Crítica | Streaming

Verônica

Visto no Cinema(Verônica, BRA, 2009)

Ação

Direção: Maurício Farias

Elenco: Andréa Beltrão, Matheus de Sá, Marco Ricca, Giulio Lopes, Andréa Dantas, Flávio Migliaccio, Camila Amado, Aílton Graça, Alexandre Zacchia

Roteiro: Bernardo Guilherme, Maurício Farias

Duração: 90 min.

Minha nota: 6/10

Andréa Beltrão é daquelas atrizes que fazem qualquer programa valer a pena. Versátil como poucas, atualmente está encenando a peça As Centenárias com Marieta Severo, sua colega de elenco na série televisiva A Grande Família. Ela também é uma das irmãs Cajazeiras na adaptação de O Bem Amado para o cinema e participa do novo filme de Sérgio Rezende, Salve Geral.

Enquanto tudo isso acontece, o trabalho da atriz pode ser conferido nas telonas em Verônica. O filme conta a história de uma professora que não tem mais ânimo para dar aulas, mas não pode parar porque precisa continuar comendo. Tudo muda, porém, quando os pais de um aluno seu não chegam para buscá-lo e ela o leva em casa.

O tema nas telas é aquele mesmo que já estamos acostumados a ver, mas a sutileza escolhida pelo diretor para contar a história faz toda a diferença. Apesar de ser focada exclusivamente na violência urbana, não vemos o sangue transbordado na tela o tempo todo e ainda assim continuamos atentos. O fato de estar no cinema conferindo um filme de ação completamente nacional, mas que faria sentido em qualquer lugar do mundo, também me agrada bastante.

Entre os pontos positivos merecem destaque a atuação de Beltrão, ótima como sempre e de Matheus de Sá, como o menino, e o bom roteiro.

Apesar de toda redondinha, a produção poderia ter tomado um cuidado com a escolha do casting que acerta em quase todos os papéis mas deixa a desejar em um ou dois coadjuvantes. A trilha sonora, assinada por Branco Mello e Emerson Villani é boa e funciona, mas sobra em algumas seqüências.

Outra coisa que incomoda é a mudança visual na saída do morro e na loja de carros. Além de não ter justificativa, ainda dá uma impressão errada de que um dos grupos que persegue a professora é mais perigoso do que o outro.

Mas o filme é bem competente em seu gênero e, sem dúvida, muito melhor do que várias porcarias enlatadas que vemos por aí. Poderia ser melhor, mas é a terceira experiência de Maurício Farias que parece ter se encontrado nos filmes de ação e pode surpreender no futuro.

Para quem não suporta, a película também é Globo Filmes e aquela cara de tv aparece, não tanto quando o usual, mas está lá.

Um Grande Momento

Correndo pelas ruas.

Veronica_poster

Links

Site Oficial

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

14 Comentários

  1. Filme extremamente ruim, clichê de filme americano, com atuações fracas e argumentos pobres, sem referência ao roteiro, que é praticamente plágio do filme GLORIA, original de 1980 de John Cassevetes e refilmagem, GLORIA, de 1999 com Sharon Stone, e ninguém fala nada… (crítica Oficial) “os caras tem medos do patricios…”
    E dizem que o cinema nacional esta evoluindo, quanta pretenção de um roteiro adaptado, para um triller pobre e de pouca imaginação.

  2. Oi, gente!!!

    Vinícius – Ela está muito bem, mesmo! Vale o ingresso.

    Sérgio – Bom, eu tenho aquele negócio de ver filme nacional sempre no cinema. Acho que ajuda, sei lá. Mas no DVD também tá valendo, né? Hehehe.

    Alex – É bem parecido mesmo, mas tem muita coisa diferente. E Andréa Beltrão está ótima.

    vdj – ;)

    Anderson – A nota não pode ser mais alta por problemas técnicos, que existem e não há como negar, mas tente ver depois então.

    Thayze – É hoje o dia, ou melhor a noite. Assim que chegar em casa em vou escrever…

    Jamine – Ih, você vai ter muita coisa para ver quando chegar aqui. A produção só melhora e está cada vez mais variada.

    Amanda – Mas é aquele negócio, para ela distribuir tem que ter, previamente, aquela cara, né? Mas acho que isso está melhorando com o tempo. Quem sabe um dia…

    O Cara – Você merece, viu? O trabalho de vocês também é demais!

    Louis – Oiee! Você está voltando ou é só uma visitinha? Acho que não fica esse tempo todo não, infelizmente. Mas Se Eu Fosse Você, com o sucesso que anda fazendo, é bem capaz!

    Bruna – É aquelee negócio de falar mais do que se precisa, né? Só que no caso com música. E até que era boa, só estava exagerada.

    Beijocas a todos!!!

  3. Oi!!!
    Concordo com você em tudo. O lance da trilha, especialmente, me incomodou. Não souberam deixar o silêncio falar algumas vezes. Toda cena era pontuada por uma música, sem exceção, quando a imagem já dizia tudo.

    Mudando de assunto, deixei uma coisinha pra você: http://esseebom.blogspot.com/2009/02/o-retorno.html

    Beijão!

  4. Fala, querida Cecilia! :-)

    Estou indo para o Brasil no começo de março e quem sabe pego esse Veronica ainda nos cinemas? Gosto muito dos atores!!

    Beijão!

  5. É tão importante receber um selo de você, viu? Gosto muito do seu trabalho aqui… Passei mais para dizer isso mesmo e que respondi ao selo, agora quem sabe você não ganha sua caricatura? Rs… Abraços…

  6. Penso parecido com você, Andréa Beltrão está ótima. E ver um filme nacional com uma temática tão universal, é uma boa surpresa. Mas, o filme tem problemas ainda.

    Ah, vale lembrar que a Globo Filmes só entrou na hora de distribuição.

  7. É verdade, a Andréa é realmente superversátil! Se eu conseguir ir pelo Brasil, com certeza estará na minha listinha de coisas para ver!

    Bjos e obrigada pela visita!

  8. … vi “O Leitor” hj! esperando ansiosamente pela sua críticaa. =)

  9. Esse não me anima a ir assisti-lo no cinema. Ainda mais depois da sua nota…

  10. Eu até tinha interesse em assistir “Verônica”, pois Andréa Beltrão é uma das minhas atrizes brasileiras prediletas. No entanto, ao ver o trailer, já noto que o filme é um plágio sem vergonha de “Glória” da cabeça aos pés!

  11. Eu tenho um certo interesse, mas talvez eu espere chegar nas locadoras.

    Até mais!

  12. “Andréa Beltrão é daquelas atrizes que fazem qualquer programa valer a pena” exato! Na verdade se eu ver esse filme será por causa dela. Parece ser interessante…

Botão Voltar ao topo