Crítica | Streaming

O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford

Visto em DVDIndicado(The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford, EUA, 2007)

Drama/Faroeste

Direção: Andrew Dominik

Elenco: Brad Pitt, Casey Affleck, Sam Rockwell, Sam Shepard, Mary-Louise Parker, Jeremy Renner, Garret Dillahunt, Paul Schneider, Zooey Deschanel

Roteiro: Rob Hansen (romance), Andrew Dominik

Duração: 160 min.

Minha nota: 8/10

Por si só, a história de um dos maiores fora-da-lei dos Estados Unidos já daria muito pano para manga, vide todos os livros, gibis, músicas e filmes que trataram do mesmo tema. Os roubos, a vida e a morte de Jesse James estão sempre sendo recontados e Andrew Dominik resolveu mostrar a sua versão para a história.

Jesse e seu bando eram famosos por roubos audaciosos a bancos e ferrovias. Apesar de sempre favorecerem somente a si próprios, consquistaram a simpatia da população americana e são vistos até hoje como os maiores símbolos do velho-oeste.

O tempo excessivo e o ritmo às vezes lento demais podem causar algum desagrado na platéia, mas são fundamentais na construção de uma obra de arte do cinema. Com uma fotografia impressionante e atuaçãos para lá de inspiradas, o filme vai se entranhando dentro de quem o asssiste e, de uma maneira sutil, faz com que vivamos tudo aquilo que vemos na tela.

O elenco está perfeito para um filme de western que não é como todos aqueles que já conhecemos e que vez por outra aparecem modernizados na tela. Brad Pitt interpreta um cansado e quase descrente Jesse James, enquanto um surpreendente Casey Affleck (que é muito melhor que o irmão mais conhecido) faz as vezes do afetado, fanático e traíra Robert Ford. Outros grandes nomes também estão presentes e Sam Rockwell merece destaque como Charley, o fiel escudeiro e James e, ao mesmo tempo, irmão mais velho de Ford.

A fotografia, de Roger Deakins, o favorito dos irmãos Coen, é algo que supera toda e qualquer expectativa. As composições, as cores e as locações são tão perfeitas que quase podemos conversar com aquilo que vemos.

A trilha sonora de Nick Cave e Warren Ellis também tem um papel muito importante no clima do filme.

Indispensável para todos aqueles que gostam do bom cinema.

Como disse antes, não deixe que o tempo do filme te desanime, pois o final é recompensador. Procure assistir descansado e, de preferência, sem ter acabado de comer muito.

Um Grande Momento

Brad Pitt, Casey Affleck e Sam Rockwell conversam no meio da noite e uma faca surge do nada.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Ator Coadjuvante (Casey Affleck), Fotografia (Roger Deakins)

Globo de Ouro: Ator Coadjuvante (Casey Affleck)

Festival de Veneza: Leão de Ouro, Melhor Ator (Brad Pitt)

Links

Site Oficial

Imdb

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. Oi Tito!

    Ah, eu gostei muito. Mas tenho plena consciência que foi a fotografia do filme que me conquistou. A cada nova tomada ficava de boca aberta com a composição da cena.

    Beijinhos

  2. A melhor coisa do filme é realmente a fotografia. Casey Affleck é uma grata surpresa. Ainda assim, não curti muito o filme.

  3. Oie!

    Wally – É mesmo um grande momento, mas eu fiquei passada com a cena dos três no quarto. Eles são muito bons!!!

    Red Dust – Eu acho que o único problema foi esse mesmo, mas eu adorei cada segundo (mesmo que ele estivesse sobrando).

    Beijocas para os dois.

  4. Um filme com extraordinárias sequências cinematográficas. Engasgou-se um pouco no seu estilo lento de contemplação para os acontecimentos. Grandes trabalhos de Pitt e Affleck.

    Beijinho.

  5. Belíssimo filme. Fotografia meticulosa, roteiro sensível, direção lírica e atuações impecáveis. Meu momento preferido é o do assassinato em sí. De cortar o coração.

    Nota 9,0

    Ciao!

  6. Oi gente!!

    Pedro – Eu fiquei impressionadíssima com a fotografia, como vocês devem ter notado. Não desmerecendo a maravilhosa fotografia de Robert Elswit em Sangue Negro, mas acho que a de Deakins ainda é muito superior.

    Robson – Acho que você vai gostar.

    Marcelo – Oi, primo!!! Que bom você comentando. Adorei! Eu acho que você vai gostar. É muito bom!

    Rê – Obrigada pela lembrança. Passei a semana toda falando da data e justo hoje tinha esquecido.

    Beijocas a todos

  7. fala prima
    aqui é o celo no meu primeiro comentário no seu blog
    hehehe

    jah tava com vontade d ver esse filme quando ele tava em cartaz, mas nao deu
    e agora dps desse seu comentario eh q fiquei mais animado ainda p assistir

    p.s.: é o meu primeiro comentario, mas as minhas visitas sao quase diarias! bjao

  8. Esse é um filme que quero ver mas ainda não tive oportunidade!

  9. Um belo filme realmente. Um bom elenco e uma fotografia que poderia ter ganho o Oscar. Casey Affleck manda bem…

    Abraço!!!

Botão Voltar ao topo