Crítica | Festival

Woman on the Roof

Desespero conhecido

(Kobieta na dachu, POL, SUE, FRA, 2022)
Nota  
  • Gênero: Drama
  • Direção: Anna Jadowska
  • Roteiro: Anna Jadowska
  • Elenco: Dorota Pomykala, Bogdan Koca, Adam Bobik, Dominika Biernat
  • Duração: 97 minutos

Tudo é muito claro, muito branco e incomodamente iluminado. Os movimentos silenciosos de Mira são calculados, parecem repetir um padrão, e transmitem a angústia daquela pessoa. Uma angústia que ultrapassa a tela e imediatamente contagia o espectador. Essa é a intenção de Anna Jadowska em seu longa Woman on The Roof. Os próximos passos confirmam um desespero que podia ser antecipado, embora pouco se saiba sobre tudo.

Quando as cores, sempre muito pálidas tomam a tela, a diretora mantém uma parte do suspense, mas começa a explicar parte do que aconteceu, como tudo chegou até ali. O vínculo já estabelecido com a personagem, num trabalho minucioso da atriz Doroteia Pomykala, de Desfile de Corações e do curta recém indicado ao Oscar The Dress, vai se aprofundando. Ela é uma mulher de meia-idade que tem um problema que causa muita identificação e, sabe-se, pode levar exatamente à angústia em que ela se encontra.

O roteiro de Woman on the Roof, assinado pela própria Jadowska, trabalha bem o desenvolvimento dessa persona. E a montagem de Julia Gregory e Piotr Kmiecik dá constância a essa construção. Cada passo desesperado, do mais tresloucado ao mais desalentado, encontra tempo e espaço para ser digerido e ter seu significado, consciência e consequência. O filme cresce muito pelo jeito que elabora essa espiral infinita de Mira, também cercada por elementos alheios ao caos, como na vida.

Apoie o Cenas

Envelhecer, a relação com o trabalho, com a família e os amigos, desejos e expectativas, e, claro, a questão com o dinheiro e o poço sem fundo de dívidas, juros e cobranças, fazem com que aquela jornada se torne muito palpável. Vergonha, frustração e medo são sentimentos compreensíveis. E aquela brancura enigmática do início, segue incomodando quem acompanha o filme mesmo quando se há motivos para esquecer dela, como no absurdo assalto, naquele banho de sol ou no confronto com a irmã.

Woman on the Roof é um filme temática e esteticamente cuidadoso, que alcança algo cotidiano de maneira natural e, assim, aproxima o espectador de Mira e sua história, acolhendo-a e, de certa forma, compreendendo-a. Jadowska é sensível no lidar com o passar do tempo na construção narrativa e, ao associar isso ao envelhecimento e às expectativas internas e externas que vêm com ele, surpreende.  Y

Um grande momento
O roubo impossível

[Tribeca Film Festival 2022]

Curte as coberturas do Cenas? Apoie o site!

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Assinar
Notificar
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver comentário
Botão Voltar ao topo