Top, top, top uh!

Algumas maneiras de dizer “eu te amo”

Mais um dia dos namorados está chegando e, mesmo em ano de Copa, a programação romântica já está preparada. Os canais, principalmente na tv a cabo, apostam em filmes que falam de amor e chovem comédias românticas para os casais assistirem juntinhos.

Este ano, as estrelas da lista do Cenas são as declarações de amor de personagens. Se sempre dizem que há mil maneiras de dizer “eu te amo”, o cinema já mostrou que, na verdade, existem muito mais e aqui estão alguma delas:

Um Lugar Chamado Notting Hill (Notting Hill)
Roteiro: Richard Curtis

O filme é considerado um dos melhores do gênero pelo público e conta a história de uma atriz de Hollywood e um pacato vendedor de livros que se conhecem, por acaso, em Notting Hill e se apaixonam. A fama, a perseguição da mídia, o namorado grosseiro dela e um amigo sem noção dele atrapalham a relação.

Declaração de amor de Anna para William, feita num dia comum, na livraria especializada em livros de viagens dele:

“Depois de tudo, eu sou só uma garota, parada em frente a um garoto, pedindo que ele a ame”.

10 Coisas Que eu Odeio em Você
Roteiro: Karen McCullah Lutz e Kirsten Smith

A adaptação da peça A Megera Domada, de William Shakespeare, para os dias atuais, no universo adolescente, conta a história de amor entre uma menina ranzinza que não acredita em nada e vive mal-humorada pelos cantos e o bad boy da escola contratado para conquistá-la.

Declaração de amor de Kat para Patrick, feita através de uma poesia lida em voz alta na sala de aula:

“Odeio o jeito que você fala comigo
E como você corta o seu cabelo.
Odeio o jeito que você dirige o meu carro.
Odeio quando você encara.
Odeio seus grandes coturnos idiotas
E como você lê minha mente.
Eu te odeio tanto que isso me deixa doente e até me faz rimar.
Odeio isto.
Odeio o seu jeito de estar sempre certo.
Odeio quando você mente.
Odeio quando me faz rir
E, mais, quando me faz chorar.
Odeio quando você não está por perto
E o fato de não ter ligado.
Mas, ainda mais, eu odeio não te odiar.
Nem de perto, nem um pouquinho, de jeito nenhum.”

Harry e Sally – Feitos Um Para o Outro
Roteiro: Nora Ephron

Harry e Sally se conheceram graças a uma carona e mantiveram, por muito tempo, uma relação de amizade onde conversavam de tudo e sabiam detalhes um do outro. A amizade foi virando outra coisa, é claro.

Declaração de amor de Harry para Sally, feita em uma festa de ano novo:

“Eu amo que você sinta frio quando está fazendo 21º lá fora. Amo que você leve uma hora e meia para escolher um sanduíche. Eu amo a ruguinha que você faz no nariz quando está olhando pra mim como se eu fosse maluco. Amo que, depois de ter passado o dia com você, eu possa continuar sentindo o seu perfume nas minhas roupas. E amo que você seja a última pessoa com quem eu quero falar antes de dormir à noite. E não é porque estou sozinho, e nem porque é noite de ano novo. Eu vim aqui esta noite porque quando você descobre que quer passar o resto da sua vida com alguém, você deseja que o resto de sua vida comece o mais rápido possível.”

Feitiço da Lua
Roteiro: John Patrick Shanley

O filme conta a história de uma jovem viúva que resolve se casar novamente mas que acaba se apaixonando pelo irmão de seu noivo e precisa escolher com qual dos dois vai ficar.

Declaração de amor de Ronny para Loretta, feita depois que os dois assistem juntos a uma apresentação de ópera, no meio da rua:

“Loretta, eu te amo. Não como eles dizem que o amor é e eu também não sabia disso, mas o amor não torna as coisas bonitas – ele estraga tudo. Ele parte o seu coração. Ele bagunça as coisas. Nós não estamos aqui para fazer coisas perfeitas. Os flocos de neves são perfeitos, as estrelas são perfeitas. Nós não! Nós estamos aqui para arruinar uns aos outros, partir nossos corações, amar as pessoas erradas e morrer. Os livros de história são bobagem. Agora eu quero que você suba as escadas comigo e deite na minha cama”.

