Crítica | Streaming

Hairspray – Em Busca da Fama

Visto em DVD( Hairspray, EUA, 2007)

Musical

Direção: Adam Shankman

Elenco: Nikki Blonsky, John Travolta, Christopher Walken, Amanda Bynes, Michelle Pfeiffer, James Marsden, Queen Latifah, Zac Efron

Roteiro: John Waters (roteiro de 88), Leslie Dixon, Mark O’Donnell, Thomas Meehan

Duração: 117 min.

Minha nota: 6/10

Outro dia estava lendo um texto do André Sobreiro no Palpitando que falava justamente do comportamento das pessoas quando o que está diante delas é um musical. Enquanto a metade sorri feliz e balança o pé marcando o ritmo, a outra está com um super dor de cabeça e doida para que a tortura acabe logo.

Eu faço parte da primeira turma e sou daquelas que, além de dançar, ainda compra a trilha sonora quando sai. Ou seja, gostei de Moulin Rouge, de Chicago e até das seqüências de dança do novo sucesso do momento High School Musical.

A história do filme é a seguinte: uma menina gorda e rejeitada não se abala com nada e tem como principal objetivo de vida ser dançarina do programa de auditório mais famoso de sua região. Claro que todos os dançarinos são magros, com cara de elite, e só não são 100% brancos porque existe um dia totalmente destinado aos negros. As duas raças não se misturam nunca.

O filme tenta tratar justamente a diferença, mas não tem muito sucesso. Querendo passar um ar de integração e marcar sua crítica, faz menções bem preconceituosas e nem se dá conta. Na detenção da escola só há negros, a mãe gorda só deixa a filha ficar na casa de negros depois que lhe mostram um mesa cheia de comidas e um dos negros salva a amada com um punhal que carrega sempre consigo.

Apesar deste problema, que é grave, o filme, inspirado no longa Hairspray: E Éramos Todos Jovens, de John Waters, é interessante e tem as letras de músicas mais engraçadas que eu já ouvi em um musical. Compostas por Marc Shaiman, são elas que conseguem prender o espectador, já que o ritmo não se mantém na primeira parte e só engata depois de algum tempo.

Outra coisa que chama a atenção é a mãe gorda que passa os dias lavando e passando roupas para fora interpretada por ninguém menos que John Travolta, que consegue defender muito bem o papel (vivido por Divine na versão não musical de 1988) e, sem grandes afetações, convence como mulher. Seu marido é Christopher Walken, outro dançarino conhecido do cinema.

O resto do elenco conta com nomes como Michelle Pfeifer, Amanda Bynes, James Marsden e Queen Latifah e se sai muito bem tanto cantando como atuando. A única excessão é Zac Ephron, que está preocupado demais e não consegue transmitir muita verdade.

Um bom programa para aqueles que curtem musicais e adoram prestar atenção nas letras cantadas.

Um Grande Momento

A mãe e o pai fazem as pazes.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

BAFTA: Maquiagem

Globo de Ouro: Filme Musical/Comédia, Atriz (Nikki Blonsky), Ator Coadjuvante (John Travolta)

MTV Movie Awards: Revelação Feminina (Nikki Blonsky), Revelação Masculina (Zac Ephron), Estréia de Verão Ainda Não Vista.

Links

Site Oficial

Imdb

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

16 Comentários

  1. eu gostei bastante do filme e as tiradas preconceituosas foram proposital mostrando a mentalidade da época, como que mostrando o absurdo da situação, a mãe que não gosta de negros sem motivo aparente e depois de ser subornanda por comida passa a achar eles gente boa ou a musica que diz que “pra que saber ler ou escrever se eles eram bonitos e sabiam dançar”. Achei uma comedia bem inteligente

  2. hairspray nao é meu fevorito e recentemente fiquei surpreso com mamma mia, que é leve, divertido. eu gosto de algumas musicas de hairspray e acho que a michelle pfeiffer me chama mais a atencao q qquer um no elenco.

  3. Eu gostei bastante desse filme, até entrou na minha lista de melhores do ano passado.

  4. Cecilia, assista ao Hairspray dirigido pelo John Waters. contraventor, muito melhor que esta versão hollywodiana (embora ele tenha escrito o reoteiro desta versão). Bjos

  5. Tem tanto musical bom, Robson. Se você gostou de Moulin Rouge, de repente até gosta de Chicago, hein… Já tentou?

    Quem não gosta de musical sempre fica com o pé atrás mesmo, Alyson, normal! Mas se você gostou de dois e de um mais ou menos, não tem tantos problemas assim com o gênero.

    Beijocas para os dois.

  6. Com exceção de Moulin Rouge e Chicago, os demais musicais não me cativaram. “Dreamgirls” até que não é tão ruim, mas achei um pouco lento. Já “Hairspray” não me chamou muito a atenção (coisa que a maioria das vezes acontece comigo, em relação ao gênero) e com essas críticas não tão atraentes, fica dificil eu dar uma chance ao mesmo.

    Beijos!

  7. Todo mundo sabe que não sou chegado a musical… quero distância!! Salvo Moulin Rouge claro!! uahuahauhauha

    Fiquei curioso sobre a tal surpresa… diga o que ééé! pelo menos em partes!!uhauahauhauh

    bjo

  8. Olá, pessoal!

    Johnny – Pensando praticamente, acho que você faz parte dos que não gostam de musicais. Você gostou de Chicago? E de Moulin Rouge?

    Pedro – Só achei chato no comecinho, depois engrenou.

    Alex – O elenco é muito bom mesmo. Mas o ritmo é um problema grave do filme.

    Wally – Entretem com certeza, mas é bem preconceituoso. Por isso a nota foi mais baixa.

    Kau – Bom, não conheço o musical da Broadway, mas o elenco do filme está ótimo.

    Vivi – Esse mérito é dele mesmo. Faz tempo que o gênero foi abandonado. A gente só conseguia ver em canais como o TMC.

    Dan – Ah, se não gosta de musicais é melhor deixar a idéia para lá. Um dia, se estiver passando em algum lugar…

    Beijocas a todos!!!

  9. Ainda não vi este filme… Não sou um grande apreciador de musicais e acho que este filme não encaixa muito bem no meu estilo…

    Mas quem sabe se não lhe dou uma vista um dia destes ;)

  10. eu adoro Hairspray, ele foi o precurssor da volta das comedias musicais, precedido de Encantada e Mamma Mia!
    bjooo

  11. Cecília, eu adorei Hairspray. Talvez por que acho o muscial da Broadway maravilhoso… e pq a adaptação, mesmo faltando coisas, ficou excelente.

    O destaque é o elenco…

    Bjos!

  12. Eu gostei mais do filme do que você. Achei super vivo e divertido. Tem uma cena completamente desnecessária, mas no fim, o pacote entretem.

    Nota 8

    E sim, O Vidente é terrível! Mas adorei Cloverfield. =D

    Ciao!

  13. Cecilia, eu gostei muito de “Hairspray”, pois foi um musical muito gostoso tanto de se ver no cinema e em casa. O elenco é dez e existem números muito bem coreografados, mas tive problemas com as canções que falam sobre essa atração de Nikki Blonsky por Zac Ephron. Acho que elas fazem o filme perder um pouco do ritmo e da graça.

  14. Tive uma ótima experiencia com Walk Hard … e Mamma Mia foi praticamente uma tortura …

    Quero ficar um pouco longe de musicais por um bom tempo …

Botão Voltar ao topo