Top, top, top uh!

Meus melhores de 2019: Filmes brasileiros

Não faz sentido nenhum. Num ano maravilhoso para o cinema brasileiro, com os olhos do mundo voltados para o que se produz aqui, com os cinemas cheios de estreias que trazem histórias e mais histórias desse nosso país enorme, contadas de tantas maneiras diferentes, com tanta qualidade e variedade, um grupo, logo aquele que tem o poder de acabar com tudo, resolve criar uma guerra contra o audiovisual.

Com um presidente que claramente desconhece o cinema nacional e, baseado em suas listas conspiratórias de WhatsApp, cita filmes de oito anos atrás, ou, em lives improvisadas, empresas públicas extintas em 1990; com toda uma política de desmonte e inviabilização no repasse de verbas, com muita desinformação envolvida, quem sofre é a produção. Uma produção que chegava agora em seu melhor momento, depois de vários pequenos passos para uma melhora, que ainda não era ideal, mas começava a se concretizar.

E chegou de maneira firme em 2019, com uma presença relevante nos principais festivais internacionais, com prêmios em Cannes, Veneza e Locarno, entre outros. Arriscou-se em gêneros, ousou em narrativas, ganhou novas formas e encontrou novos meios de contar novas histórias.

Apoie o Cenas

Para mostrar que tem filme brasileiro para todos os gostos, aqui estão 25 filmes bem variados que mais chamaram minha atenção em 2019, com o Top 10 que todos gostam ao final.

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

25. O Clube dos Canibais, de Guto Parente
24. Minha Fama de Mau, de Lui Farias
23. Lembro Mais dos Corvos, de Gustavo Vinagre
22. A Sombra do Pai, de Gabriela Amaral Almeida
21. Turma da Mônica – Laços, de Daniel Rezende

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

20. Azougue Nazaré, de Tiago Melo
19. Os Jovens Baumann, de Bruna Carvalho Almeida
18. Morto Não Fala, de Dennison Ramalho
17. Carcereiros – O Filme, de José Eduardo Belmonte
16. Dias Vazios, de Robney Bruno de Almeida

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

15. Luna, de Cris Azzi
14. Deslembro, de Flávia Castro
13. Chuva É Cantoria na Aldeira dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza
12. Divino Amor, de Gabriel Mascaro
11. Tito e os Pássaros, de Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

10. Los Silencios, de Beatriz Seigner

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

9. Bixa Travesty, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

8. A Noite Amarela, de Ramon Porto Mota

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

7. No Coração do Mundo, de Gabriel Martins e Maurílio Martins

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

6. Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

5. Temporada, de André Novais Oliveira

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

4. Elegia de um Crime, de Cristiano Burlan

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

3. Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

2. A Vida Invisível, de Karim Aïnouz

Cecilia Barroso | Cenas de Cinema

1. Inferninho, de Guto Parente e Pedro Diógenes

Você pode ver a lista geral aqui e a lista dos filmes de festivais aqui.

Cecilia Barroso

Cecilia Barroso é jornalista cultural e crítica de cinema. Mãe do Digo e da Dani, essa tricolor das Laranjeiras convive desde muito cedo com a sétima arte, e tem influências, familiares ou não, dos mais diversos gêneros e escolas. Faz parte da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema e das Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.
Botão Voltar ao topo