Simplesmente Amor (1)
Roteiro: Richard Curtis

Um dos filmes mais bonitinhos sobre o amor, junta várias relações e aparece aqui com duas declarações. Os amores vão desde os paternos até aquela primeira paixão da escola e é difícil não se render a pelo menos uma de suas muitas histórias.

Declaração de amor de Mark para Juliet, a esposa de seu melhor amigo, feita através de cartazes, na porta da casa dela:

“… Diga que são cantores de natal… Com alguma sorte, no ano que vem eu estarei saindo com uma dessas garotas [fotos de modelos famosas]. Mas por enquanto me deixe dizer, sem esperança ou agenda, só porque é Natal (e no Natal dizemos a verdade), que para mim você é perfeita. E meu coração devastado vai te amar até que você fique assim [foto de uma múmia]. Feliz Natal!”

Simplesmente Amor (2)
Roteiro: Richard Curtis

Declaração de amor de Jamie para Aurélia, que não se entendiam por não falarem a mesma língua, é feita em português que o rapaz acabara de aprender justamente para isso, no restaurante em que ela trabalhava como garçonete:

“Bonita Aurélia… Eu vir aqui… para te pedir para… casar comigo. Eu sei que… que ser louco… porque mal te conheço… ma às vezes as coisas são muito claras para mi. Não… não preciso de provas. Iu… vive aqui ou tu viver na Inglaterra comigo. … É claro que iu saber que tu não é tão louca com… com… com’eu. É claro que eu pensar que tu diz “não”. Mas é Natal e… eu só queria… saber.”

Sintonia de Amor
Roteiro: Nora Ephron, Jeff Arch e David S. Ward

Homenagem a Tarde Demais para Esquecer, o filme conta a história de um homem que não consegue se encontrar após a morte de sua esposa e tem que conviver com o assédio de várias mulheres depois que o seu filho liga para o programa de rádio de uma psicóloga. e conta a história do pai Uma jornalista prestes a se casar escuta o programa e resolve que precisa conhecer o tal homem.

Declaração de amor feita por Sam à esposa que acabara de falecer, no tal programa de rádio:

Dra. Fieldstone: Me conte o que existia de tão especial em sua mulher?
Sam: Bem, quão longo é o seu programa? Bom, era um milhão de pequenas coisas que, todas juntas, significavam que nós éramos feitos para ficar juntos… e eu sabia disso. Eu soube no primeiro momento em que a toquei. Foi como voltar para casa… só que uma casa que eu ainda não conhecia… Foi só tocar a mão dela para ajudá-la a descer do carro e eu soube. Foi… mágico.

O Diário de Bridget Jones
Roteiro: Helen Fielding, Andrew Davis, Richard Curtis

Baseado no bestseller de mesmo nome da escritora Helen Fielding, o filme conta as aventuras amorosas de Bridget Jones, uma solteirona que fuma e bebe demais e vive à procura de um grande amor.

Declaração de amor de Mark para Bridget, feita depois de um jantar desastroso para a moça, quando ela estava de saída:

Mark: Eu gosto de você, muito.
Bridget: Ah, tirando o cigarro e a bebida, a mãe vulgar e… ah, a minha diarréia verbal.
Mark: Não. Eu gosto muito de você. Do jeito que você é.

melhor-e-impossivel.jpg

Melhor é Impossível
Roteiro: Mark Andrus e James L. Brooks

Melvin é um homem complicado que divide seu tempo entre as manias de seu TOC e as grosserias que costuma fazer com as pessoas.

Declaração de amor de Melvin para Carol, feita no meio de uma viagem que faziam juntos, em um restaurante:

Melvin: … Eu tenho isso, essa… doença!? Meu médico, um psiquiatra que costumo ir sempre, diz que em 50 e 60 por cento dos casos, um comprimido realmente ajuda. Eu ODEIO comprimidos. São coisas perigosas, os comprimidos. Odeio. Eu estou usando a palavra “ódio” aqui, sobre comprimidos. Ódio. Meu elogio é: naquela noite que você chegou e me disse que você jamais iria… Bem, você estava lá, sabe o que disse. Bem, meu elogio para você é que, na manhã seguinte, eu comecei a tomar comprimidos.
Carol: Eu não consigo entender como isso pode ser um elogio para mim.
Melvin: Você me faz querer ser um homem melhor.
Carol: … Este talvez seja o melhor elogio de toda a minha vida.

