estante

Do You Like Hitchcock?

(Te Piace Hitchcock, ITA/ESP, 2005)

Suspense

Direção: Dario Argento

Elenco: Elio Germano, Chiara Conti, Elisabetta Rocchetti, Cristina Brondo, Iván Morales, Edoardo Stoppa, Elena Maria Bellini, Giuseppe Lo Console, Milvia Marigliano

Roteiro: Dario Argento, Franco Ferrini

Duração: 93 min.

Minha Nota: 2/10

Tem umas coisas que a gente faz com a gente mesmo que, simplesmente, não têm explicação. Uma pessoa que começa a assistir um filme italiano feito para tv, todo falado em inglês, sabendo que ele é do Dario Argento e não pára, é uma dessas coisas.

Na verdade, sempre acaba sendo um motivo para boas risadas. Afinal de contas, assim como o inferno e as boas intenções, de filme ruim a televisão está cheia. E, antes dos canais pagos, acabávamos assistindo a eles de qualquer jeito mesmo. Então, por que não?

A idéia do roteiro é até interessante. Um estudante é completamente fascinado por Hitchcock e tem o hábito de vigiar a vida dos vizinhos pela janela (óbvio, não?). Após um assassinato no prédio da frente, ele começa a formular hipóteses para a solução do caso.

Depois de muitas investigações, ele chega à conclusão de que o crime é, na verdade, uma variação de Pacto Sinistro, onde dois estranhos em um trem acordam em um matar a pessoa que atrapalharia a vida do outro.

Dario Argento é daquele tipo de diretor curioso, que tem uma composição plástica muito interessante, mas que se perde com uma tremenda facilidade. Sua fascinação por Hitchcock já é conhecida há muito tempo, tanto que seus primeiros filmes são claras homenagens ao diretor britânico.

Apesar de toda a admiração e dedicação, o roteiro é uma maluquice total, sem muito cuidado na ligação das cenas e, muito menos, na composição dos personagens, que até tentam ser bem trabalhados pelos atores, mas sem muito sucesso.

A única coisa boa mesmo é ser mais uma tentativa de homenagear o grande mestre do suspense com cenas que acabam nos lembrando clássicos como Disque M para Matar, Psicose, Um Corpo que Cai e Janela Indiscreta.

Mas pára por aí mesmo.

Detalhe importante: só para variar, a capa do filme estraga o final.

Um Grande Momento

Ahn?!?! Tem isso lá não.

Links

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. curti bastante o filme, nao achei nem um pouco tosco, me prendeu bem ate o final, fugiu do cliche com humor (as formulaçoes q fiz mentalmente sobre ligaçoes com a cena do inicio depois se mostraram erradas.. seria muito obvio e pelo visto ele fez isso pra confundir)

    varias homenagens, tanto a hitchcock qto ao estilo de cinema italiano d terror e filmes giallo… no clima do filme, luvas dos assassinos, facas.. etc.. e em relaçao a fotografia e alguns detalhes como a morte da mae no começo me lembraram muito o classico suspiria .. muita gente pode nao gostar , mas pra quem gosta de filme italiano de terror classico eu acho q e um filmasso !

  2. Claro que “Do you…” esta anos luz dos melhores trabalhos de Argento, como “Profondo Rosso”, “Suspiria” e “Phenomena”, entre outros, mas um bom entreterimento para quem é realmente cinéfilo, ou seja a maioria do pessoal que comentou por aqui HAHAHA!

  3. É mesmo né? Nem me lembrei de citar isso.. Mas aqui entre nós, ao contrário do que diz Juno, Dario Argento é melhor do que Herschell Gordon Lewis. Pelo menos eu acho…

    Beijocas

  4. Taí, um filme que ainda não assisti. Mas Argento me lembra automaticamentew a Juno e a sua discussão sobre os melhores diretores gore rsrs

  5. Oi, pessoal!

    O meu problema, Robson, é que eu sempre me divirto muito vendo filmes toscos. Então estou sempre arriscando. Às vezes não dá certo… hehehe

    Gustavo, pois é… Uma boa história muito mal aproveitada. Mas quanto ao Argento, tem muita gente que gosta dos filmes dele. Os que eu vi são fracos, mas confesso que algumas cenas têm uma fotografia muito boa.

    O problema foi o nome, Johnny, achei que seria interessante (isso antes de ler a sinopse da Sky). Aí já estava ali mesmo e fiquei. A primeira pergunta ainda não consegui responder. Mas quanto a sengunda, podia ter dormido, lido ou até mesmo jogado videogame. Qualquer opção seria mais proveitosa… hehehe

    Beijocas a todos

  6. Para você ver …
    é daqueles filmes que chega no final e perguntamos duas coisas …

    1 – o que é isso?
    2 – o que eu poderia ter feito neste espaço de tempo …

  7. Nunca tinha ouvido falar dessa produção! Jamais mesmo… E que susto perceber que é de autoria de um cineasta tido como um dos mestres do horror (também nunca vi um filme de Argento). E com ‘spoiler’ na capa ainda por cima, socorro!
    Mas, apesar das restrições, confesso que a premissa pareceu, no mínimo, interessante.

  8. Não me interessaria ver este filme, acho que nem em televisão viu Cecília?

    hehehe

Botão Voltar ao topo
Fechar