Crítica | Streaming

High School Musical 3: Ano da Formatura

Visto no Cinema(High School Musical 3: Senior Year, EUA, 2008)

Musical/Infantil

Direção: Kenny Ortega

Elenco: Zac Efron, Vanessa Anne Hudgens, Ashley Tisdale, Lucas Grabeel, Corbin Bleu, Monique Coleman, Bart Johnson, Olesya Rulin

Roteiro: Peter Barsocchini

Duração: 112 min.

Minha nota: 5/10

Hoje foi dia de levar o Rodrigo e mais três amigos para conferirem o novo filme da turminha sensação do momento. High School Music 3 estreou ontem nos cinemas nacionais e levou milhares de pequenas e pequenos ao cinema.

Pela primeira vez a Disney leva às telonas os personagens Troy, Gabriella, Sharpay, Ryan, Chad e Taylor, que hoje em dia fazem parte da vida da maioria dos pré-adolescentes e crianças do mundo. Tudo isso depois de dois filmes produzidos para TV que contavam as aventuras da turma dentro e fora da escola.

Neste terceiro filme eles estão se despedindo do colegial e têm que escolher o seu futuro acadêmico e muitos deles passam por dúvidas. Troy e Gabriella continuam namorando, assim como Chad e Taylor e Sharpay continua invejosa. O time de basquete da escola tem que decidir mais uma partida e mais um musical vai acontecer para encerrar o ano letivo.

A minha ida ao cinema foi totalmente como acompanhante das crianças. Tinha a impressão de que dormiria o filme inteiro e ficaria bem mal-humorada. Depois de uma hora de fila para ingressos e meia para as pipocas, o lugar não era dos melhores. Na segunda fila, tive que agüentar os chutes nas costas da minha cadeira e os gritinhos histéricos quando Zac Efron ou o nome do filme apareciam na tela (isto significava que não ia conseguir dormir nem se estivesse com muito sono).

Mas não é que o filme não foi tão sofrido assim? Por incrível que pareça e independente das vozes chatíssimas de Vanessa Hudgens e Ashley Tisdale, o filme não é tão ruim quanto eu esperava. Ao contrário, em um momento “eu confesso” posso até dizer que gostei de algumas coisas.

Achei interessante ter tanta criança em um filme exclusivamente musical e tenho que admitir que a maioria das coreografias de Charles Clapow é bem interessante. Também gostei das atuações de Corbin Bleu e de Zac Efron.

As seqüências musicais da escolha da roupa para o baile, do ferro velho e das dúvidas de Troy são muito boas e, por mais que sejam extremamente ingênuas, são bem ao estilo clássico dos musicais que conhecemos.

Mas é uma atração bem infantil e o público mais velho pode ficar cansado muitas vezes, ou pela quantidade de números musicais, ou pela história bobinha até demais.

Bom para levar os pequenos e se distrair das coisas do dia a dia. Uma dica legal: observe as reações deles ao que está acontecendo na tela, é impressionante como o filme mexe com os menores.

Pessoas que não curtem musicais devem evitar com todas as forças!

Um Grande Momento

No ferro-velho…



Links

Site Oficial

Imdb

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Esse filme pra mim e muito importante de todos que eu ja assisti!!!!!!!!!!!Nao dá nem pra acreditar que é o útimo filme!!!!!!!!

  2. Oi, Dani!
    Ah, teve isso mesmo e eu fiquei perguntando várias coisas para as amigas do Digo. Mas acho que a idéia deles era fazer um filme para os que viram os outros filmes, né?
    E algumas seqüências musicais são ótimas, tirando a voz das meninas. Hehehe.

