Crítica | Streaming

Crepúsculo

(Twilight, EUA, 2008)

Adaptações literárias para o cinema são quase sempre problemáticas, mas não me lembro de ter visto algo tão mal elaborado como a adpatação de Crepúsculo, bestseller mundial. A história de amor entre um vampiro solitário e uma humana desastrada consegue ser muito mais significativa no livro. Mesmo que seja literatura barata e tenha uma tradução mediana para o português, a fácil trama adolescente, por mais boba que seja, empolga seus leitores.

Todo o sentimento e sensações do livro sumiram na versão cinematográfica e, mais de uma vez, pensamos ver na tela uma marcação das cenas que estavam nas páginas. Essa extrema falta de vida fica ainda mais pesada quando misturada à falta de ritmo do filme, que se mostra o tempo todo vazio e insoso, sem as características básicas de qualquer filme que retrate e/ou agrade o público adolescente. Qualquer filme de romance e ação atrai mais.

Junto às escolhas equivocadas do roteiro e ao ritmo inconstante, também encontramos uma direção fraca e uma quase ausência de momentos de tensão que, em casos de filmes pipoca são indispensáveis. Tudo resulta em uma experiência esquecível e, para os leitores, em decepção.

Kristen Stewart (O Quarto do Pânico) é mais um dos problemas. Enquanto nos livros a adolescente Bella Swan é complexa, enigmática, apaixonada e inconsequente, nas telas ela não passa de uma bonequinha de porcelana, sem expressão e sentimento que, apesar de bonitinha, não consegue dizer muita coisa a quem a observa, a não ser que quebrem sua perna.

Não dá para esquecer também das maquiagens bizarras (vampiros só são brancos nos rostos) e do efeito diamante, muito mais sonoro do que visual.

Para não dizer que o filme é todo insoso, uma sequência até consegue dar uma esquentada, mas é tão perto do final que, possivelmente, não chegou a ser vista por muitos dos que tentaram assistir à adaptação mas não conseguiram.

Ainda que baseado em literatura mais fácil, é um pacote bem grande de falhas e equívocos. Tomara que a sequência seja melhor.

Não recomendo!

Quem amou o filme deveria ler os livros da série. Podem ser mais emocionantes!

Um Grande Momento

Aquele lá do final, mas ainda está bem longe de ser grande assim.

Links

Submarino

Romance
Direção: Catherine Hardwicke
Elenco: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Billy Burke, Ashley Greene, Kellan Lutz, Elizabeth Reaser, Nikki Reed, Peter Facinelli, Jackson Rathbone, Taylor Lautner, Ned Bellamy, Edi Gathegi, Rachelle Lefevre, Cam Gigandet
Roteiro
: Stephenie Meyer (romance), Melissa Rosenberg
Duração: 122 min.
Minha nota: 2/10

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

10 Comentários

  1. Não achei o filme tudo isso…e o livro é apenas mais um romance, mas uma coisa não posso negar, é um dos filmes mais fiéis ao livro que já vi…Perde apenas para O Caçador de Pipas!

  2. Eu gostei muito dos livros…mas o filme…foi mesmo decepcionante!!! O inicio foi terrível e o filme só começa a emplogar um pouco lá pela 1:20 min de filme. …Ah…e eu detestei a Kristen, parecia uma songa-monga….sem reação, previsível…sei lá como ganhou o prêmio de melhor atuação feminina!! Bom, mas eu recomendo os livros, sim!!!

  3. Oi, gente!

    Vinícius – Sério? Não consegui. Achei tudo fora de lugar e sem ritmo para ser um filme de adolescentes. Sem falar que o livro, apesar de fraco, é muito melhor.

    Alyson – Acredito. Eu fiquei irritadíssima com a performance da Kristen Stewart e com a falta de tato do diretor.

    Anderson – Acho que tem que piorar ainda para ficar horrível!

    Johnny – Hahahahaha. Bom, eu esperei sair no dvd, quem sabe você não espere sair na TV…

    Wally – Sim, sim, sim. Desgostei de com força! Para mim não fuincionou não. Talvez pela leitura do livro, mas todo mundo que viu comigo teve a mesma péssima impressão.

    Pedro – Eu achei a menina péssima! Ela parece uma boneca sem sentimento nenhum.

    Menininha bossa-nova – O livro é fraco e, pelo que pude ver, é bem mal traduzido, mas, sem dúvida, fez o pessoal mais velho voltar a ler, o que é sempre muito bom.
    Histórias sobre vampiros são sempre atraentes, principalmente pelas histórias de amor que a cercam.
    O filme é um fracasso. Uma das piores adaptações que eu já vi!

    Beijocas para todos!

  4. Pois é… sou professora de Português e meus alunos só falam nessa série… acabei lendo pra conferir do que se tratava. Concordo com sua crítica do filme… Se tiver um tempinho, passe lá no meu blog pra ler meus comentários sobre o livro… meio revoltados, mas tudo bem. Parabéns pelo blog.

  5. Não achei tão ruim assim. O filme tem suas qualidades (visual teen muito bem elaborado, protagonista competente) assim como tem defeitos óbvios e que você citou no texto.

  6. Nossa, você realmente desgostou do filme, rsrsrs. Eu reconheço seus defeitos, mas achei um entretenimento eficiente. Conseguiu me divertir.

    Nota 7.5

    Ciao!

  7. Nem de graça quero ver …
    Só se aparecer motivo de força maior (uma menina bem bonita e uma garrafa de cachaça) pra me convencer a ir …

    abraços!

  8. É isso ai, Ceci. Acredita que vi 16 minutos do filme e sai da sala de cinema? Não consegui suportar a ruindade do filme, que logo de cara ja me irritou. Foi algo mais particular, admito, mas que é ruim…é! uahuahu! Beijos.

  9. Nossa, eu adorei “Crepúsculo”, e olha que não esperava grande coisa desse filme. Confesso que fiquei com vontade de conferir a obra, mas até agora não fiz isso…

Botão Voltar ao topo