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oi, Johnny! Pois é, apesar de não ser uma maravilha, ele prende a gente até o final!

  2. Oi, Tha!
    Também adoro! Me divirto até com aqueles mais mal feitos.
    Beijocas

  3. Curiosamente eu tenho esse filme aqui em casa. Assisto mesmo sabendo que ele é apenas regular … mas é assistivel … quando coloco para assistir, de repente, eu vi o filme todo … eheheh
    gostei do seu blog
    abraços

  4. Olá, Cecília!

    Adoro filme de terror e um dos meus filmes preferidos é do Takashi Shimizu (Ju-On: The Grudge), mas Almas Reencarnadas eu ainda não assisti. Mais um que vai pra minha lista! rsrs

    Muito legal seu blog!

Botão Voltar ao topo