Crítica | Streaming

Cloverfield – Monstro

(Cloverfield, EUA, 2008)

Ação

Direção: Matt Reeves

Elenco: Mike Vogel, Michael Sthal-David, T. J. Miller, Jessica Lucas, Lizzy Caplan, Odette Yustman

Roteiro: Drew Goddard

Duração: 85 min.

Minha nota: 6/10

Depois de ouvir metade do mundo falando mal de Cloverfield resolvi tomar coragem de alugar para assistí-lo já sabendo que não veria grandes coisas.

O filme conta a história de grupo de amigos tentando se defender de um monstro que invade a cidade de Nova York destruindo tudo que vê pela frente.

Usando a técnica do famoso A Bruxa de Blair, Matt Reeves mostra todos os acontecimentos através da câmera digital de um dos amigos, que antes estava filmando depoimentos em uma festa de despedida.

Ao contrário de muita gente, achei a premissa do filme bem interessante e discordo daqueles que ficaram indignados pelo personagem estar filmando enquanto foge. É claro que é inverossímel! Tanto quanto um monstro a la Godzila chegar devastando uma cidade, não é mesmo?

Apesar da boa idéia do filme, tudo perde um pouco a graça depois que o monstro aparece. Seria muito mais interessante se os espectadores não soubesse o que está realmente o que está acontecendo.

Os destaques ficam para a parte técnica, a boa edição e o excelente som fazem toda adiferença.

Aliás, era para ser uma surpresa, mas a distribuidora no Brasil estragou tudo ao colocar o péssimo subtítulo “monstro”.

No mais, é um filme divertido que consegue, de certo modo, prender a atenção do espectador. Mas não é nada demais e não é daqueles que vai mudar a sua vida.

Para dias em que não se quer pensar em nada.

Um Grande Momento

Voltando a fita para mostrar alguma coisa no meio da confusão.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar:

Links

Site Oficial

Imdb

 

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Ahn, eu gostei… E na verdade não acho iverossímel que ele fuja gravando, hoje em dia é uma coisa muito normal, o povo tentar gravar TUDO que acontece… Eu mesmo acho que gravaria, se tivesse em mãos uma câmera, rs…

  2. Eu também, Pedro, mas acho que ele poderia ser melhor em alguns aspectos.

    Beijocas

  3. Olá!!!

    Sérgio – É bem legal mesmo…

    Lucas – Vale a pena conhecer!

    Marcelo – Eu não fiquei com dor de cabeça não. Achei tão bom, que nem reparei nisso!

    Ramon – Eu achei bem curioso, mesmo que tenha usado a mesma técnica de um filme anterior.

    Gustavo – Já saiu em dvd e está nas locadoras. Eu achei o título spoiler porque ia ser muito mais interessante se as pessoas não soubessem o que estava destruindo a cidade. Poderia ser um monte de coisas além do monstro. Já pensou se fossem meteoritos?

    Beijocas

  4. Está aí uma espécie de filme que me deixa bastante interessado. No começo do ano, o hype em cima dele foi tremendo, mas de algum modo não chegou aqui na minha cidade.
    Mas será que o título nacional é spoiler mesmo? Desde os pôsteres até o trailer, o material promocional dava a entender que haveria alguma criatura monstruosa!

    Cumps.

  5. Eu fui ver esse filme achando que ia ser bem legal, mas acabou sendo apenas legal.

  6. Apesar de aquela câmera tremendo e balançando pra todos os lados ter me dado MUITA dor de cabeça, ao ponto de eu ter que parar de olhar para a tela algumas vezes pra conseguir continuar, achei o filme legal. Gostei muito da tensão que realmente vai do começo ao fim.
    Bjos

  7. nao o vi ainda, embora tenha muita curiosidade. não pela historia, mas mais pelo que ouço por ai.

  8. Eu também gostei bastante do filme.. tem lah seus erros sim, mas é bem legal…

  9. Olá!!!

    Eu gostei do filme, Kau! Só acho que ele seria ainda melhor se não tivessem mostrado o monstro.

    Nossa, Rafael. Você não faz idéia. As minhas amigas falaram que o filme era uma bobagem, inverossímel. Eu não achei nada disso e ainda achei a idéia super interessante. Quanto ao monstro, acho que se ele não aparecesse, a platéia não teria a menor do que estava acontecendo. Poderia ser um monstro, algo ligado ao clima ou mesmo um ataque alienígena. Cada um iria criar a sua hipótese e o filme ganharia muito com isso, eu acho.

    Beijocas

  10. Muita gente te falou mal desse filme, Cecília? Pois eu só vejo elogios e eu mesmo acho um filme impressionante. Existe tensão do começo ao fim além de uma história muito pertinente envolvendo os personagens. Além disso, o fato de o mostro aparecer na tela não estraga a surpresa, porque mesmo depois disso o espectado não sabe (e nunca vai saber) o que está contecendo. Não existem explicações sobre o que é aquela coisa, de onde veio, o que quer e o que fazer para matá-lo. O filme vale muito pela experiência que causa. Filmão!!

  11. Até que enfim alguém concorda comigo que este filme não é tão impressionante. Esse novo [REC] tem uma premissa parecida e consegue ser MUITO melhor…

    Bjos.

Botão Voltar ao topo