Notícias

Independent Spirit Awards 2021: Indicados

Bacurau concorre melhor filme internacional

Foram anunciados nesta semana os indicados ao Spirit Awards 2021, premiação destinada à produção independente dos Estados Unidos. O longa brasileiro Bacurau não só garantiu a sua vaga na categoria de melhor filme internacional como é, até o momento o favorito na disputa.

Esta é a 36ª edição da premiação criada em 1984 e, hoje, focada em produções que tenham custado menos de US$ 20 milhões e com uma categoria específica, a John Cassavetes, para filmes realizados com menos de U$ 500 mil.

O Spirit Awards também é conhecido por valorizar novos talentos, com várias categorias para primeiras realizações, além de uma destinada a realizadores com uma visão singular que não receberam reconhecimento merecido, a “alguém para prestar atenção”. Os produtores que mesmo com muito pouco conseguiram fazer muito também tem um prêmio só deles.

Apoie o Cenas

Os vencedores do Independent Spirit Awards 2021 serão anunciados no dia 22 de abril.

Bacurau indicado ao Independent Spirit Awards 2021

Confira a lista completa:

Melhor filme

FIRST COW, de Kelly Reichardt
A VOZ SUPREMA DO BLUE, de George C. Wolfe
MINARI, de Lee Isaac Chung
NUNCA, RARAMENTE, ÀS VEZES, SEMPRE, DE Eliza Hittman
NOMADLAND, de Chloé Zhao

Melhor primeiro filme

I CARRY YOU WITH ME, de Heidi Ewing
THE FORTY-YEAR-OLD VERSION, de Radha Blank
MISS JUNETEENTH, de Channing Godfrey Peoples
NINE DAYS, de Edson Oda
O SOM DO SILÊNCIO, de Darius Marder

Melhor diretor

Lee Isaac Chung, Minari
Emerald Fennell, Promising Young Woman
Eliza Hittman, por Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Kelly Reichardt, First Cow
Chloé Zhao, Nomadland

Melhor roteiro

Lee Isaac Chung, Minari
Emerald Fennell, Promising Young Woman
Eliza Hittman, por Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Mike Makowsky, Má Educação
Alice Wu, Você Nem Imagina

Melhor primeiro roteiro

Kitty Green, A Assistente
Noah Hutton, Lapsis
Channing Godfrey Peoples, Miss Juneteenth
Andy Siara, Palm Springs
James Sweeney, Straight Up

Prêmio John Cassavetes

THE KILLING OF TWO LOVERS, de Robert Machoian
LA LEYENDA NEGRA, de Patricia Vidal Delgado
LINGUA FRANCA, de Isabel Sandoval
RESIDUE, de Merawi Gerima
SAINT FRANCES, de Alex Thompson

Melhor ator

Riz Ahmed, por O Som do Silêncio
Chadwick Boseman, por A Voz Suprema do Blues
Adarsh Gourav, por O Tigre Branco
Rob Morgan, por Bull
Steven Yeun, por Minari

Melhor atriz

Nicole Beharie, Miss Juneteenth
Viola Davis, A Voz Suprema do Blues
Sidney Flanigan, em Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Julia Garner, A Assistente
Frances McDormand, Nomadland
Carey Mulligan, Promising Young Woman

Melhor ator coadjuvante

Colman Domingo, A Voz Suprema do Blues
Orion Lee, First Cow
Paul Raci, O Som do Silêncio
Glynn Turman, A Voz Suprema do Blues
Benedict Wong, Nine Days

Melhor atriz coadjuvante

Alexis Chikaeze, Miss Juneteenth
Yeri Han, Minari
Valerie Mahaffey, French Exit
Talia Ryder, em Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Yuh-jung Youn, Minari

Melhor fotografia

Jay Keitel, She Dies Tomorrow
Shabier Kirchner, Bull
Michael Latham, A Assistente
Hélène Louvart, por Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Joshua James Richards, Nomadland

Melhor edição

Andy Canny, O Homem Invisível
Scott Cummings, por Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre
Merawi Gerima, Residue
Enat Sidi, I Carry You With Me
Chloé Zhao, Nomadland

Melhor filme internacional

BACURAU (Brasil), de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho
THE DISCIPLE (Índia), de Chaitanya Tamahane
NIGHT OF THE KINGS (Costa do Marfim), de Philippe Lacôte
PREPARATIONS TO BE TOGETHER FOR AN UNKNOWN PERIOD OF TIME (Hungria), de Lili Horvát
QUO VADIS, AIDA? (Bósnia and Herzegovina), de Jasmila Žbanić

Melhor documentário

COLECTIV, de Alexander Nanau
CRIP CAMP, de Jim LeBrecht, Nicole Newnham
AS MORTES DE DICK JOHNSON, de Kirsten Johnson
AGENTE DUPLO, de Maite Alberdi
TIME, de Garrett Bradley

Prêmio Robert Altman

UMA NOITE EM MIAMI…, de Regina King

Prêmio produtores

Lucas Joaquin
Gerry Kim
Kara Durrett

Prêmio “alguém para prestar atenção”

DAVID MIDELL, diretor de The Killing of Kenneth Chamberlain
EKWA MSANGI, diretora de Farewell Amor
ANNIE SILVERSTEIN, diretora de Bull

Prêmio melhor do que a ficção

CECILIA ALDARONDO, diretora de Landfall
ELEGANCE BRATTON, diretora de Pier Kids
ELIZABETH LO, diretora de Stray

Melhor série documental

ATLANTA’S MISSING AND MURDERED: THE LOST CHILDREN
CITY SO REAL
IMMIGRATION NATION
LOVE FRAUD
WE’RE HERE

Melhor série ficcional

I MAY DESTROY YOU, de Michaela Coel
LITTLE AMERICA, de Lee Eisenberg, Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani
SMALL AXE, de Steve McQueen
A TEACHER, de Hannah Fidell
NADA ORTODOXA, de Anna Winger e Alexa Karolinski

Melhor atriz em série ficcional

Elle Fanning, The Great
Shira Haas, Nada Ortodoxa
Abby McEnany, Work in Progress
Maitreyi Ramakrishnan, Never Have I Ever
Jordan Kristine Seamón, We Are Who We Are

Melhor ator em série ficcional

Adam Ali, Little America
Nicco Annan, P-Valley
Conphidance, Little America
Amit Rahav, Nada Ortodoxa
Harold Torres, ZeroZeroZero

Melhor elenco em série ficcional

I MAY DESTROY YOU

Spirit Awards 2021

Redação

O Cenas de Cinema é um veículo informal e divertido que tem como principal objetivo divulgar a sétima arte, com críticas, notícias, listas e matérias especiais
Botão Voltar ao topo