Crítica | Streaming

Desejo e Reparação

Visto em DVD(Atonement, GBR/FRA, 2007)

Drama

Direção: Joe Wright

Elenco: Saoirse Ronan, Brenda Blethyn, James McAvoy, Keira Knightley, Juno Temple, Patrick Kennedy, Benedict Cumberbatch, Romola Garai, Vanessa Redgrave

Roteiro: Ian McEwan (romance), Christopher Hampton

Duração: 123 min.

Minha nota: 7/10

Depois de muito sucesso e de muitas críticas positivas, finalmente assisti a Desejo e Reparação. Baseado no famoso romance Reparação, do britânico Ian McEwan, o filme traz a triste história de Briony, um aspirante a escritora que com sua imaginação destrói a sua vida e a de mais duas pessoas.

Robbie Turner e Cecilia Tellis vivem uma das histórias de amor mais tristes dos últimos tempos. Por causa de um vaso quebrado, os dois tem uma pequena discussão e ela resolve se despir para pegar um pedaço caído dentro de uma fonte.

Briony, irmã mais nova de Cecilia, com 13 anos, vê a cena e cria uma história de agressão sexual que só piora com outros fatos até culminar na acusação de que Robbie havia estuprado sua prima, Lola.

O filme tem um visual lindíssimo! A fotografia, de Seamus McGarvey, é quase perfeita e, além de se aproveitar de muitas paisagens naturais, ainda provoca os espectadores com as imagens.

O elenco está todo afiado, com destaque para a jovem Saoirse Ronan, que interpreta a pequena Briony. James McAvoy e Keira Knightley, os protagonistas da história de amor, estão convincentes, apesar de vez por outra escorregaram em maneirismos que já o acompanham há algum tempo.

Outros pontos altos do filme são a direção de arte de Sarah Greenwood e Katie Spencer, o figurino de Jacqueline Durran e a maravilhosa trilha de Dario Marianelli.

O diretor, sempre fiel ao romance, acerta na maioria dos enquadramentos e quando decide contar a história com várias idas e vindas, mas a idéia acaba perdendo seu brilho na segunda metade do filme, quando algumas cenas se alongam demais.

Com essa perda de ritmo o filme se torna cansativo em algumas passagens, mas consegue se segurar na boa história até que se recupera antes do final.

No final do balanço, o resultado é positivo e o filme é uma excelente pedida para quem quer assistir a um bom drama.

Os mais sensíveis não podem esquecer o lencinho.

Um Grande Momento

A entrevista.

Logo-Oscar1Oscar 2008
Melhor Trilha Sonora (Dario Marianelli)



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Filme, Roteiro Adaptado, Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan), Fotografia (Seamus McGarvey), Direção de Arte (Sarah Greenwood, Katie Spencer), Figurino (Jacqueline Durran), Trilha Sonora (Dario Marianelli)

BAFTA: Filme, Ator (James McAvoy), Atriz (Keira Knightley), Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan), Filme Britânico, Direção, Roteiro Adaptado, Fotografia, Direção de Arte, Figurino, Maquiagem (Ivana Primorac), Edição (Paul Tothill), Som (Danny Hambrook, Paul Hamblin, Catherine Hodgson, Becki Ponting), Trilha Sonora

Globo de Ouro: Filme de Drama, Direção, Roteiro Adaptado, Ator de Drama (James McAvoy), Atriz de Drama (Keira Knightley), Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan)

Festival de Veneza: Leão de Ouro, Prêmio do Fórum de Cinema e Literatura

Links

Imdb

 

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Olá, Lella!

    Que bom que gostou dos textos.
    Espero que volte mais vezes.
    Quanto ao texto, pode utilizá-lo lá sim, sem problemas. É só citar a fonte…

    Beijocas

  2. Oi Cecília!

    Retribuindo a visita. E fiquei lendo alguns dos seus textos. Gostei muito!
    Aproveito para lhe deixar um convite/pedido, o de você compartilhar esse seu texto. Eu ficaria feliz se ele fizesse parte do acervo de lá!