P.S.: Eu te Amo
Roteiro: Steven Rogers e Richard LaGravenese

E se o grande amor da sua vida simplesmente morresse? Como ninguém está preparado para isso, Gerry resolve ajudar a esposa a superar a perda através de presentes e cartas póstumas. Baseado no livro de Cecelia Ahern.

Declaração de amor de Gerry para Holly feita através de uma última carta:

“Querida Holly,
Eu não tenho muito tempo. Eu não digo literalmente… É que você foi comprar sorvete e estará logo em casa.
Eu sinto que esta é a última carta, porque agora só sobrou uma coisa para te dizer. Não é para você se lembrar de mim ou comprar uma lanterna. Você pode cuidar de si mesma sem nenhuma ajuda minha. É para te dizer o quanto você mexeu comigo, como você me mudou. Você fez de mim um homem, me amando, Holly, e, por isso, eu serei eternamente grato… literalmente.
Se você pode me prometer alguma coisa, prometa que toda vez que estiver triste ou insegura, ou tiver perdido a fé, que você vai tentar se ver através dos meus olhos. Obrigada pela honra de ter sido minha esposa.
Eu sou um homem sem arrependimentos e com muita sorte. Você foi minha vida, Holly, mas eu sou apenas um capítulo da sua. Terá mais. Eu prometo! Então lá vai, o grande conselho: não tenha medo de se apaixonar novamente. Preste atenção ao sinal de que nada mais vai ser igual.
P.S.: Eu sempre te amarei!”

Mensagem para Você
Roteiro: Nora Ephron e Delia Ephron

Inspirado em A Loja da Esquina, o filme conta a história de dois rivais profissionais – ela tem uma pequena lojinha de livros e ele é dono de uma dessas grandes redes de livrarias – que se relacionam virtualmente sem saberem suas identidades reais.

Declaração de Joe para Kathleen feita depois de uma tarde agradável que passaram juntos, no meio da rua:

Joe: Sabe, às vezes eu imagino…
Kathleen: O que?
Joe: Bom… se eu não tivesse a Fox Books e você não tivesse A Loja da Esquina e você e eu tivéssemos apenas, bem… nos conhecido…
Kathleen: Eu sei.
Joe: É. Eu teria pedido o seu número e não conseguiria esperar 24 horas para te ligar e dizer: “Ei, o que você acha… o que você acha de um café, ou, você sabe, um drink ou um jantar ou um filme… pelo tempo em que nós dois vivermos?”
Kathleen: Joe…
Joe: E você e eu nunca brigaríamos. E a única coisa que poderia nos fazer discutir seria qual filme alugar no sábado à noite.

E são essas as dez declarações de amor escolhidas pelo Cenas depois de uma lista com mais de 25 momentos de suspiros que foram lembrados.

E você? Qual não deixaria fora da lista?

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

20 Comentários

  1. Um filme que marcou minha vida, foi “DOCE NOVEMBRO”. Acho uma história triste e ao mesmo tempo alegre, pois mostra o dia a dia de Nelson, que conhece Sara que lhe faz uma proposta um tanto quanto estranha.
    A parte Chave da trama. é quando Nelson descobre a doença de Sara, que se distancia dele. E no dia de Ação de graças Nelson tras pra Sara doze presentes, que mostram o tempo que passaram juntos, além da mudança que ocorre com Nelson. Eu acho esse filme fantástico. Posso vê-lo 30 vezes e sempre. choro como se fosse a primeira vez que assisti.
    Não percam essa oportunidade. Vão adorar. ESSE COM CERTEZA É UM FILME QUE ESTÁ EM FALTA NESSA GALERIA….
    ABRAÇÃO A TODOS
    XANDY®

  2. gosto do “dez coisas que eu odeio em você ” porem o p.s. eu te amo é além de lindo e maravilhoso, uma forma de amor sublime, ele sabia tudo o que ela iria fazer e precisar, amou durante a vida, e quando morreu, soube supri as necessidades da amada. Foi um capitulo na vida dela, como no trecho dessa ultima carta, porem uma pessoa inesquecivel, para quem participou do filme, e para quem o assistiu.