    Beijocas

  3. Realmente fiquei surpresa com o filme. Pensei que seria mais um besteirol, aquela coisa chata e entediante. Assim que entrei na sala, pensei: o que eu tô fazendo aqui? Paguei pra dormir!
    Mas depois até que me adaptei a idéia, tenho que confessar que até me emocionei em alguns momentos. Gostei de umas músicas e convenhamos que os atores não são feios. NÃO MESMO!
    Algo que não gostei:o fato de eles não terem feito uma volta à história original, para quem nunca viu a série poder entender. Tanto é que se eu não estivesse acompanhada de amigos do meu irmão, não teria entendido NADA ; As vozes de Vanessa H. e Ashlee T.. Já era esperado que elas cantassem e eu já havia ouvido as voizinhas nas paradas top de músicas pop, mas elas cantando NO FILME, foi BEM pior. Até porque a Vanessa cantava o tempo todo, né?
    De resto, o filme até que foi bom!
    :)

  4. Hahahahahaha!
    Só você mesmo, Johnny!
    É aquela história, depois que a gente tem filhos nem sempre escolhemos. Hehehe

    Beijocas

  5. Assim …
    Se você me ver vendo isso no cinema …
    Ligue para 190 … tá acontecendo um sequestro …

  6. Oi, gente!!!

    Bruna – Pois é… Eu tenho que confessar que não conhecia muito desse negócio não e sempre achei as músicas terríveis. As vozes femininas são, para mim, o maior problema do filme. E obrigada pelo elogio. Outro dia um anônimo deixou um recado que me deixou triste em Última Parada 174…

    Vivi – Eu não posso dizer isso pois não conheço muito do percurso do HSM. Achei que o filme ia ser pior do que tratamento de canal, mas foi até bonzinho… Hehehe

    Marcus – Hahahahaha. Sábia escolha!

    Red Dust – Ah sim. Eles adoram e eu como mãe não tenho muito como fugir, né?

    Vinícius – Sério esse negócio do Oscar. Nossa nem cogitei essa hipótese, mas com certeza o filme vai bombar na bilheteria! Também nunca gostei dessa mania não e tem umas coisas bem sem graça mesmo, de repente as minhas expectativas baixas aumentaram o filme.

    Marcel – Faça como o Marcus Vinícius. Quando passar na TV aberta, você assiste! Hehehehe

    Kau – Eu entendo, também não sou muito chegada não! Hahahaha. Lugar novo, é? Vou entrar lá e linkar aqui também.

    Sérgio – Hahahaha. Não fala nunca não. Vai que vira o remake vira mania, o original começa a ser reprisado e os seus filhos resolvem que têm que assistir de qualquer maneira e querem você ao lado deles. Hehehehe.

    Hugo – Se não gosta de musical é melhor passar mesmo. O filme tem música até demais! Muita gente saiu do cinema reclamando disso!

    Beijocas para todos!

  7. O gênero musical não está entre meus prediletos, não assisti sequer o primeiro filme.

    Bjos

  8. Cecília, eu confesso que detesto essa turminha hahahahaha. Mas me parece que este novo é bem diferente, né? Algo mais grandioso…

    Estou com um novo blog na área. Deixei o Cinefilando e abri o Bit of Everything (http://bitlofleverything.blogspot.com/). Seu blog já foi adicionado!

    Bjos!

  9. Só vi o primeiro, o segundo cheguei a ver algumas partes mas não consegui ver todo. Esse ainda nem sei se me darei ao trabalho de tentar.. =)

  10. Vi o primeiro e não achei muita graça, não gosto dessa mania “HSM” que surgiu nos últimos anos. Mas a crítica diz que esse é o melhor e até pode conquistar indicação ao Oscar de canção – algo provável pela gigantesca bilheteria. Enfim, quem sabe…

  11. Naaa… este definitivamente está dispensado. Provavelmente para a meninada até será um filme interessante.

    Beijinho.

  12. Até tem umas menininhas bonitinhas nesse filme, mas assisto um dia na Globo, quando os demais canais saírem do ar… =P

    Beijo grande!

  13. olha, se não é tão chato quanto parece já vale a pena…amo musicais mas acho que HSM se perdeu no seu percursso.
    bjokas,
    vivi

  14. Eu esperava o mesmo do filme. Mas, para minha surpresa, até gostei e não tive uma vontade desenfreada de falar mal.
    Só que as vozes femininas são bem ruins. Pra mim essa foi a parte fraca do filme. O resto está em um nível muito bom.
    Beijão e parabéns pelas impressões sempre divertidas e verdadeiras (sem aquela onda de crítico intelectual que fala díficil). :)

Botão Voltar ao topo