festivaisFIC Brasília

La León

(La Léon, ARG/FRA, 2007)

Drama

Direção: Santiago Otheguy

Elenco: Jorge Román, Daniel Valenzuela, José Muñoz, Juan Carlos Rivas, Mirta Duran Rivas

Roteiro: Juan Diego Solanas, Santiago Otheguy

Duração: 85 min.

Minha nota: 5/10

La León se passa em uma pequena comunidade às margens do rio Paraná completamente isolada das grandes cidades e conta a história de Alvaro, um homem calado e contido que divide seu tempo entre pescarias, colheita de junco e leitura de livros.

Alvaro não consegue se integrar na comunidade local por ser homossexual e sofrer constantes agressões do tacanho, preconceituoso e violento El Turu, piloto da embarcação GR León, responsável pela ligação do vilarejo com a cidade grande.

Uma história boa mas que custa a acontecer e, apesar da fotografia em preto e branco estonteante e poderosa, o filme não tem muito mais a oferecer.

A apresentação para o público da homossexualidade do protagonista se dá de maneira muito forçada, assim como soa falsa a agressão sexual.

A qualidade técnica do filme é inegável e os atores, que parecem ser da região, se apresentam bem à vontade em cena.

O material seria perfeito para um curta-metragem. Na verdade, a idéia era mesmo filmar um curta, mas Otherguy achou o resultado final muito bom e convenceu os produtores a aumentarem o projeto. Vale lembrar que esse é o primeiro filme do diretor.

Daqueles que a gente não pode estar com sono na hora de assistir. Foi selecionado para a mostra voltada ao público gay no festival do Rio e ganhou o festival LGBT de Torino, mas não aborda somente esta questão.

Colaboração de Bruna Bites e Marcelo Silva.

Um Grande Momento

Depois de guardar o troféu.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Festival de Berlim: Menção Especial

Links

Imdb

Omelete

 


FIC Brasília 2008

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Sim sim… É totalmente p&b! E a fotografia é inacreditável, linda, linda…

    Mas quanto à questão homossexual, achei errônea.

    Beijocas

  2. Impressionante como esse filme vem sendo acusado de mostrar o homossexualismo de forma forçada.

    E jura que é p&b? Pode ser um aspecto interessante…

    Bjos.

Botão Voltar ao topo
Fechar