Crítica | Streaming

Infecção

Visto na TV(Kansen, JAP, 2004)

Terror

Direção: Masayuki Ochiai

Elenco: Michiko Hada, Mari Hoshino, Tae Kimura, Yoko Maki, Kaho Minami, Moro Morooka, Shirô Sano, Koichi Sato, Masanobo Takashima

Roteiro: Ryoichi Kimizuka, Masayuki Ochiai

Duração: 98 min.

Minha nota: 5/10

Agora que o Robson vai falar que eu só gosto de filmes de terror, mas não é verdade. Tudo bem, eu gosto, mas não é o meu gênero favorito.

Outro dia estava à toa em casa, sem nada para fazer, quando vi o anúncio do filme Infecção no Cinemax. Como as cenas da propaganda me chamaram a atenção, resolvi sentar para conferir, sem esperar grandes coisas.

De um lado temos um hospital sem dinheiro para pagar os funcionários, para comprar material e que mal consegue manter as portas abertas. Nele, médicos e enfermeiras problemáticos e mal-humorados fazem o plantão da noite, cuidando dos poucos pacientes que estão internados. Um vítima de queimaduras por todo corpo, uma senhora que vê os antepassados no espelho e um menino que está sempre com uma máscara.

De outro, uma ambulância chama insistentemente pelo rádio e tenta encontrar algum lugar que aceite um paciente com estranhos sintomas à beira da morte.

O começo do filme, apesar dos efeitos precários não é ruim e o jogo de cores, mesmo que já batido, funciona. Enquanto em um universo tudo é pálido e esverdeado, no outro imperam as cores quentes, com destaque para o vermelho.

Os atores também não são ruins, mas a encenação é teatral demais. Por várias vezes não conseguimos distinguir se o que vemos na tela é um filme ou uma peça gravada por um espectador qualquer. A marcação é quase toda feita para uma câmera estática.

Apesar disso, o principal problema é outro: o roteiro. Mesmo com uma boa idéia e um desenvolvimento regular na primeira parte, ele exagera e chega a ficar frenético na segunda. Abusando de clichês do gêneros e de cenas desnecessárias. A solução é bem fraquinha e confusa, mas quem aprecia o terror japonês vai gostar, já que além dos sustos, ainda tem que decifrar o que está acontecendo.

O filme é considerado como a primeira parte de uma trilogia com os filmes Premonição (Yogen) e Almas Reencarnadas (Rinne), mas eu não sei dizer o porquê disso, já que eles não têm muita coisa a ver.

Apesar de ser fraquinho é muito melhor do que as adaptações estadunidenses de produções orientais. Claro que logo, logo, estará estreando nas telas todo falado em inglês. Segundo pesquisas no IMDb, a previsão é 2009.

Bom para ser visto do jeito que eu fiz: por acaso, sem pretensões e por curiosidade em um dia sem grandes coisas para fazer. Mas se prepare para raiva, ela pode aparecer uma vez ou duas.

Indicado para quem gosta de filmes de terror e não perde nenhum lançamento, principalmente se for oriental.

Um Grande Momento

Difícil achar algum momento, mas a discussão para decidir como o erro médico será escondido é até interessante.



Links

Imdb

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.

Um Comentário

  1. O pior é que é sempre assim, né Alex! A gente pode até não achar de cara, mas sempre tem um hospital nessas condições perto da gente.
    Isso é triste demais.
    Quanto ao filme, se algum dia você descobrir qual é a relação entre os dois filmes, me conta???
    Hehehe

    Beijocas

  2. Eu ainda não vi “O Terror da Premonição”, mas eu achei “Almas Reencarnadas” um horror bem interessante, mesmo que somente regular. Mas há um trecho em seu texto (“temos um hospital sem dinheiro para pagar os funcionários, para comprar material e que mal consegue manter as portas abertas”) que me lembrou o local onde trabalho, rs.

    Beijos!

  3. Eu acredito Kau! Por isso vou pegar para ver… Hahahahaha

    Beijão

  4. Viu Cecília… eu falei sério quando disse que Mortuária é a pior coisa que já vi. Não por ser forte, mas por ser ruim mesmo =D

    Bjos, hahahahah!!

  5. Oi, gentem!!!

    Otávio – Eu também nem fazia idéia que ele existia e, muito menos, que era parte de uma trilogia com Almas Reencarnadas. Graças às minhas noites em frente à TV descobri… Hehehe.
    Também concordo com o Oscar, apesar de não gostar tanto do filme. O papel de Norton era muito mais complexo do que o Cuba Gooding Jr. em Jerry Maguire.

    Kau – Humm. Não, zumbis não! Eu também gosto de filmes com zumbi, desde que o Uwe Boll não esteja envolvido no projeto, claro.
    Vou atrás de Mortuária. Li a sinopse e fiquei chocada! Deve ser o ó… Hehehe

    Ramon – Eu já prefiro os orientais àquela sanguinolência que virou o terror estadunidense. Pelo menos é um jeito diferente de fazer cinema. Também gosto de O Chamado.

    Hugo – Já vi que tem O Hospedeiro na minha locadora e vou correndo pegar. Interessante!

    Beijocas a todos!

  6. Dos filmes de terror oriental que assisti gostei do primeiro “Chamado” (Ringu) e principalmente do coreano “O Hospedeiro” esse sim um grande filme.

    Bjos

  7. Nem sou muito fã de terror japonês e muito menos das versões americanas, salvo “o chamado”.

  8. Eles se transforman em espécies de zumbis? Olha… eu ADORO filmes com zumbis, hahahahahaha!! Acho eles super gente fina! Mas pelo oq dá pra entender, passa longe de Madrugada dos Mortos e Extermínio.

    Ah, assista Mortuária. É a pior coisa que já vi =)

    Bjos!!

  9. Hmm… Eu não conhecia esse filme…

    Sobre o post abaixo, eu adoro AS DUAS FACES DE UM CRIME, que revelou Ed Norton, que deveria ter levado o Oscar naquele ano. É o único filme que gosto do Gregory Hoblit.

    Ah, vou preparar minha lista de vilões.

    Bjs!

  10. Oie gente!

    Leandro – Eu não sei onde se acha não. Os outros dois da “trilogia” (Almas Reencarnadas e O Terror da Premonição) estão disponíveis em várias locadoras.

    Marcel – É verdade. Para achar um filme bom, temos que assistir, pelo menos, cinco ruins… Hehehe. Eu gostei muito de O Nevoeiro!

    Beijocas a todos

  11. até gosto de filme de terror, mas eh tao dificil achar algum que preste! o ultimo q eu vi foi O Nevoeiro, que eh um terror com mais historia, o que eu prefiro.. é muito bom.

  12. Onde se encontra esses filmes? AhgsuAS aqui nas locadoras não tem não =/ adorei o comentário fiquei curioso quero ver =)

Botão Voltar ao topo