Crítica | Streaming

Ausentes

Visto na TV(Ausentes, ESP, 2005)

Suspense

Direção: Daniel Calparsoro

Elenco: Ariadna Gil, Jordi Mollà, Nacho Pérez, Omar Muñoz, Mar Sodupe

Roteiro: Daniel Calparsoro, Ray Loriga, Elio Quiroga

Duração: 91 min.

Minha nota: 6/10

Em um dos muitos passeios pelos canais da Sky, encontrei este filme curioso e interessante.

Uma mulher de mais de 30 anos participa de uma entrevista de emprego em uma grande companhia. Depois de várias perguntas, ela é dispensada pela idade e por estar superqualificada para a vaga.

Depois do acontecido e de uma crise nervosa, ela vai começar vida nova ao lado do marido e duas crianças em uma cidade para lá de estranha. Mesmo percebendo a presença de várias pessoas, ela não consegue vê-las e, com isso, entra em um caminho sem volta de pavor e loucura.

Ao mesmo tempo em que se sente isolada e rodeada de espíritos ou seres invisíveis, ela presencia a degeneração de todos aos seu redor. O marido e a criança mais velha começam a apresentar um comportamento mais agressivo e egoísta e o mais novo está sempre apavorado e solitário.

Nada fica muito claro para quem está do outro lado da tela e as teorias são as mais variadas possíveis, sobre a cidade, o marido e a esposa em perigo. E é em tudo que vemos, ou não, que está toda a graça do filme.

Criativo, sabe como trabalhar com as sensações de quem o assiste o tempo todo. Depois de alguns sustos e muita agonia, a solução surpreende e a reviravolta é interessante, mas poderia ser melhor executada.

Na verdade, os detalhes técnicos são a parte fraca do filme. As atuações não surpreendem nem decepcionam e o roteiro apresenta algumas irregularidades. Algumas locações e a trilha sonora também poderiam ser melhores.

Mas, ainda assim, é uma boa pedida para ver em casa, quando não estamos esperando muito e nem temos outras coisas para fazer. Os mais exigentes podem achar tudo que vêem uma grande bobagem e, talvez, devam manter uma certa distância.

Um Grande Momento

Maria anda e some pela casa.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Fantasporto: Atriz (Ariadna Gil)

Links

Imdb

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oieee!

    Miriam – Ah, eu até gosto dos filmes do Cinemax, meu problema mesmo é a HBO, que está cada dia com a programação mais fraca e repetitiva.

    Robson – Pois é… E eu ainda não conferi O Orfanato, todo mundo está falando que é ótimo. Esse é bem curioso, apesar de não ser excelente.

    Marcel – Eu lembrei da mesma coisa quando assisti e achei bem interessante a solução da história.

    Pedro – Eu também gosto… Por isso fiquei assistindo nas duas vezes que peguei na TV.

    Rê – Ah, eu achei muito fraquinho, mas as cenas de luta são legais, né?

    Sérgio – Eu estou com o mesmo problema, uma lista grande demais de “a conferir” e sempre esses que aparecem no caminho e passam os outros para trás. Mas um dia ainda consigo…

    Beijocas a todos!!!

  2. Pode ser que eu assista um dia, mas não agora… tem muito filme na bagagem pra assistir jah… rsrs

    vlws

  3. Olá! Pois é o tempo anda curto… mas vou arranjando e qdo dá posto uma coisinha aqui, faço um comentário ali… fui assistir a mumia e não achei tão ruim assim… é simplesmente igual aos outros… agora, com uma coisa eu concordo: a Maria Bello substituindo Rachel Weisz relamente não combinou… hehe
    bjs

  4. É um tipo de cinema alternativo que me atrai, vale uma conferida.

  5. Dica interessante. Curto filme do gênero, vou anotar aqui na lista. E btw, a mudança na personalidade do pai e das crianças me lembraram “Horror em Amityville”. =)
    bju

  6. Nossa esse filme parece ser bem intrigante. A Espanha tá ficando exper nesse gênero hein? Fiquei curioso!

  7. Difícil eu achar um filme bom na Sky, a não ser de sexta, às 22 horas e de sábado `a noite. Prefiro as reportagens.
    Beijos.

  8. Oi gente!!!

    Na verdade, o filme é curioso e criativo. Pena que esbarre nesses probleminha técnicos, o que resultou em uma nota mais baixa.

    Wally – É interessante mesmo, ele estava passando na rede Cinemax, mas não sei se ainda está na programação.

    Aline – Ah… Que pena! O Irritada me fazia dar boas risadas sempre. Mas sei com é essa falta de tempo. Fica impossível manter tanta coisa mesmo. Também tinha tentado entrar no cafés. Vou anotar o novo endereço e conferir…

    Rodrigo – Logo, logo vai ter net, tv a cabo e tudo mais. Estou aqui torcendo para ser logo!

    Red Dust – É verdade, eles têm investido mesmo em produções de suspense e eu, particularmente, tenho gostado dos resultados. Eu até gostei do filme, me surpreendi, mas ele peca em algumas coisas.

    Beijocas a todos!

  9. Apesar de ser do país vizinho, desconhecia o filme. Tem havido, nos últimos anos, uma grande aposta de Espanha neste género de filmes e com bons resultados. Pelo que leio da tua crónica, este não é o exemplo mais feliz.

    Beijinho.

  10. bacana, parece ser interessante.. porem como nem tenho direito a teve aberta, imagina sky, acho que vai demorar mais pra ver esse aí…rs
    Obrigado Cecília, pela força lá no meu blog… assim que posso to visitando os blogs amigos, porem com bem mais dificuldades..rs
    beijos!!!

  11. Cecilia, então tirei o Irritada do ar um pouquinho porque trabalho com agronegócios e nessa época é muito corrido pra mim. Estou só com o Cenas e com o http://www.cafes-e-cigarros.blogspot.com (que mudou o endereço, altera depois nos seus links).

    beijo preciso ler as suas atualizações!

  12. O filme parece ser bem interessante, mas fora isso não parece ser tão bom assim. Ainda assim, se o encontrar na SKY e tiver livre, verei!

    Ciao!

Botão Voltar ao topo