Notícias

Globo de Ouro 2022: tentando voltar

À sombra das polêmicas acontecidas ao longo de 2021, que impediram inclusive a realização de sua festa e da entrega dos seus troféus no próximo dia 9 de janeiro, a Associação de Críticos Estrangeiros de Hollywood divulgou nesta segunda-feira sua lista de indicados para o Globo de Ouro, tentando apagar um incêndio.

Com a lista de indicados do ano passado, que incluíram acusações graves de suborno, e com um cast de votantes sem representatividade étnica suficiente, um dos mais tradicionais prêmios e o primeiro televisionado a ser entregue teve a reputação abalada e precisou fazer uma série de intervenções em sua própria estrutura, que previam o aumento dessa diversidade e reformulações em suas práticas diante dos tradicionais “mimos” recebidos por seus votantes, que sempre provocaram celeuma na indústria.

Alheios a isso e tentando se redimir e não deixar o trilho enferrujar, o anúncio dos premiados será feito mesmo sem festa, com a expectativa de que tudo volte ao normal entre eles e a NBC, que os transmite em solo americano e esse ano cancelou essa transmissão.

Apoie o Cenas

A lista, como de praxe, contém erros e acertos. A mera lembrança de Casa Gucci, ainda que em apenas uma categoria, é um exemplo do primeiro caso, assim como a exacerbação das fofuras envolvendo No Ritmo do Coração e a exaltação dos populares Duna e King Richard, todos exageradamente mencionados. Do lado dos acertos, a consagração de Ataque dos Cães e Amor Sublime Amor, o reconhecimento do trabalho de Kristen Stewart em Spencer e de Andrew Garfield em tick tick… BOOM!.

Além disso, tornamos a ter duas mulheres no páreo da categoria de direção. Jane Campion, a grande favorita do ano por seu impressionante trabalho em Ataque dos Cães encontra Maggie Gyllenhaal na lista, indicada por A Filha Perdida. Essa categoria é completa por Kenneth Branagh (Belfast), Denis Villeneuve (Duna) e o reencontro de Jane com seu rival de 28 anos atrás, Steven Spielberg, que a bateu em O Piano com seu A Lista de Schindler, e agora vem com Amor Sublime Amor pronto para o segundo round.

Entre os filmes internacionais, os favoritos Drive my Car e Um Herói, respectivamente do Japão e do Irã, encontram o finlandês Compartment nº 6, o italiano A Mão de Deus e o eterno Pedro Almodóvar com seu Madres Paralelas.

As presenças de postulantes ao Oscar como Nicole Kidman, Will Smith, Leonardo DiCaprio, Lady GaGa, Denzel Washington e Jennifer Lawrence, entre outros, promete ao Globo de Ouro que sua relevância seja testada, para que no próximo ano suas atividades possam ser restabelecidas. Terão de novo a respeitabilidade da indústria? O tempo dirá.

Abaixo, os indicados:

MELHOR FILME: DRAMA
Belfast
No Ritmo do Coração
Duna
King Richard: Criando Campeãs
Ataque dos Cães

MELHOR ATRIZ: FILME DE DRAMA
Jessica Chastain – Os Olhos de Tammy Faye
Olivia Colman – A Filha Perdida
Nicole Kidman – Being the Ricardos
Lady Gaga – Casa Gucci
Kristen Stewart – Spencer

MELHOR ATOR: FILME DE DRAMA
Mahershala Ali – Swan Song
Javier Bardem – Being the Ricardos
Benedict Cumberbatch – Ataque dos Cães
Will Smith – King Richard: Criando Campeãs
Denzel Washington – The Tragedy of Macbeth

MELHOR FILME: MUSICAL OU COMÉDIA
Cyrano
Não Olhe Para Cima
Licorice Pizza
tick, tick… Boom!
Amor, Sublime Amor

MELHOR ATRIZ: MUSICAL OU COMÉDIA
Marion Cotillard – Annette
Alana Haim – Licorice Pizza
Jennifer Lawrence – Não Olhe Para Cima
Emma Stone – Cruella
Rachel Zegler – Amor, Sublime Amor

MELHOR ATOR: MUSICAL OU COMÉDIA
Leonardo DiCaprio – Não Olhe Para Cima
Peter Dinklage – Cyrano
Andrew Garfield – tick, tick… Boom!
Cooper Hoffman – Licorice Pizza
Anthony Ramos – Em Um Bairro de Nova York

MELHOR ANIMAÇÃO
Encanto
Fuga
Luca
My Sunny Maad
Raya e o Último Dragão

MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA
Compartment Nº 6
Drive My Car
A Mão de Deus
Um Herói
Madres Paralelas

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Caitriona Balfe – Belfast
Ariana DeBose – Amor, Sublime Amor
Kirsten Dunst – Ataque dos Cães
Aunjanue Ellis – King Richard: Criando Campeãs
Ruth Negga – Identidade

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Ben Affleck – The Tender Bar
Jamie Dornan – Belfast
Ciarán Hinds – Belfast
Troy Kotsur – No Ritmo do Coração
Kodi Smit-McPhee – Ataque dos Cães

MELHOR DIREÇÃO
Kenneth Branagh – Belfast
Jane Campion – Ataque dos Cães
Maggie Gyllenhaal – A Filha Perdida
Steven Spielberg – Amor, Sublime Amor
Denis Villeneuve – Duna

MELHOR ROTEIRO
Paul Thomas Anderson – Licorice Pizza
Kenneth Branagh – Belfast
Jane Campion – Ataque dos Cães
Adam McKay – Não Olhe Para Cima
Aaron Sorkin – Being the Ricardos

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Alexandre Desplat – A Crônica Francesa
Germaine Franco – Encanto
Jonny Greenwood – Ataque dos Cães
Alberto Iglesias – Madres Paralelas
Hans Zimmer – Duna

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Be Alive” – King Richard: Criando Campeãs
“Dos Oruguitas” – Encanto
“Down to Joy” – Belfast
“Here I Am (Singing My Home)” – Respect
“No Time to Die” – 007 – Sem Tempo para Morrer

Francisco Carbone

Jornalista, crítico de cinema por acaso, amante da sala escura por opção; um cara que não consegue se decidir entre Limite e "Os Saltimbancos Trapalhões", entre Sharon Stone e Marisa Paredes... porque escolheu o Cinema.
Botão Voltar ao topo