    Beijo grande,

  3. Oi, gente!

    Marcelo – É positivo, mas a segunda parte poderia ter sido melhor lapidada.

    Kau – Eu não li o livro, mas eu já sabia que o ponto principal não era o do filme.

    Thiago – Muita gente considera esse filme o melhor do ano mesmo. Eu até acho bom, mas outros são melhores. Eu também fiquei curiosa para ler o livro.

    Robson – A trilha do filme é realmente demais. Casava sempre perfeitamente com o que estávamos vendo.

    Red – É um tema muito duro, né? Imagina a culpa e a dor que Briony levou o resto da vida… Mas não achei as atuações assim tão brilhantes, com excessão de Saoirse e Vanessa Redgrave.

    Lucas – Realmente os planos e a fotografia são pontos altos do filme. Mas acho o ritmo bem deficiente.

    Wally – Muita gente está discordando de mim hoje. Hehehe. É aquele negócio: cada olhar vê um filme diferente, né?

    Jeff – O primeiro ato é muito bom. Excelente, eu diria, mas as coisas se perdem um pouco no tempo.

    Pedro – Já tinha até falado pro Wally que tinha muita gente não gostando de mim com esse post. Hehehe. Ainda bem que você chegou!

    Beijocas a todos

  4. Que maravilha de opinião, bate com a minha. Não acho o filme tudo isso, é bom e só.

    Abraço!

  5. também acho que no segundo ato o ritmo cai um pouco e fica meio aquelas histórias de amor dramáticas demais. mas se vermos pelo lado de que aquilo tudo era uma tentativa de reparação da briony, bem, já dá para aceitá-lo um pouco melhor.

    anyway, o primeiro ato e o terceiro são tão bons, tão ricos, tão bens construídos que como um todo desejo e reparação é foda demais. e tecnicamente é irretocável.

    []s!

  6. Por ser apaixonado por este filme Ce, eu discordo de alguns pontos ressaltados por você. Para mim, cada quadro tem um significado e cada diálogo uma importância. Achei tudo muito belo, orquestrado com primor, atuado com excelência e fazendo uma bela homenagem não só ao amor, mas ao cinema em sí (a imagem do Robbie chorando copiosamente diante de uma tela de cinema passando um filme romântico é uma das imagens mais belas que já vi).

    Por isso, dou nota máxima ao filme. Um 10 com muito gosto!

    Ciao!

  7. eu ADORO esse filme e acho a performance da saoirse fantástica! ela conduz o filme muito bem. a fotografia é de altíssima qualidade e tem um plano sequencia de tirar o chapeu (no final da guerra)… vários figurantes, banda, cavalos, tudo em perfeita sincronia. pra mim é um dos pontos mais altos do longa. particularmente nao gosto de keira como atriz. o roteiro é bem desenvolvido, tem ritmo e adoro a ideia de apresentar um fato/problema visto por outra pessoa.

  8. Adorei o filme. Um argumento cru e bem sustentado que nos leva à profundeza das profundezas da alma humana. Um drama tão triste quanto belo na sua abordagem. Actuações do melhor.

    9/10.

    Beijinho.

  9. Eu AMO drama e esse entrou na minha lista de prediletos, achei quase tudo muito bom e digno. A trilha também é fantástica, pra foram ****.

    =)

  10. Olá…Tudo bem? Primeira vez que venho aqui!

    Nossa, eua dorei esse filme, e acho que foi um dos melhores desse ano que está terminando. Ainda não chegui a ler o livro, mais tenho curiosidade…Aliás, sempre que o filme é adaptado de um livro, tenho curiosidade de ler.

    Abraços…e adorei o blog.

  11. Cecília, eu li Reparação e por isso não sou o maior fã do filme. A obra fala única e exclusivamente de Briony e seu desejo constante de voltar atrás e ter o perdão da irmã (de fato, reparar o que fez). Mas o filme quis dar enfoque muito mais ao romence de Keira e James, o que me irritou profundamente.

    Beijos!

  12. Achei o resultado do filme bem positivo!! Mesmo com algumas partes demoradas demais, toda a ótima história e o incrível visual fazem valer a pena
    bj

Botão Voltar ao topo