  3. A minha preferida é a de ”Melhor Impossível”, apesar de amar Notting Hill

  4. Difícil dizer qual gosto mais, o P.S eu te amo me chamou muito a atenção e me fez chorar muito quando eu assisti, a maneira que ele a amava, uma maneira sem egoísmo, qdo ele soube que não ia mais poder estar perto dela fisicamente ele deu um jeito pra ela ser feliz sem ele, tanto amor que ele queria a felicidade dela, onde quer que ela estivesse, muito lindo mesmo e diferente dos romances normais que o romance se desenrola em nossos olhos, nesse eles já começam se amando! LINDO FILME, porém triste, chorei igual criança assistindo.

  5. faltou a mais linda de todas: da michele pfeiffer naquele ‘a história de nós dois’:

    é gigante, mas vale a pena:

    “That’s not why I’m saying Chow Funs. Funs, I’m saying Chow Funs because we’re an us. There’s a history here, and histories don’t happen overnight. In Mesopotamia or Ancient Troy there are cities built on top of other cities, but I don’t want another city, I like this city. I know what kind of mood your in when you wake up by which eyebrow is higher, and you know I’m a little quiet in the morning and compensate accordingly, that’s a dance you perfect over time. And it’s hard, it’s much harder than I thought it would be, but there’s more good than bad and you don’t just give up! And it’s not for the sake of the children, but God they’re great kids aren’t they? And we made them, I mean think about that! It’s like there were no people there, and then there were people and they grew, and an an an I won’t be able to say to some stranger Josh has your hands or remember how Erin threw up at the Lincoln Memorial And I’ll try to relax, let’s face it, anybody is going to have traits that get on your nerves, I mean, why shouldn’t it be your annoying traits, and I know I’m no day at the beach, but I do have a good sense of direction so I can at least find the beach, which isn’t a weakness of yours, it’s a strength of mine. And God your a good friend and good friends are hard to find. Charlotte said that in Charlottes Web and I love how you read that to Erin and you take on the voice of Wilber the Pig with such dedication even when your bone tired. That speaks volumes about character! And ultimately, isn’t that what it comes down too? What a person is made of? That girl in the pin helmet is still here ‘bee boo bee boo’ I didn’t even know she existed until you and I’m afraid if you leave I may never see her again, even though I said at times you beat her out of me, isn’t that the paradox? Haven’t we hit the essential paradox? Give and take, push and pull, the yen the yang. The best of times, the worst of times!I think Dickens said it best, ‘He could eat no fat, his wife could eat no lean’, but, doesn’t really apply here does it? What I’m trying to say is, I’m saying Chow Funs because, I love you “

  6. Ahh! Não colocou “Orgulho e Preconceito”!

    “…you have bewitched me, body and soul, and I love, I love, I love you. I never wish to be parted from you from this day on.”

    =)

    A lista está ótima.

    Abraços*

  7. Adoro listas assim! A seleção ficou realmente muito boa! As cenas de “Dez Coisas Que Odeio em Você” e “P.S.: Eu Te Amo” são muito marcantes… Só senti falta de uma das declarações de amor mais inesquecíveis de todos os tempos: a de Tom Cruise para Renée Zellweger em “Jerry Maguire”… Aquela do “You complete me”… “‘You had me at ‘hello'”

    Muito bom ler uma lista assim no Dia dos Namorados!

    beijos!

  8. Eu adoro o poema de 10 Coisas que Odeio em Você. E também, o cartaz e o Colin Firth falando português em Simplesmente Amor. Mas alguma coisa me deixa extremamente boba quando vejo a Julia Roberts se declarando para o Hugh Grant. É tão lindinho….. :)

    Adorei a lista! Declarações belíssimas!

    Beijos!

  9. Adorei a lista!!! Mt emocionante reler essas declarações..
    Parabéns!!

Botão Voltar ao topo